RONDONÓPOLIS

POLÍTICA NACIONAL

Haddad cede à pressão do PSB e escolhe Lúcia França como vice

Publicados

em


Lucia França, mulher de Márcio França (PSB), será candidata a vice na chapa do petista
Montagem iG / Imagens: Rovena Rosa/Agência Brasil; Governo do Estado de São Paulo; Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

Lucia França, mulher de Márcio França (PSB), será candidata a vice na chapa do petista


O candidato do PT ao governo de São Paulo, Fernando Haddad , cedeu à pressão do PSB e escolheu a ex-primeira dama do estado Lúcia França, mulher do ex-governador Márcio França, como candidata a vice em sua chapa. Os petistas vinham resistindo à indicação.

França e seus aliados argumentaram que já haviam cedido a primeira suplência do Senado para o PSOL e, por isso, poderiam indicar a ocupante da vice. O primeiro suplente de Márcio França será o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Delator da Lava-Jato, Paulo Roberto Costa, morre aos 68 anos

Publicados

em

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras
Reprodução: agência senado – 13/08/2022

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras

Morreu na tarde deste sábado, aos 68 anos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. A informação foi confirmada ao GLOBO por familiares de Costa. A causa da morte não foi divulgada.

O engenheiro ficou nacionalmente conhecido por ter sido preso no âmbito da operação Lava-Jato, em 2014, e por ter sido delator de supostos esquemas de corrupção na estatal.

Em acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal, Costa revelou esquemas de enriquecimento ilícito que beneficiavam políticos. Delatou, entre outros, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney. Citou, ainda, nomes como o ex-senador Romero Jucá e o senador e atual ministro da Casa Civil Ciro Nogueira. Todos negaram as acusações à época.

Na ocasião da assinatura do acordo, Costa renunciou a cerca de US$ 23 milhões mantidos em contas na Suíça, à época bloqueados, além de mais US$ 2,3 milhões em Cayman. Na época, o ex-diretor devolveu R$ 79 milhões à Petrobras. Os prejuízos com os esquemas de corrupção foram calculados na ocasião em R$ 1,3 bilhão.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA