RONDONÓPOLIS

POLÍTICA NACIONAL

Doria não descarta aliança com Sérgio Moro na eleições presidenciais de 2022

Publicados

em


source
João Doria (PSDB), governador de São Paulo
Divulgação/Instagram

João Doria (PSDB), governador de São Paulo

O governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência em 2022, João Doria (PSDB) , vai se reunir com o ex-juiz e também pré-candidato  Sérgio Moro (Podemos) na próxima semana. O encontro está marcado para os políticos discutirem sobre a possível aliança entre Doria e Moro nas eleições do ano que vem.

Nesta segunda-feira (29), após ter vencido as prévias do PSDB no sábado (27) , Doria recebeu a imprensa no diretório paulista do partido, em São Paulo. O governador afirmou que “ainda é cedo” para falar de abrir mão de sua candidatura para se aliar ao Moro, que aparece com maior vantagem nas pesquisas.

“Nós temos um longo período pela frente para materializar e sedimentar uma decisão desta natureza. Quero salientar o meu profundo respeito por Sérgio Moro, com quem mantenho boa relação, e mantemos até agora. Agendamos um encontro após o meu retorno dos EUA, fico três dias lá, e já marcamos um encontro com ele, na volta”, disse Doria.

Leia Também:  "Todos terão que aceitar o resultado", diz Lula sobre eleições

Além dos pré-candidatos à Presidência, a deputada federal e presidente nacional do Podemos, Renata Abreu (Podemos) também irá participar da reunião na semana que vem. “Já marcamos um encontro com ele e com Renata Abreu”, disse Doria. “Agora é hora de união, do bom diálogo”, completou.

João Doria ainda revelou que não fez um convite para que Eduardo Leite (PSDB), seu adversário nas prévias do partido, coordenasse sua campanha a presidente. Segundo o governador paulista, o gaúcho não seria uma opção porque seu desejo é ter alguém que esteja em São Paulo. “Fisicamente, ele está no Rio Grande do Sul. Queremos um coordenador que fique próximo do candidato. Não que seja paulista, mas que esteja em São Paulo.”

Apesar de não querer Leite na logística, Doria quer o gaúcho presente nas campanhas. “Eduardo Leite terá papel de protagonismo na campanha do PSDB”, finalizou o governador de São Paulo.

Leia Também:  Projeto desobriga empresas de contratar aprendizes durante pandemia ou calamidade

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Proposta acaba com a obrigatoriedade de prova de vida para beneficiários do INSS

Publicados

em


Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Audiência Pública -Cédulas Físicas para eleições, plebiscitos e referendos. Dep. Pompeo de MattosPDT - RS
Pompeo de Mattos: maior vulnerabilidade de saúde dos idosos justifica a medida

O Projeto de Lei 2696/21 acaba com a obrigatoriedade de o beneficiário do INSS fazer a comprovação de vida junto ao órgão. A proposta altera a Lei Orgânica da Seguridade Social e está em discussão na Câmara dos Deputados.

O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), autor do projeto de lei, lembra que o INSS já tem acesso aos dados dos cidadãos, em especial aos dos cartórios de registro civil, e das limitações de locomoção e de acesso das pessoas idosas.

“Diminuir as ações burocráticas, como a comprovação de vida, parece atitude mais prudente se consideramos inclusive a maior vulnerabilidade de saúde dessas pessoas, na grande maioria idosos”, disse.

Segundo o deputado, não é exagero dizer que a prova de vida é um drama para grande parte dos beneficiários da Previdência e dos regimes próprios de previdência. E lembrou que a legislação definiu que cabe às instituições bancárias fazer essa comprovação de vida.

Leia Também:  Carol Proner: Atacar Sergio Moro é uma boa estratégia?

“Quando precisam fazer a comprovação de vida, os idosos são submetidos a longas filas, aglomerações, gente sem máscara, riscos de contrair o novo coronavírus, pedintes e golpistas em portarias das agências financeiras, considerando que a grande maioria de aposentados no Brasil são pessoas simples sem acesso expressivo às tecnologias de aplicativos de internet”, resumiu Pompeo de Mattos.

Tramitação
O projeto será analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Da Redação – RS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA