RONDONÓPOLIS

Município adapta tradição da festa junina em transmissão on-line

Publicados

em


Música, fantasias, danças, tradição e a cultura dos festejos tradicionais especialmente da região nordeste do Brasil foram destaque no evento realizado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e transmitido pela internet na noite desta segunda-feira (26). O São João On-line, como foi denominado, reuniu profissionais e amadores em apresentações cheias de ritmo e animação no Casario em Rondonópolis.

Com transmissão nas páginas da Secult no Facebook, Instagram e Youtube, o São João On-line reuniu cerca de mil pessoas conectadas pelas redes sociais, assistindo ao evento que aconteceu sem público, mas seguindo todos os protocolos de segurança contra a covid-19. A participação expressiva do público durante a live superou as expectativas dos organizadores e concretizou o sucesso do evento.

A dupla rondonopolitana Gabi Ramos e Tomáz abriu as apresentações artísticas da live com canções da música sertaneja. O forró nordestino deu o tom da apresentação da rainha Laurimar Souza e o rei junino Deividy Eduardo. Com muita cor e brilho, o casal mostrou muito ritmo e irreverência durante a interpretação.

Artistas profissionais e prestadores de serviço na área da cultura beneficiados pela Lei Aldir Blanc, que garantiu um auxílio emergencial por conta dos reflexos financeiros negativos da pandemia, mostraram seu trabalho e prestaram conta pelo recebimento do benefício.

Leia Também:  LOA será debatida em audiência pública online na quinta-feira (23)

O grupo Império Junino levou toda a simpatia e caracterização com as fantasias preenchendo a tela com muita animação, cumprindo os tradicionais comandos da quadrilha junina. O casal de noivos também marcou presença na interpretação do grupo formado por moradores de Rondonópolis.

Outro momento marcante do São João On-line foi o concurso Rainha da Diversidade, realizado pela primeira vez em Rondonópolis, que coroou Lorena Sofi como vencedora do concurso. Ela se apresentou com a temática índia Iracema e conquistou a comissão julgadora formada por autoridades e personalidades como a campeã nacional do concurso Rainha da Diversidade, Valentina Lins.

Representantes do grupo junino Abalantes do Sertão, vieram de Barras do Garças, para se apresentar no evento e também fazer parte do júri.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

RONDONÓPOLIS

Fundo Gestor de Habitação aprova criação do Auxílio Aluguel Social temporário

Publicados

em


A Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo (SMHU), não tem medido esforços para implantar ações que promovam o acesso à moradia digna, principalmente para a população de baixa renda. Com o objetivo de avançar ainda mais na sua política habitacional, o município reuniu nesta sexta-feira (17), na sala de reuniões do Palácio da Cidadania, o Conselho Gestor do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FNHIS).

Na ocasião, além de aprovar o seu regimento, o Conselho Gestor do FNHIS deliberou sobre a criação do Auxílio Aluguel Social, um benefício emergencial voltado para atender famílias de baixa renda que moram em condições precárias ou em área de risco.

Composto por representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores e da sociedade civil organizada, o Conselho Gestor do FNHIS de Rondonópolis é responsável pelo controle dos recursos destinados para habitação de interesse social, bem como garantir a transparência e avaliar a aplicação das verbas do Fundo Municipal, que é constituído por recursos federal, estadual, municipal, além de possíveis doações da iniciativa privada.

Leia Também:  AL atende deputado e inicia transmissões com intérprete de libras

“Estamos regulamentando o Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social e convocamos o seu Conselho Gestor para deliberar nesta reunião sobre ações voltadas para o fortalecimento da nossa política habitacional”, destacou Huani.

A secretária informou que o referido benefício será destinado exclusivamente para o pagamento emergencial e temporário de aluguel de imóvel residencial para aquelas famílias em vulnerabilidade social residentes em locais sem condições de habitabilidade ou em áreas onde há indicação de risco habitacional por enchentes ou desabamentos, por exemplo.

“Já estamos trabalhando para dar o ‘start’ no programa de benefício assistencial temporário de moradia para famílias de baixa renda da nossa cidade”, disse Huani, acrescentando que as famílias que serão beneficiadas fazem parte do cadastro habitacional do município e deverão seguir critérios e cumprir algumas obrigações para serem atendidas com o auxílio de aluguel social.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA