TECNOLOGIA

Amazon copiou produtos e burlou regras de competição, mostram documentos

Publicados

em


source
Segundo a agência Reuters, pelo menos dois executivos do alto escalão da empresa aprovaram as práticas
Bruno Ignacio

Segundo a agência Reuters, pelo menos dois executivos do alto escalão da empresa aprovaram as práticas

Documentos mostram que a Amazon plagiou produtos e favoreceu suas marcas na ferramenta de busca do site, informa a agência Reuters em investigação. Segundo a reportagem, a gigante do e-commerce teria manipulado resultados para impulsionar seu comércio na India, prática que havia negado anteriormente. 

A investigação passou por emails, estratégia de vendas e planos de negócios e comprovou que pelo menos dois executivos do alto escalão da empresa aprovaram as práticas. 

Marcas privadas da Amazon na Índia teriam explorado secretamente dados internos da rede Amazon.in para copiar produtos vendidos por outras empresas e, em seguida, oferecê-los em sua plataforma “nos primeiros 2 ou 3 resultados de busca” como mostra m email.

A marca John Miller, que pertence a uma empresa cujo presidente-executivo é Kishore Biyani, conhecido como o “rei do varejo” indiano, foi uma das que teve produtos afetados pela prática considerada anticompetitiva. A Amazon teria copiado o formato das camisas e decidiu “seguir as medidas” da empresa indiana. 

Leia Também:  Instagram libera links nos Stories para todos; veja como usar

Leia Também

Os documentos, datados de 2016, deixam claro a “estratégia Solimo”: “usar informações da Amazon.in para desenvolver produtos e, em seguida, aproveitar a plataforma Amazon.in para comercializar esses produtos para nossos clientes”, continua a Reuters.

A empresa já havia sido acusada por ex-funcionários, mas negou adotar práticas que favoreçam seus produtos. Em depoimento ao Congresso americano, o fundador da empresa, Jeff Bezos, negou que a companhia use dados internos para uso próprio. 

Em resposta à matéria da Reuters, a Amazon disse: “Exibimos os resultados da pesquisa com base na relevância para a consulta de pesquisa do cliente, independentemente de tais produtos terem marcas privadas oferecidas pelos vendedores ou não”.

A Amazon também afirmou que proíbe estritamente o uso ou compartilhamento de dados não públicos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Apple Music chega ao PS5 com opção de escutar músicas enquanto joga

Publicados

em


source
PS5 agora tem Apple Music
PS5

PS5 agora tem Apple Music

Os donos de PS5 que assinam o Apple Music podem acessar o serviço direto do console enquanto jogam algum game, a partir desta quarta-feira (27). Essa é a primeira vez que a plataforma de streaming de músicas da maçã chega a um videogame com seu catálogo completo de álbuns, clipes e canções. Antes, o dispositivo da Sony contava apenas com o Spotify.

Devido à integração completa com o Apple Music, os jogadores são capazes de ouvir músicas a qualquer momento da jogatina. Isso significa que é possível deixar músicas tocando ao fundo mesmo quando está no meio de uma gameplay no console. Os controles de mídia podem ser acessados facilmente pelo botão PS no controle DualSense.

O aplicativo do Apple Music pode ser usado no PS5 de duas formas: pelo app com a interface completa antes de entrar em um jogo ou pelo cartão “Função Musical” presente no próprio menu do console.

Leia Também

Além disso, os assinantes do Apple Music terão recursos exclusivos no PS5. Dependendo do jogo que estiver sendo executado, o serviço de streaming de músicas vai recomendar playlists especiais que se encaixam na vibe daquele game.

Pelo aplicativo, ainda vai dar para assistir a clipes de músicas em resoluções de até 4K. Assim como com as canções, os usuários poderão colocar os vídeos em tela cheia enquanto não estiverem jogando. Se quiser fazer outra coisa no videogame, o clipe será minimizado, mas a música vai continuar tocando ao fundo.

Apple Music pode ser baixado de graça na PS Store

Para baixar o aplicativo do Apple Music basta procurar por ele na PlayStation Store pelo site da loja ou pelo menu no PS5. O download é gratuito, mas ainda é preciso assinar o serviço de streaming de músicas para ter acesso ao catálogo completo com mais de 90 milhões de canções.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA