POLÍTICA MT

Justiça marca para outubro audiência entre ex-governador e produtora de MT

Publicados

em


.

O diretório regional do PSDB de Mato Grosso, e o ex-governador Pedro Taques (sem partido), sofrem uma cobrança na justiça pela produtora Monkey Filmes, que exige o pagamento de uma dívida por serviços audiovisuais, realizados nas eleições de 2018, no valor de R$ 639 mil. De acordo com informações do processo, a Monkey Filmes foi contratada pela campanha à reeleição de Pedro Taques, no ano de 2018, para a realização de “serviços de produção, captação, edição de imagens e finalização de programas eleitorais e inserções para televisão”.

O valor inicial do negócio foi de R$ 1,25 milhão. Taques acabou ficando em terceiro lugar na disputa, vencida pelo ex-prefeito de Cuiabá, e atual governador, Mauro Mendes (DEM).

O pagamento pelos serviços ficou estipulado em três parcelas, conforme cláusula do contrato transcrita no processo de cobrança. “Pelos serviços contratados, a contratante pagará a contratada a importância de R$ 1.255.000,00 que serão pagos da seguinte forma: i) no dia 25 de agosto de 2018, o valor correspondente a 40% do valor total R$ 502.000,00; ii) no dia 05 de setembro de 2018, o valor correspondente a 30% do total R$ 376.500,00, e iii) no dia 20 de setembro o valor restante do total do contrato R$ 376.500,00”, revelam os autos.

Leia Também:  Covid-19: Índia é terceiro país a ultrapassar marca de 2 milhões de casos

A Monkey Filmes, no entanto, queixa-se de que nem metade do débito foi pago pela campanha à reeleição do ex-governador Pedro Taques. “A requerente cumpriu satisfatoriamente com a sua parte do contrato, o que não ocorreu por parte dos requeridos, que simplesmente pagaram apenas parcialmente, deixando de adimplir com sua obrigação de forma integral (pagamento), restando um débito por parte dos Requeridos no valor de R$ 638.974,22”, relata a produtora.

O processo está em julgamento na 5ª Vara Cível de Cuiabá do Tribunal de Justiça (TJMT), sob a condução da juíza Ana Paula da Veiga Carlota Miranda. Em despacho publicado na última terça-feira (23), a magistrada intimou as partes – Monkey Filmes, PSDB e Pedro Taques -, para uma audiência de conciliação no dia 27 de outubro de 2020.

O ato poderá selar um acordo para por fim à disputa. O PSDB é um “caloteiro antigo” da Monkey Filmes.

Em 2019, o juiz da 7ª Vara Cível de Cuiabá, Yale Sabo Mendes, determinou a inscrição do Diretório Municipal do PSDB no Serasa em razão do não pagamento de uma dívida de R$ 2,2 milhões. O débito tem origem na campanha eleitoral de Wilson Santos à prefeitura de Cuiabá, no ano de 2016.

Leia Também:  Covid-19: mundo ultrapassa marca de 700 mil mortes causadas pela doença

Ele também acabou perdendo a disputa para o atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB). Wilson Santos quase perdeu uma chácara para cobrir a dívida, tendo em vista que, do valor total, só R$ 280 mil tinham sido pagos. O juiz Yale Sabo Mendes, entretanto, excluiu o imóvel da penhora, e mandou o PSDB para o Serasa.

 

 

Fonte: Folha Max

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Secretário de MT anuncia que está com Covid; é o 3º afastado pela doença

Publicados

em

 

.

O deputado estadual licenciado e secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec Benitez (PDT), anunciou nesta segunda-feira (29) que está infectado pelo novo coronavírus. Ele mostrou o exame em que testa positivo para a doença em suas redes sociais.

No post publicado no Instagram, o secretário publicou uma cópia do resultado do exame feito pelo Laboratório Carlos Chagas com data de entrada do material genético no dia 24 de junho e resultado grafado com a data desta segunda-feira (29). “Acabei de receber o resultado positivo para o Covid-19. O exame PCR que havia feito na última quarta-feiradetectou a presença do RNA SARS-Cov-2”, relatou.

Segundo Kardec, os sintomas que apresentou são leves e não há necessidade de internação. Ele diz ainda que está usando medicação em casa, seguindo novo protocolo adotado no Estado. “Já estava em isolamento social e fazendo o tratamento inicial, tive alguns sintomas no fim de semana e agora estou melhor”, disse o secretário, que deve retornar as atividades na secretaria em, no mínimo, 2 semanas.

Leia Também:  Estado de São Paulo ultrapassa marca de 600 mil casos de covid-19

“Fiquei afastado de todas as atividades presenciais, farei uma contraprova e seguirei o tratamento médico por 14 dias, com acompanhamento diário. Quero agradecer o apoio de todos e pedir para que tenhamos cuidados redobrados nos próximos dias”, consta na publicação.

Allan Kardec é mais o terceiro secretário do Governo que está afastado do cargo. Na última semana, o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, e chefe de gabinete, Alberto Machado, também testaram positivo para o novo coronavírus e estão cumprindo isolamento. O próprio governador Mauro Mendes já testou positivo para a doença, mas já cumpriu o isolamento e retomou sua rotina.

Há ainda um óbito registrado no primeiro escalão do Governo. O então presidente da Fapemat (Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso), Adriano Silva, morreu no dia 4 de junho.

Até a noite deste domingo, Mato Grosso tinha registrados 556 óbitos e 14.654 casos de Covid. A ocupação de UTIs era de 94%.

allankardec-covid.jpg

Fonte: Folha Max

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLÍCIA

FAMOSOS

MAIS LIDAS DA SEMANA