SAÚDE

ABC paulista pede ajuda ao governo de SP para ampliar leitos de Covid-19

Publicados

em


source
leito de UTI do SUS
Marcelo Casal/EBC

Cidades do ABC paulista registraram alta de casos e de internações nos últimos 30 dias

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que abrange as cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, pediu auxílio ao governo de São Paulo aumentar a quantidade de  leitos para Covid-19 nos hospitais Mario Covas, em Santo André, e Serraria, em Diadema.

O ofício foi encaminhado nesta sexta-feira (27) em caráter de urgência, citando o aumento da taxa de internação em unidades de terapia intensiva dos hospitais municipais nos últimos dias. As cidades temem que, em breve, faltem leitos para os doentes.

Segundo o Consórcio, a ocupação nos leitos de UTI para Covid-19 subiu de 44% para 65% nos últimos 20 dias. Em Diadema e Mauá a ocupação das UTIS já está acima de 80%.

Leia Também:  Ex-BBB Victor Hugo diz que está "quase 100% recuperado" da Covid-19

Segundo dados da Fundação Seade, a região registrou alta de 32,1% nos casos nos últimos 30 dias. Já as mortes caíram 17,1% nesse período no grande ABC.

Medidas de distanciamento social

O Consórcio também recomendou aos sete municípios que aumentem as restrições para evitar aglomerações.

Em São Bernardo do Campo as restrições já valerão a partir de segunda-feira. O município vai reduzir a permissão de ocupação de 60% para 50% em bares, restaurantes, buffets, salões de beleza, shoppings e comércio em geral.

Os bares e restaurantes só poderão receber clientes até às 21h. As atividades precisam ser encerradas às 22h. Música ao vivo também está proibida na cidade.

Já a ocupação de academias passa de 60% para 40%, com funcionamento de seis horas por dias. Vestuários, chuveiros e piscinas vão permanecer fechados.

Reclassificação do Plano São Paulo

Segunda-feira (30), dia seguinte às eleições municiais, a gestão Doria (PSDB) vai apresentar a recalibragem do plano de abertura econômica.

Também já houve recomendação do Centro de Contingência da Covid-19 para aumentar as restrições em algumas regiões.

Leia Também:  Ministério da Saúde enviará 80 cilindros de oxigênio para Manaus

Segundo informações da CNN , a Secretaria Estadual de Saúde informou que vai repassar ainda em 2020 mais R$ 8 milhões para o município de São Bernardo do Campo para assistência a casos de Covid-19 no Hospital de Urgência de São Bernardo.

A pasta afirmou ainda que mantém 62 leitos exclusivos para a doença no Hospital Mário Covas e no Hospital de Diadema e que há vagas disponíveis para atendimento aos casos graves do coronavírus nas duas unidades.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina

Publicados

em


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) admitiu que poderá haver atraso na produção da vacina contra a covid-19 causado pela falta do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). Em nota divulgada nesta terça-feira (19), a Fiocruz explicou que ainda aguarda a confirmação do insumo-base para a fabricação das vacinas.

“Embora ainda dentro do prazo contratual em janeiro, a não confirmação até a presente data de envio do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) poderá ter impacto sobre o cronograma de produção inicialmente previsto de liberação dos primeiros lotes entre 8 e 12 de fevereiro”, informou a Fiocruz.

Segundo a fundação, o cronograma de produção será detalhado assim que a data de chegada do insumo estiver confirmada. “Ainda que sejam necessários ajustes no início do cronograma de produção inicialmente pactuado, a Fiocruz segue com o compromisso de entregar 50 milhões de doses até abril deste ano, 100,4 milhões até julho e mais 110 milhões ao longo do segundo semestre, totalizando 210,4 milhões de vacinas em 2021”, diz a nota.

A Fiocruz produz a vacina em conjunto com a AstraZeneca.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso entrega 250 viaturas na próxima sexta-feira (22)

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA