POLÍTICA MT

Associados dos Transportes de Cargas reivindica mais segurança nas estradas

Publicados

em


Representantes do Transporte de Cargas reivindicam aumento da segurança nas estradas

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Representantes da Associação dos Transportes de Cargas do Mato Grosso (ATC) solicitaram a intervenção do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), na sexta-feira (30), em Rondonópolis, para intensificar a segurança aos motoristas de caminhões e carretas que trafegam em estradas, principalmente nas regiões de Tangará da Serra e Diamantino. No encontro, eles informaram que houve um aumento nos índices de roubos de cargas de grãos e, também, dos veículos. 

O diretor executivo da ATC, Miguel Mendes, explicou que houve um aumento considerável no roubo de cargas e de veículos. Ele conta que Márcio Luiz Barbosa, da Transportadora Transoeste, trouxe essa demanda para a categoria e, agora, precisam da intervenção do parlamentar para solucionar a situação.

Por conta de Mato Grosso ser uma região agrícola e com o aumento nos preços dos grãos, aumentaram também o numero de roubos. “Antes tinham muitas ocorrências de roubo de carga e os criminosos abandonavam o veículo. Agora, eles roubam a carga e os caminhões ou carretas também. Isso acontece em vários lugares, mas tem uma região específica que é Tangará da Serra que está bem crítica e complicada”, salienta.

Leia Também:  Aluguel de motorhome: opção para viajar com segurança durante a pandemia

Ele conta que, em março deste ano, bandidos roubaram um caminhão e, no mesmo dia, acharam um desmanche na região de Diamantino. “Tinha uns quatro motoristas em caminhonetes que procuravam seus caminhões na região. Um encontrou o veículo desmanchado e outro no meio da soja, totalmente abandonado”, detalha Márcio Barbosa.

O representante da Transportadora Transoeste acredita que a região de Tangará da Serra e Diamantino viraram polos para este tipo de crime. Ele avalia que a pouca fiscalização nas rodovias, muitas estradas de chão e inúmeras fazendas, acabam favorecendo os criminosos a realizarem o desmanche dos caminhões. “Em conversa com o delegado de polícia, ele disse que não tem muito o que fazer, a região de Tangará da Serra é muita grande e com pouca gente. É preciso um suporte aéreo, pois não há estrutura”, conta. 

“A quadrilha ficando organizada, acredito que não vai acabar com essa situação. Essa é a nossa preocupação. Está ficando insustentável. Até para fazer seguro de cargas, o preço já dobrou e era mais barato uns anos atrás”, completa. 

Leia Também:  Procon estadual conta com apenas 8 servidores para atender 141 municípios em MT

Os representantes da ATC desconfiam que possa ter uma quadrilha organizada na região de Tangará da Serra e Diamantino e solicitaram o apoio do deputado para ver se essa situação está sendo investigada e, em caso positivo, ter um retorno de uma autoridade policial. 

No final da reunião, Delegado Claudinei solicitou que um dos representantes da ATC participe de uma reunião já agendada, nesta segunda-feira (3), com a diretoria geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC), em Cuiabá, para ter os esclarecimentos devidos sobre a situação enfrentada pela categoria. 

“Vamos fazer uma primeira conversa com a diretoria-geral. Apresentar alguns boletins de ocorrências das vítimas do transporte de cargas e, claro, ver se encontramos uma solução para aumentar a segurança para estes profissionais do transporte de cargas, que tem um papel fundamental para atender várias regiões do país”, informa o parlamentar. 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Procon estadual conta com apenas 8 servidores para atender 141 municípios em MT

Publicados

em


Thiago na plenária da AL

Foto: Marcos Lopes

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa, deputado Thiago Silva (MDB), está cobrando junto ao Estado um novo concurso para aumentar o número de servidores do Procon para o atendimento da população. Na terça-feira (13),  a Comissão recebeu o secretário adjunto de Proteção ao Consumidor, Edmundo Taques, responsável pelo Procon estadual, para falar dos trabalhos realizados pela Instituição entre 2020 e 2021.

Durante a primeira reunião ordinária da Comissão, o adjunto do Procon apresentou um relatório de ações de fiscalização realizadas em Mato Grosso. De 2015 a 2019 o Procon tem atendido uma média de 20 mil pessoas por ano e durante a pandemia a demanda aumentou diante de denúncias recebidas.

De acordo com Taques, houve denúncias da população sobre preços abusivos durante a pandemia no setor de alimentos com o óleo diesel, feijão, carne e também em remédios como azitromicina, ivermectina, combustível e consulta médica. 

O secretário também informou que hoje o Procon Estadual possui 17 servidores, sendo que alguns estão afastados e apenas oito atendem a demanda de 141 municípios. De acordo com Thiago Silva é preciso um novo concurso e fortalecer o Procon nos municípios.

Leia Também:  Procon estadual conta com apenas 8 servidores para atender 141 municípios em MT

“Acredito que o governo deva fazer um concurso para atender a demanda, pois 8 servidores por mais competentes que sejam, não consegue atender a demanda de um estado continental como Mato Grosso. Defendo também a informatização e o investimento em tecnologia para que o Procon possa estar mais próximo do cidadão. O Procon municipal das cidades do estado também merece uma atenção especial, para complementar o trabalho realizado pelo órgão estadual”, disse o deputado Thiago.

Edmundo disse durante a reunião que, entre março e abril de 2021, durante as autuações cerca de R$ 400 mil reais em multas foram aplicadas a supermercados de Mato Grosso por não coibirem aglomeração e o uso de máscara. “O Procon tem atuado junto da polícia no trabalho de fiscalização orientativa em bares e restaurantes com objetivo de conscientizar a população sobre a importância do distanciamento social e o uso de máscara”, disse Taques.

Thiago Silva também recebeu na terça-feira, em seu gabinete, o diretor do Procon de Cuiabá, Genilto Nogueira, para debater ações conjuntos entre Executivo e a Comissão para que não ocorra os preços abusivos praticados de forma injusta no mercado. O deputado defende o fortalecimento da rede de proteção e o aparelhamento dos órgãos de defesa do consumidor.

Leia Também:  RJ: governador fala sobre criação de projetos de segurança nas comunidades
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA