RONDONÓPOLIS

RONDONÓPOLIS

Escola Rosalino recebe peça infantil sobre prevenção contra a COVID-19

Publicados

em

Os alunos da Escola Municipal Rosalino Antônio Silva, que fica no Cidade Alta, têm a oportunidade de assistir, na próxima segunda-feira (8), ao espetáculo “Ciência para uma Vida Melhor”, que levará a importante mensagem de conscientização às crianças e adolescentes sobre prevenção contra a Covid-19.  A atração gratuita é fruto de uma parceria firmada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O espetáculo faz parte da turnê do projeto Diverte Teatro Viajante, idealizado pela Ciência Divertida, empresa especializada em promover atividades científicas interativas para crianças e adolescentes. 

Por meio de lei federal de incentivo à cultura,  a “Lei Rouanet, as apresentações do projeto que percorre o país de Norte a Sul contam com o apoio de uma empresa de agricultura e inovação tecnológica. Em Mato Grosso, além de Rondonópolis, estudantes de Campo Novo do Parecis e Campo Verde também têm oportunidade de assistir ao espetáculo. 

A escola Rosalino encerra as apresentações realizadas em escolas públicas de Rondonópolis neste mês de agosto pelo Diverte Teatro Viajante.  Antes as apresentações ocorreram na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Frei Milton Marques da Silva, na Vila Rica, no dia 3;  na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) José Antônio da Silva, na Vila Cardoso, no dia 4; na EMEF Bonifácio Sachetti, no Parque São Jorge, no dia 5. 

Leia Também:  Reunião define novo trajeto do Desfile Cívico-Militar de 7 de Setembro em Rondonópolis

O espetáculo mostra para as crianças, além das medidas de prevenção de contágio do Coronavírus, como a ciência é uma grande aliada no combate à pandemia. “Tratar de uma questão séria de forma lúdica, leve, com uma linguagem simples e muita interação, faz com que o tema seja realmente compreendido pelas crianças”, explica o diretor do projeto, Júlio Martinez. 

Ele lembra que o Coronavírus não acabou totalmente e a convivência com a Covid-19 continuará existindo nas próximas gerações e a ciência e pequenos hábitos são grandes aliados na prevenção desta e de outras doenças.
Para o assessor do departamento de Ensino Fundamental da Semed, Joelson Santos, esta parceria é de extrema relevância ao aprendizado das crianças. “O teatro, além do encantamento da apresentação que estimula a criatividade, é uma ferramenta muito potente capaz de sensibilizar sobre as questões trabalhadas na peça”.

O ESPETÁCULO

Dois divertidos cientistas precisam se isolar em seu laboratório por causa de uma doença que se apoderou das rotinas das pessoas: a covid-19. Durante a peça, eles iniciam um estudo sobre o vírus e, durante essa descoberta, os participantes começam a entender mais sobre a doença, quais são os sintomas e como se prevenir.

Leia Também:  Eleições: Ciro diz que embaixada chinesa o questionou sobre segurança

O espetáculo mostra para as crianças, além das medidas de prevenção de contágio do coronavírus, como a ciência é uma grande aliada no combate à pandemia. “Tratar de uma questão séria de forma lúdica, leve, com uma linguagem simples e muita interação faz com que o tema seja realmente compreendido pelas crianças”, explica o diretor do projeto, Júlio Martinez.

Fonte: Prefeitura de Rondonópolis

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

RONDONÓPOLIS

Vacina contra Poliomielite está disponível em todas as unidades básicas de saúde

Publicados

em

Rondonópolis iniciou a campanha de vacinação contra Poliomielite neste mês de agosto tendo como público alvo crianças com até 4 anos, 11 meses e 29 dias. E, também a campanha de Multivacinação, para atualização da caderneta vacinal para todas as idades.

Todas as 63 unidades básicas de saúde municipais estão com estoque completo contendo todas as vacinas da rede pública disponíveis para todas as idades tornado possível a atualização da carteira vacinal no dias úteis deste mês.

Aos munícipes que não conseguem ir até uma unidade de saúde em dias úteis, poderá vacinar e levar seus familiares para imunização do Dia D marcado para o sábado, 20 de agosto, com atendimento das 7h às 11h e das 13h às 17h.

De acordo com o gerente do Departamento de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal da Saúde, Paulo Padim, houve uma flexibilidade dos pais e responsáveis na vacinação das crianças e muitas deixaram de receber alguma dose ou todas do Plano Nacional de Imunização (PNI) o que possibilitou o retorno de algumas das doenças infantis mais temidas.

Leia Também:  Para Plínio, previsões sobre ‘desertificação’ da Amazônia não são de fontes confiáveis

“A gente precisa que nossas crianças sejam vacinas, pois é uma doença que já tinha sido erradicada em nosso país, mas infelizmente está começando a voltar da mesma forma que o sarampo, a varicela e outras doenças”, explicou. 

A poliomielite também conhecida como pólio e paralisia infantil é causada pelo poliovírus. A doença pode acometer o sistema nervoso e paralisar os movimentos de uma pessoa. O último caso da doença foi registrado em 1989, sendo assim a doença é considerada extinta no Brasil desde 1994 graças à vacina.

Fonte: Prefeitura de Rondonópolis

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA