SAÚDE

CoronaVac: Butantan entrega mais 1,5 milhão de doses ao Ministério da Saúde

Publicados

em


source
CoronaVac: Butantan entrega mais 1,5 milhão de doses ao Ministério da Saúde
Foto: Eduarda Esteves/iG

CoronaVac: Butantan entrega mais 1,5 milhão de doses ao Ministério da Saúde

O governo de São Paulo e o Instituto Butantan liberaram, na manhã desta quarta-feira (21), um novo lote com 1,5 milhão de doses da vacina CoronaVac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.

Com a entrega de hoje, o Butantan completa 57,6 milhões de doses enviadas para o PNI. O contrato prevê a entrega de 100 milhões de doses ao governo federal até setembro, mas o governo estadual diz que vai antecipar a entrega e concluir até o fim de agosto, conforme já anunciado pelo governador João Doria (PSDB).

“A entrega de hoje soma 57,649 milhões de doses entregues da Coronavac para proteger a população brasileira”, disse o vice-governador do estado, Rodrigo Garcia (PSDB). As entregas foram iniciadas em 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na última segunda-feira (16), foram entregues mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. As novas entregas são referentes à produção de um novo lote de 10 milhões de doses processadas a partir dos 6 mil litros de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) recebidos no dia 26 de junho. Uma nova remessa de IFA, com mais 12 mil litros, deve chegar até o final deste mês.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Rio tem ainda 76 mil pessoas acima dos 40 anos não vacinadas

Publicados

em


A cidade do Rio de Janeiro tem ainda 76 mil pessoas acima dos 40 anos que não foram vacinadas contra a covid-19, de acordo com dados do Painel Rio Covid-19, da prefeitura. Na próxima semana, a cidade vacina pessoas com idade entre 27 e 32 anos. Até este sábado (31), 75% da população alvo, com 18 anos ou mais, recebeu pelo menos a primeira dose da vacina e 33,5% completaram o esquema vacinal com duas doses ou dose única. 

Entre os idosos, com 60 anos ou mais, 23,7 mil ainda não tomaram a vacina. Outros 96,6 mil tomaram a primeira dose, mas ainda não tomaram a segunda dose da vacina, completando o esquema de vacinação. 

Em nota à Agência Brasil, a Secretaria Municipal de Saúde diz que permanece monitorando o passivo para segunda dose, bem como as coberturas e reforça a importância das pessoas retornarem para completar seu esquema vacinal. Estudos apontam maior proteção contra a covid-19 após o número total de doses recomendadas por cada vacina.

Leia Também:  Covid-19: 60% da população de rua da capital paulista foi imunizada

A pasta destaca que embora o calendário já os tenha contemplado, nem todos os idosos se vacinaram no dia da sua idade, o que interfere no calendário da segunda dose, uma vez que as vacinas possuem intervalos diferentes recomendados entre a primeira e a segunda dose. 

A secretaria informa ainda que 91,4% dos idosos já estão completamente imunizados. Todas as faixas etárias de idosos alcançaram a meta de no mínimo 90% da população da faixa completamente imunizada, exceto na faixa etária de 60 a 64 anos, que já apresenta 86% e ainda possui um número significativo de idosos dessa faixa dentro do prazo para a segunda dose.  

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA