RONDONÓPOLIS

POLÍTICA MT

Botelho aparece com 4,5% das intenções de votos; Juca surpreende e alcança 3% para estadual, aponta PercentBrasil

Publicados

em

Faltando menos de cinco meses para o sufrágio, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União Brasil), assumiu a liderança na disputa pela reeleição com 4,5% das intenções de votos.

A pesquisa da PercentBrasil foi realizada em Cuiabá e Várzea Grande, principal base política de Botelho. Pelas projeções, o chefão do Legislativo deve conquistar cerca de 25 mil votos apenas na Baixada Cuiabana.

A deputada estadual, Janaina Riva (MDB), perdeu fôlego, ela liderava com folga em outubro do ano passado, mas ainda segurou 4,3% das citações nas duas maiores cidades de Mato Grosso. O ex-prefeito da Capital, Wilson Santos (PSD), segue tendência de crescimento e cravou 3,3% de preferência popular.

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Juca do Guaraná Filho (MDB), foi a grande surpresa desta sondagem quantitativa. Ele abocanhou 3%, o que mostra boa capilaridade eleitoral. Com o desempenho em alta, Juca tende a ser o segundo candidato a deputado estadual mais bem votado do MDB.

Na mesma posição, também com 3%, o deputado estadual, Elizeu Nascimento (PL), mostra sinais evidentes de que vai se reeleger. Ele apareceu bem posicionado em todas as pesquisas realizadas até agora pela PercentBrasil.

Ronye Steffan Rosa Índio – Diretor da PercenBrasil

No pelotão intermediário, o primeiro-secretário da Casa de Leis, Max Russi (PSB), e o também deputado estadual, Faissal Calil (Cidadania), apareceram empatados numericamente com 2,5% das citações. Um pouco mais abaixo, com 2,3%, pontuo o médico Lúdio Cabral (PT).

Leia Também:  Lei pode criar campanha de prevenção e combate ao turismo sexual em MT

Com exatos 2%, cinco nomes foram lembrados pelos entrevistados. São eles: Paulo Araújo (PP), Júlio Campos (União Brasil), Marcia Pinheiro (PV), Diogo Guimarães (Republicanos) e Dr. Luiz Fernando (Republicanos).

Outras 11 lideranças, pré-candidatos ou não, ainda pontuaram com 1%. Neste grupo, destaca-se o ex-secretário estadual de Fazenda, Eder Moraes (PV). Ele foi citado espontaneamente por 1% dos entrevistados, número que o projeta como nome consolidado na disputa por uma vaga à Assembleia Legislativa. Confira todos os nomes com 1%: João Batista, Wallace Guimarães, Dr. Daúde, Eder Moraes, Tião da Zaeli, Sargento Laudicério, Ridalva, Felipe Wellaton, Carlos Avallone, Gilberto Figueiredo e Fábio Tardin.

Confira o gráfico da pesquisa abaixo:

Metodologia

A PercentBrasil aplicou a técnica “survey de opinião” com 1.000 entrevistados por telefone em Cuiabá e Várzea Grande. A coleta de dados se deu entre os dias 27 de abril a 3 de maio. A margem de erro de é 3,10% para mais ou para menos. Seguindo os ditames da Lei Eleitoral, a pesquisa foi devidamente registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob o número MT-06721/2022.

Leia Também:  Conselho Consultivo do Parque Estadual Gruta da Lagoa Azul é reativado 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Barranco pede informações sobre multas irregulares realizadas pela Sema

Publicados

em

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) apresentou um requerimento à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), solicitando informações da secretária de Estado de Meio Ambiente (Sema), Mauren Lazzaretti, sobre denúncias de assentados da reforma agrária do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), de que agentes do órgão estão realizando, de maneira equivocada, penalizações, por meio de multas e outras punições, aos agricultores de Mato Grosso.

O parlamentar disse que muitos produtores e produtoras de projetos estaduais, cuja reserva ambiental foi locada na época da implantação de assentamento em área coletiva, estão sendo multados sem qualquer motivo. “A Sema tem penalizado esses assentados para cobrar a reserva individual. São várias reclamações de diversos municípios que estão sendo atacados pela fiscalização da instituição que não reconhece as reservas em condomínio dos assentados, que deixaria o lote livre e respeitar as APPs”, disse.

Membro titular da Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regularização Fundiária, Barranco complementou que a entidade falhou em várias situações. “Essa situação de denúncias e descaso vêm se agravando há algum tempo, pois a Sema assumiu a responsabilidade de elaborar o Sistema Mato-grossense de Cadastro Ambiental Rural (SIMCAR) há quatro anos e até agora data nada apresentou”, falou.

Leia Também:  Deputado João Batista é homenageado com título de cidadão várzea-grandense

Sistema Mato-grossense de Cadastro Ambiental Rural (SIMCAR) – É um sistema eletrônico de âmbito estadual, com base de dados integrada ao Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (SICAR), destinado à inscrição, consulta, acompanhamento e gerenciamento da situação ambiental dos imóveis rurais.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA