POLÍTICA NACIONAL

Projeto transforma em feriado nacional Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra

Publicados

em


O Projeto de Lei 5228/20 transforma em feriado nacional o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, celebrado anualmente no dia 20 de novembro. O texto, que tramita na Câmara dos Deputados, também obriga o poder público e a inciativa privada a promoverem campanhas contra o racismo e a violência racial em todas as suas formas.

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Reunião Ordinária para discussão e votação do parecer do relator. Dep. Gervásio Maia (PSB - PB)
Gervásio Maia acredita que o feriado poderia chamar atenção para atos de racismo

Autor da proposta, o deputado Gervásio Maia (PSB-PB) entende que o feriado serviria para despertar a atenção da sociedade para atos de racismo como o que vitimou João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, espancado e morto por dois seguranças de uma unidade do supermercado Carrefour na capital gaúcha. Ironicamente, o crime ocorreu no dia 19 de novembro de 2020 – véspera do Dia da Consciência Negra.

Para Gervásio Maia, mesmo após o grupo Carrefour ter considerado, em nota, o ato criminoso e anunciado o rompimento do contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram o crime, “é preciso mais que isso”.

Leia Também:  Projeto prevê fundo garantidor em favor de fiador de imóvel

“As empresas privadas precisam assumir o compromisso de promover campanhas educativas e outras ações de combate à violência racial, assim como disponibilizar assistência jurídica, psicológica e financeira as vítimas ou as suas famílias”, defendeu o deputado.

Atualmente, alguns estados, como Mato Grosso, Rio de Janeiro, Alagoas, Amazonas e Amapá, e mais de mil cidades brasileiras já reconhecem a data como feriado.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Murilo Souza

Edição – Ana Chalub

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro afirma que CoronaVac “não está comprovada cientificamente”

Publicados

em


source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
O Antagonista

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Em conversa com apoiadores no ‘cercadinho’ do Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta sexta-feira (22) o  presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar a eficácia da CoronaVac , vacina contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2), produzida pelo Instituto Butantan em parceria com laboratório chines.

Apesar da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa ) ter dado parecer favorável, baseado em análise técnica para o uso emergencial da vacina, Bolsonaro disse que as pessoas estão “preocupadas”:

“O que eu tenho observado é que ainda tem muita gente que tem preocupação com a vacina, e deixo bem claro, ela é emergencial, eu não posso obrigar ninguém tomar a vacina, igual um governador falou há um tempo atrás que iria obrigar. Eu não sou inconsequente a esse ponto, ela tem quer ser voluntária, afinal de contas não está nada comprovada cientificamente ainda”

Na fala, o presidente voltou a alfinetar, de maneira indireta, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rivais políticos que  podem vir a se enfrentar nas eleições presidenciais em 2022.

Leia Também:  Senadores celebram envio de primeiras doses de vacina para estados

Você viu?

Ainda nesta sexta (22), segundo informações do jornal Estado de S.Paulo, Bolsonaro teria proibido ministros de atenderem pedidos de Doria, sob  ameaça de “cartão vermelho”.

Após atrasos, o chefe do executivo recebeu, enfim, as 2 milhões de doses vacinas de Oxford vindas da Índia.

Segundo o site Our World in Data, desde o início da vacinação no país, no último domingo (17), 245 mil pessoas já receberam a primeira dose da CoronaVac em todos os estados brasileiros.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA