RONDONÓPOLIS

Esta semana tem aplicação de segunda dose, repescagem e vacina para idosos e adolescentes

Publicados

em


O cronograma de vacinação contra a Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde desta semana prevê a aplicação, a partir desta segunda-feira (13), da segunda dose da vacina Coronavac, repescagem para maiores de 18 anos, vacinação de adolescentes com comorbidade de deficiência permanente, terceira dose para idosos e segunda dose da Pfizer. 

Segunda dose Coronavac

Para quem for tomar a segunda dose da Coronavac o cronograma definido pela Secretaria Municipal de Saúde de segunda (13) a sexta-feira (17) é o seguinte: segunda-feira recebem a segunda dose as pessoas que tomaram a primeira até o dia 30 de agosto. Na terça-feira (14), se vacina quem tomou a primeira dose até 31 de agosto. Na quarta-feira (15), é a vez de quem tomou a primeira até o dia 1 de setembro. Na quinta-feira (16) devem se vacinar aqueles que tomaram a primeira dose até o dia 2 de setembro e na sexta-feira (17), devem ser imunizados quem recebeu a primeira dose até 3 de setembro.

A segunda dose da Coronavac estará disponível somente na Central de Vacinação, com atendimento das 8 às 20h. 

Repescagem

Quem tem mais de 18 anos e ainda não recebeu a primeira dose deve se encaminhar até a Central de Vacinação entre esta segunda-feira até sexta-feira. O atendimento será das 8 às 20h.

Leia Também:  Covid-19: Rio mantém obrigatoriedade de vacinação para servidores

Adolescentes com comorbidades

Nesta semana (de segunda a quinta-feira) tem vacinação de primeira dose para os adolescentes com comorbidades e deficiência permanente. Para esse público o cronograma é o seguinte: na segunda-feira se vacinam adolescentes com idade acima de 15 anos; na terça-feira, a primeira dose é para quem tem mais de 14 anos; na quarta-feira, a vacinação é para quem tem mais de 13 anos; e, na quinta-feira é a vez de quem tem mais de 12 anos.

A vacinação dos adolescentes com comorbidade e deficiência permanente será realizada nos postos de saúde do Conjunto São José, Cohab, André Maggi, Monte Líbano, Padre Rodolfo e Pedra 90, bem como em sistema drive thru na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). O atendimento nestes locais acontece das 8 às 10h30 e das 13 às 16h.

Terceira dose para idosos

O cronograma da vacinação dos idosos será o seguinte: segunda-feira se vacinam os idosos com mais de 85 anos; na terça-feira idosos com mais de 84 anos; na quarta-feira são os idosos com mais de 83 anos; na quinta-feira tomam a terceira dose idosos com mais de 82 anos e na sexta-feira, os idosos com mais de 80 anos.

Leia Também:  Covid-19: mortes caem 27% e casos, 25%, em uma semana

A vacinação para os idosos acontece nos postos de saúde do Conjunto São José, Cohab, André Maggi, Monte Líbano, Padre Rodolfo e Pedra 90, bem como em sistema drive thru na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). O atendimento nestes locais acontece das 8 às 10h30 e das 13 às 16h.

Segunda dose da Pfizer

Na sexta-feira (17), os postos de saúde do Conjunto São José, Cohab, André Maggi, Monte Líbano, Padre Rodolfo e Pedra 90, bem como em sistema drive thru na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) tem segunda dose da Pfizer para quem tomou a primeira dose até o dia 25 de junho. O atendimento acontece das 8 às 10h30 e das 13 às 16h.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

RONDONÓPOLIS

Fundo Gestor de Habitação aprova criação do Auxílio Aluguel Social temporário

Publicados

em


A Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo (SMHU), não tem medido esforços para implantar ações que promovam o acesso à moradia digna, principalmente para a população de baixa renda. Com o objetivo de avançar ainda mais na sua política habitacional, o município reuniu nesta sexta-feira (17), na sala de reuniões do Palácio da Cidadania, o Conselho Gestor do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FNHIS).

Na ocasião, além de aprovar o seu regimento, o Conselho Gestor do FNHIS deliberou sobre a criação do Auxílio Aluguel Social, um benefício emergencial voltado para atender famílias de baixa renda que moram em condições precárias ou em área de risco.

Composto por representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores e da sociedade civil organizada, o Conselho Gestor do FNHIS de Rondonópolis é responsável pelo controle dos recursos destinados para habitação de interesse social, bem como garantir a transparência e avaliar a aplicação das verbas do Fundo Municipal, que é constituído por recursos federal, estadual, municipal, além de possíveis doações da iniciativa privada.

Leia Também:  Enfermeira de Rondonópolis é palestrante em webinar do Dia Mundial da Segurança do Paciente

“Estamos regulamentando o Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social e convocamos o seu Conselho Gestor para deliberar nesta reunião sobre ações voltadas para o fortalecimento da nossa política habitacional”, destacou Huani.

A secretária informou que o referido benefício será destinado exclusivamente para o pagamento emergencial e temporário de aluguel de imóvel residencial para aquelas famílias em vulnerabilidade social residentes em locais sem condições de habitabilidade ou em áreas onde há indicação de risco habitacional por enchentes ou desabamentos, por exemplo.

“Já estamos trabalhando para dar o ‘start’ no programa de benefício assistencial temporário de moradia para famílias de baixa renda da nossa cidade”, disse Huani, acrescentando que as famílias que serão beneficiadas fazem parte do cadastro habitacional do município e deverão seguir critérios e cumprir algumas obrigações para serem atendidas com o auxílio de aluguel social.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA