RONDONÓPOLIS

Comunidade do residencial Padre Rodolfo recebe ESF reformada e ampliada

Publicados

em


A Prefeitura Municipal investiu R$ 306.811,75 de seus recursos públicos para reformar e ampliar a ESF do residencial Padre Rodolfo, localizada na região da grande Vila Operária. 

Como várias unidades de saúde da região há muito construídas, mas deixadas de lado por administrações anteriores no que diz respeito a uma manutenção adequada; também esta unidade de Estratégia de Saúde da Família carecia de uma atenção do poder público e uma ampla reforma em sua estrutura física, além da ampliação de alguns ambientes. 

Então, a Prefeitura por intermédio do Departamento de Engenharia da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou um projeto de reforma e ampliação da unidade que contemplou uma pintura geral em toda a unidade (paredes internas e externas); substituição de todas as portas e janelas; revisão completa na parte elétrica e hidráulica; revisão da parte de madeiramento e, cobertura e forração. 

Conforme o fiscal de obras da Secretaria Municipal de Saúde, eng. Agnaldo Lira de Freitas Júnior, foram feitas ainda ações de paisagismo e reestruturação da fachada que foi totalmente refigurada; bem como, foi executado todo um projeto de prevenção e combate a incêndio. Na parte de ampliação da ESF, foi construída uma cozinha, além de salas de esterilização e expurgo; ampliação da sala odontológica, construção de uma sala administrativa, e uma sala para DML – Depósito de Material de Limpeza. 

Leia Também:  "Bolsonaro vai totalmente contra o que Jesus ensinou", diz padre Lino

Agora com ambientes mais amplos, climatizados e diversificados a unidade melhorou a sua capacidade de atendimento, bem como as condições de trabalho para os servidores e colaboradores; e, o mais importante: para os usuários frequentadores do local. 

Na verdade, com estas ações a gestão municipal vem garantindo qualidade de vida e cidadania aos seus munícipes, que vêm os seus impostos retornarem efetivamente através de serviços de qualidade. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

RONDONÓPOLIS

Nível do Rio Vermelho chega a 1,30 m e Defesa Civil alerta para o consumo consciente da água

Publicados

em


Com a cidade enfrentando uma das piores estiagens dos últimos anos, a Coordenação de Defesa Civil do Município está mantendo monitoramento constante do nível do Rio Vermelho. Nesta terça-feira (27), a medição do nível do rio que corta Rondonópolis chegou a 1,30 metros, uma das menores marcas já registradas. Neste mesmo período de 2020, por exemplo, o nível era de 2,30 metros.

Para classificar a emergência no Rio Vermelho, a Defesa Civil explica que o nível de segurança não deve ser inferior a 2 metros.

A situação preocupa até porque a estiagem deve seguir por mais tempo. Por esse motivo, a Defesa Civil Municipal alerta a população para a necessidade do consumo consciente da água. “É preciso evitar o desperdício e peço que a população use água com moderação e evite, por exemplo, lavar calçadas e outras situações onde o consumo é alto”, orienta o coordenador da Defesa Civil do Município, João Mototaxi.

A estiagem está castigando bastante o Rio Vermelho, bem como os córregos da cidade. João Mototaxi ressalta que a situação é tão grave que algumas nascentes já secaram.

Leia Também:  Call center da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebe mais de 18 mil ligações para sanar dúvidas sobre a vacinação em Cuiabá

O problema não é local Rondonópolis, várias regiões do Brasil estão sofrendo com a estiagem. O Sudeste e Centro-Oeste são as mais castigadas. Os níveis dos reservatórios nas duas regiões, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), são os mais baixos desde 2001.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA