TECNOLOGIA

Chefão do Xbox diz que não precisa enviar jogos da Bethesda ao PlayStation

Publicados

em


source
bethesda xbox
Foto: Microsoft/ Divulgação

Chefão do Xbox comenta compra da Bethesda

Phill Spencer, chefe da divisão Team Xbox da Microsoft , disse que a empresa não precisa lançar jogos da Bethesda em outras plataformas. A publicadora de jogos  foi adquirida pela Microsoft em setembro.

Em entrevista ao portal Kotaku, Spencer afirma que a Microsoft não precisa distribuir os jogos da Bethesda em outras plataformas. Quando perguntado se o investimento pode ser recuperado mesmo sem enviar o game Elder Scrolls VI ao PlayStation , ele disse que sim. 

“Este acordo não foi feito para tirar jogos de outra base de jogadores como essa. Em nenhum lugar da documentação que reunimos estava: ‘como evitamos que outros jogadores joguem esses jogos?”, disse o executivo.

“Queremos que mais pessoas possam jogar e não que menos pessoas possam jogar. Mas também direi no modelo quando penso sobre onde as pessoas vão jogar e o número de dispositivos que tínhamos, e temos xCloud, PC e Game Passe e nossa base de consoles, eu não tenho que enviar esses jogos em qualquer outra plataforma além das plataformas que oferecemos suporte para fazer o negócio funcionar para nós. O que quer que isso signifique”, continou.

Leia Também:  DualSense, controle do PS5, funciona em celulares e PC

Spencer ainda disse que as plataformas para os quais os jogos da Bethesda serão distribuídas futuramente serão analisadas caso a caso. O chefão do Xbox não disse que que os consoles da Microsoft terão exclusividade , mas indicou que isso é financeiramente possível e lucrativo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Netflix: filme polêmico quintuplicou cancelamentos do serviço

Publicados

em


source
Lindinhas Netflix
Divulgação

Lindinhas é um filme francês que levou a uma campanha de boicote à Netflix

A Netflix perdeu cinco vezes mais assinantes nos cinco dias que vieram após o lançamento do filme Lindinhas do que nos 30 dias anteriores. O dado é de um relatório da consultoria Antenna, e mostra o impacto que o polêmico título trouxe à plataforma de streaming.

Lançado em 9 de setembro, Lindinhas foi amplamente acusado de sexualizar crianças . Na ocasião, a hashtag  #CancelNetflix (cancele a Netflix) foi usada por centenas de milhares de pessoas no Twitter. Confira o pico de cancelamentos identificado após o lançamento do filme:

Leia Também:  PlayStation Store ganha nova versão no Brasil; veja o que muda

Outro relatório, da empresa de análises YipitData mostra que o número de cancelamentos da Netflix em setembro foi oito vezes maior do que na comparação com agosto deste ano.

Premiado pelo Festival Sundance de Cinema , Lindinhas conta a história de Ammy, uma menina de 11 anos que vai contra as tradições conservadoras da família senegalesa e se encontra em um grupo de dança.

Muita gente criticou a obra por sexualizar crianças. Enquanto isso, a Netflix se defende dizendo que o título, na verdade, retrata a pressão que meninas sofrem durante a adolescência.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA