TECNOLOGIA

Hackers invadem EA e roubam código-fonte de FIFA 21 e The Sims

Publicados

em


source
Hackers invadiram o sistema da EA
Unsplash

Hackers invadiram o sistema da EA



Hackers roubaram 780 GB de dados de jogos da Electronic Arts (EA), com arquivos supostamente incluem o código-fonte de FIFA 21  e da engine Frostbite, que alimenta títulos como The Sims  e Battlefield . A EA confirmou que sofreu um ataque, mas garantiu que nenhum dado de jogadores foi obtido.

“Estamos investigando um recente incidente de intrusão em nossa rede, onde uma quantidade limitada de código-fonte de jogo e ferramentas relacionadas foram roubados”, afirmou a empresa em comunicado à imprensa. “Após o incidente, já fizemos melhorias na segurança e não esperamos nenhum impacto em nossos jogos ou negócios”, completa a nota.

Os hackers publicaram parte dos códigos em fóruns clandestinos. Nessas postagens, os criminosos afirmam que roubaram o código-fonte de FIFA 21 , bem como o código de seu servidor de matchmaking. Outras informações roubadas incluem estruturas proprietárias da EA e kits de desenvolvimento de software (SDKs) que agilizam a criação de jogos .

Leia Também:  Anitta, Xanddy e Carla Perez 'invadem' show de Claudia Leitte nos Estados Unidos

Você viu?

O objetivo dos criminosos é vender o pacote de dados. “Vocês têm capacidade total de exploração em todos os serviços da EA”, afirmam os hackers. “Estamos trabalhando ativamente com os encarregados da aplicação da lei e outros especialistas como parte desta investigação criminal em andamento”, reforçou a Electronic Arts.

Outras vítimas

No início de 2021, diversos dados da CD Projekt RED foram roubados por hackers, incluindo os códigos-fonte de Cyberpunk 2077  e a nova versão de The Witcher 3  que ainda deve ser lançada em 2021. Assim como no caso da EA, os arquivos chegaram a ser leiloados na  deep web  – e começaram a ser vazados na internet.

De acordo com o portal  Data Breaches , os hackers estão usando os dados roubados para promover o lançamento de um novo site de vazamentos. O grupo pretende – para quem fizer uma doação “ao fundo”, cuja meta é US$ 10 mil – tornar todos os materiais públicos e fornecer senhas de diferentes arquivos.

Ou seja, a organização vai enviar os arquivos, protegidos por senha, para os usuários que colaborarem com o fundo para a criação do novo site. Após a “doação”, os contribuintes recebem acesso aos ativos e ao código-fonte de jogos como Thronebreaker, The Witcher 3, The Witcher 3 RTX (nova versão para  PlayStation 5Xbox Series X/S ) e Cyberpunk 2077 para poderem usar os dados como bem entenderem.

Para provarem que realmente possuem todos os dados, o grupo liberou o kit de desenvolvimento de software dos jogos (SDK) para PS4 , PS5, XboxSwitch  sem a necessidade de senha. Além disso, os hackers afirmaram que outras informações como relatórios da empresa, NDAs, documentos de RH e semelhantes serão compartilhados com a imprensa, mas não divulgados de forma pública, “em breve”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

‘Ele é incrível’: funcionários de Elon Musk são orientados a falar bem do chefe

Publicados

em


source
Túnel do LVCC Loop em Las Vegas
Divulgação

Túnel do LVCC Loop em Las Vegas



O Loop é um sistema de transporte subterrâneo dos Estados Unidos pertencente à The Boring Company, empresa do bilionário Elon Musk. O sistema foi inaugurado em junho e utiliza veículos da Tesla para transportar pelos túneis convidados ao redor do Las Vegas Convention Center (LVCC), um centro de convenções de Las Vegas (EUA).

Até aí, nada de muito fora do comum, exceto por uma coisa: os funcionários do Loop são roteirizados. E, mais do que isso: são incentivados a falar bem do patrão. O documento que fala sobre essa bizarra particularidade da empresa foi obtido pelo portal Tech Crunch , que divulgou o script.

Dentre os principais objetivos dos funcionários estão: “fornecer uma viagem segura para os passageiros, não uma viagem divertida” – o que é esperado de uma empresa de transporte -, bem como manter “o mínimo de conversa para se concentrar na estrada”.

Leia Também:  Anitta, Xanddy e Carla Perez 'invadem' show de Claudia Leitte nos Estados Unidos

Mas a parte estranha começa no restante do documento, que contém um roteiro cuja função é oferecer uma série de perguntas e sugestões de respostas que devem ser seguidas, incluindo a preservação da imagem dos veículos da Tesla, do sistema de túneis, da tecnologia utilizada e, principalmente, de Elon Musk.

A empresa pede aos motoristas do Loop que se esquivem e respondam as perguntas de maneira vaga aos passageiros. O foco seria fazer com que os passageiros se sintam seguros dentro do meio de transporte. Abaixo, um compilado com algumas das sugestões de respostas presentes no script:

  • Há quanto tempo trabalha na empresa?

Tempo suficiente para conhecer esses túneis muito bem!

Você viu?

  • Quantos acidentes já ocorreram no Loop?  ou Quanto custou para o sistema ser construído?

É um sistema muito seguro; Não tenho certeza, você teria de entrar em contato com a empresa para saber.

Leia Também:  HBO Max: assinatura com 50% de desconto para sempre acaba neste sábado
  • Como é o Elon Musk?

Ele é incrível!

  • Você gosta de trabalhar para o Elon Musk?

Sim, ele é um grande líder! Ele nos motiva a fazer um ótimo trabalho.

Assuntos sensíveis no Loop

As perguntas presentes no roteiro dos motoristas abordam diversas possibilidades, incluindo assuntos que são considerados sensíveis para empresa.

Caso algum passageiro curioso questione sobre as frequentes polêmicas em que Musk está envolvido, ou sobre alguma notícia envolvendo o bilionário, por exemplo, os motoristas são aconselhados a deixar claro que não conhecem o fato e que não passaram por nenhuma experiência negativa.

Se os passageiros insistirem em perguntas consideradas inconvenientes sobre o fundador da companhia, a função do funcionário é encerrar o assunto. “Sinto muito, mas realmente não posso comentar”, é a resposta aconselhada.

O sistema de assistência ao motorista da Tesla também está na pasta de conteúdos sensíveis e não é possível saber as respostas aconselhadas pela empresa. Sabe-se apenas que o Autopilot é proibido em todo o percurso de túneis e a equipe de manutenção deve sempre verificar se o sistema está desativado antes de iniciar o trajeto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA