POLÍTICA MT

Penitenciária Mata Grande conta com novas instalações e é uma das mais modernas do país

Publicados

em


Foto: Sandra Costa

Foto: Sandra Costa

Foto: Sandra Costa

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), que é presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa, participou nesta semana da inauguração de novas instalações da Penitenciária Regional Major Eldo Sá Corrêa, conhecida como Mata Grande, em Rondonópolis. Quem também participou do evento foi o presidente do Conselho de Comunidade, Jailton Dantas.

As obras tiveram início ano passado e, à época, o deputado Claudinei fez uma visita pela Comissão de Segurança para verificar o andamento da construção. Foram entregues quatro salas de videoconferência para atendimento de audiências em geral; três camburões internos que servirão de apoio às salas de videoconferência e um camburão equipado com banheiro para triagem – local a ser realizada revista e a troca de vestimenta dos recuperandos que adentram a unidade quando trazidos de delegacias e/ou de outras unidades prisionais.

“Mais um grande avanço nessa unidade do Sistema Penitenciário de Mato Grosso, que já é modelo para todo o Brasil pelos trabalhos desenvolvidos de ressocialização. Parabéns, diretor Ailton pelo excelente trabalho desenvolvido na instituição”, afirmou Claudinei.

Leia Também:  Presidente da comissão de educação da AL diz que não há condições sanitárias para o retorno às aulas em MT

Na oportunidade, o diretor da penitenciária Mata Grande, Ailton Ferreira, disse que foi uma obra de quase 300 metros quadrados e de suma importância neste momento em que o mundo enfrenta uma pandemia do novo coronavírus. “Por conta da pandemia, as visitas estão suspensas e não estávamos conseguindo atender todas as demandas de videoconferências. “A sala de triagem conta com os kits de higiene para o recuperando tomar o banho, passar pela audiência de custódia e, posteriormente, adentrar a unidade. Ano passado, concluímos 33 obras e já iniciamos agora, em 2021, seis obras importantes”, informou Ferreira.

Já o presidente do Conselho de Comunidade, Jailton Dantas, destacou que o deputado estadual Delegado Claudinei vem fazendo um importante trabalho em prol da Segurança Pública de Mato Grosso como parlamentar na Assembleia Legislativa. “Agradecer o senhor deputado pela parceria de sempre e parabenizá-lo pelo trabalho que tem feito em todo o estado. E o Ailton aqui na Mata Grande que modernizou essa unidade e hoje podemos dizer trata-se de um dos presídios mais humanizados do Brasil”, disse Dantas.

Leia Também:  OMS convoca reunião de emergência para tratar sobre novas variantes da Covid-19

COVID – Atualmente, a penitenciária Mata Grande está com mais de 1,5 mil recuperando e o diretor Ailton Ferreira informou que, desde o início da pandemia, apenas 132 foram infectados pelo novo coronavírus, todos assintomáticos e que não precisaram de internação. “Neste momento, não temos nenhum caso de Covid na penitenciária”, finalizou Ferreira.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Max Russi quer fiscalização forte no Chacororé

Publicados

em


Foto: JOSÉ MARQUES

Após discutir o futuro da Baía do Chacororé, em Barão de Melgaço, com o governo do estado, o primeiro-secretário da Assembleia, deputado Max Russi (PSB) liderou uma comitiva de parlamentares e representantes dos executivo e judicário, na última quinta-feira (14), para acompanhar ‘in loco’ o local de desova e reprodução de peixes da região, que está completamente seco e em estado crítico. A baía é alimentada pelo Rio Cuiabá.

O parlamentar e a comitiva estiveram em Chacororé e constataram que parte considerável precisa de ações emergenciais. A abertura de novas passagens de água é uma delas. Outro assunto discutido foi em relação aos corixos (canais que ligam as águas de baías, lagoas, alagados etc. com os rios próximos), que precisam ser desobstruídos, além da limpeza e recuperação de diversos pontos.

“A situação está crítica. A baía secou, diminuiu mais da metade do seu tamanho, totalmente raso e nós precisamos tomar providências. Tivemos uma reunião ontem (13) com o governo, Sinfra, Casa Civil, Sema, prefeituras de Barão de Melgaço e Santo Antônio de Leverger e Câmaras Municipais, pantaneiro e demais órgãos. Agora, precisamos unir forças para criar estratégias, criar um grande movimento e preservar o nosso pantanal. Aqui é o berço do pantanal, nosso ecossistema e precisa ser bem cuidado, por isso estamos aqui nessa comitiva lutando pelo meio ambiente, em defesa no nosso pantanal”, observou.

Leia Também:  Projeto "Embaixadores do mandato" já tem mais de 900 inscritos em todo Estado

Durante a visita à Chacororé, a prefeita Margareth de Munil fez um apelo aos deputados e demais autoridades e expôs a precariedade que o município enfrenta para cuidar da Chacororé. “É uma calamidade pública que se instalou em Barão de Melgaço, Santo Antônio, em nosso pantanal. Estamos em um período de cheia, imagina o período de seca. Por isso eu conclamo as autoridades presentes que ajudem, nos apoiem. Nossa prefeitura está sucateada, não temos nem máquina para andar. Não temos nem como buscar recursos. É complicado você pegar uma máquina e não ter como andar. Peço ajuda do governador, dos deputados e da nossa prefeita vizinha em Santo Antonio. Precisamos unir forças, precisamos de apoio”, desabafou em discurso emocionado.

Na ocasião, o deputado Max chamou a atenção das autoridades presentes para que a reunião não fique apenas em fotos e vídeos, mas em ação que mude a realidade da região. Segundo o primeiro-secretário da Assembleia, além do ecossistema afetado, existe ainda a preocupação com o social, já que centenas de famílias residem próximas à baía. O deputado adiantou que irá falar com o governador Mauro Mendes (DEM), para que o secretário Marcelo Padeiro (Sinfra) e Maurem Lazzaretti (Sema), acelerem os trabalhos para que a seca não se arraste pelos próximos anos.

Leia Também:  Botelho alerta sobre retorno às aulas e pede participação popular nas discussões

“O grupo dos deputados está empenhado em cobrar do Palácio Paiaguás uma posição para organizar uma solução rápida para essa situação. Isso aqui vira mídia nacional e internacional negativa para nós. O que adianta ser líder de exportação e plantação, mas não resolver o problema do Pantanal? Nada. Então vamos acelerar esse processo, para recuperar a natureza da Baía de Chacororé”, alertou Max Russi.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA