RONDONÓPOLIS

TECNOLOGIA

Governo pede para Procons processarem Apple e Samsung; entenda

Publicados

em

source
Procons ainda não responderam se vão ou não aceitar pedido do governo
Wagner Pedro

Procons ainda não responderam se vão ou não aceitar pedido do governo

O Ministério da Justiça e Segurança Pública orientou, nesta quinta-feira (12), a abertura de processos administrativos contra as empresas Apple e Samsung pelos mais de 900 Procons de todo o país. A decisão foi motivada pela não inclusão de carregadores de energia nos telefones móveis vendidos pelas empresas.

“A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) identificou possíveis irregularidades na exclusão dos carregadores e, com os Procons, iniciará ´procedimentos apuratórios´,para que as empresas dee m explicações ou até tenham que tomar as medidas necessárias para garantir a satisfação dos consumidores nacionais”, disse o titular da pasta da Justiça, Anderson Torres.

O secretário Nacional do Consumidor, Rodrigo Roca, por sua vez lembrou que “pela retirada abrupta” dos carregadores, o Procon de São Paulo aplicou uma multa superior a R$ 10,5 milhões contra a Apple.  Acrescentou que o Procon de Fortaleza tomou a mesma decisão sancionando a companhia em R$ 26 milhões, valor dividido com a Samsung. 

Leia Também:  Instagram começa a esconder Stories de quem publica bastante

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

De acordo com estimativas dos órgãos de Defesa do Consumidor, se apenas cerca de metade dos Procons (450) multasse em R$ 10 milhões cada uma das duas gigantes tecnológicas, elas teriam de remeter ao fundo de recursos dos Procon nada menos que R$ 9 bilhões.

“A não inclusão dos carregadores dá um lucro de US$ 6,5 bilhões só para a Apple, e nos passa a impressão de que a aplicação das multas é algo com o que as duas empresas já contavam”, destacou Roca, que se referiu aos ganhos da gigante tecnológica de Cupertino (EUA) com a ausência dos acessórios, baseado em uma reportagem jornalística.

A situação preocupa não apenas o governo, mas também o Congresso. Em ofício encaminhado pelo responsável da Senacon aos Procon, ele frisou que há um Projeto de Lei em tramitação no Congresso há dois anos (PL 5.451) que propõe ajuste no Código de Defesa do Consumidor para obrigar todos os fabricantes a manter carregadores, baterias e fones de ouvido tanto em celulares como em qualquer eletroeletrônico em que sejam necessários.

Leia Também:  Google na Rússia entra com pedido de falência

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Oferta do Amazon Prime mais barato no plano anual acaba nesta quinta

Publicados

em

source
Amazon Prime fica mais caro a partir desta sexta
Unsplash/Christian Wiediger

Amazon Prime fica mais caro a partir desta sexta

Usuários que pretendem garantir a assinatura anual do Amazon Prime pelo preço de R$ 89,00 precisam correr. Esta quinta-feira (19) é o último dia para assinar o serviço mais barato, já que, a partir de amanhã (20), seu pacote anual passará a custar R$ 119. A oferta também pode ser adquirida por quem tem um plano mensal do serviço vigente.

No começo do mês, a Amazon anunciou um reajuste dos planos do Prime , serviço da empresa que conta com sua plataforma de streaming, frete grátis e mais benefícios.

É o primeiro aumento nos preços desde que o pacote chegou ao Brasil, em 2019. A partir de sexta-feira (20), o valor do plano mensal sobe de R$ 9,90 para R$ 14,90, e o plano anual de R$ 89 para R$ 119.

Como aproveitar o preço mais baixo?

Quem assinar o plano anual do serviço ainda hoje (19) poderá manter o valor antigo do pacote, R$ 89, sem custos adicionais, de maneira a pagar o novo valor apenas quando essa assinatura expirar, daqui um ano.

Leia Também:  Meta cria programa para Instagram ter mais filtros para pessoas negras

Se você não é assinante Prime, acesse a página do serviço, preencha suas informações e aproveite o preço mais baixo por um ano. O preço de hoje é válida também para quem já tem uma assinatura mensal vigente – veja o passo a passo aqui . Ao fazer isso, o assinante terá o reembolso dos dias do mês que já haviam sido pagos e poderá desfrutar da sua assinatura anual de R$ 89.

O mesmo, no entanto, não vale para clientes Prime com uma assinatura anual vigente. Conforme verificado pelo Tecnoblog, ao tentar cancelar o plano anual, o serviço informa que não fará a renovação automática quando o pacote expirar, mas que sua assinatura se manterá ativa até o período já pago, sem reembolsos.

O que está incluso na assinatura Prime

Além do Amazon Prime Video, plataforma de streaming da Amazon que conta com produções aclamadas, como os filmes Moonfall: Ameaça Lunar e O Lobo de Wall Street, e as séries The Marvelous Mrs. Maisel e Modern Love, a assinatura Prime também dá acesso aos serviços Prime Music (música), Prime Reading (ebooks) e Prime Gaming (jogos eletrônicos).

Leia Também:  Ubisoft+ chegará ao PlayStation com plano grátis integrado ao PS Plus

Além esses conteúdos, tanto o pacote mensal quanto o anual também dão direito a frete grátis em produtos elegíveis da loja virtual e ofertas exclusivas.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA