POLÍTICA MT

Assembleia Social e Mães Pela Diversidade promovem campanha em alusão ao Dia da Visibilidade Lésbica

Publicados

em


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Para marcar o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica – 29 de agosto – a Assembleia Social e o Movimento Mães pela Diversidade estão promovendo uma campanha de comunicação por meio das redes sociais, com o tema “Mulheres que amam mulheres que amam mulheres”.

A proposta é apresentar o amor das mães por suas filhas lésbicas e defender o direito a amar e ser amada, sem preconceito nem distinção. “Quando elas encontram apoio familiar, elas se sentem mais protegidas e empoderadas para serem quem são”, constata a coordenadora do Mães Pela Diversidade em Mato Grosso, Josi Marconi.

A data, 29 de agosto, foi escolhida em alusão ao 1º Seminário Nacional de Lésbicas (Senale), realizado nesse dia no ano de 1996, e passou a representar a luta pela eliminação da lesbofobia no Brasil. Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, de 2017, seis mulheres são vítimas de estupro por dia, pelo simples fato de assumirem a orientação sexual – o comumente chamado “estupro corretivo”.

“Eu queria que não precisasse desse dia [da Visibilidade Lésbica], mas as pessoas precisam entender que as lésbicas existem, que amam e que nós, mães, as amamos”, refletiu Josi Marconi. “São mulheres e devem ser respeitadas, devem se sentir acolhidas e pertencentes a esta sociedade”, completa.

Leia Também:  Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação

A campanha para rede social é composta por um vídeo de 1 minuto e um cartaz, com registros de afeto entre mães e filhas. “O Mães Pela Diversidade nos procurou e acolhemos prontamente. Colocamos nossa equipe de Comunicação à disposição e o resultado foi essa mensagem singela e importante. Seguimos defendendo uma sociedade mais justa para todas as pessoas. E que o amor seja sempre o leme”, resumiu a diretora da Assembleia Social, Daniella Paula Oliveira.

“É muito importante que a Assembleia [Legislativa de Mato Grosso] esteja junto nessa [luta], porque ela representa o povo. E o povo não é formado só de heterossexuais”, enaltece Josi Marconi.

A jornalista Keka Werneck e sua filha, a estudante de Jornalismo Helena Werneck, também participaram da campanha, com fotos desse amor maternal e com um breve relato sobre a trajetória delas. “Nós escolhemos lidar com isso [a orientação sexual da filha] de uma forma natural, como qualquer questão humana”, narrou Keka, que é membro do Mães Pela Diversidade.

“As lésbicas são mulheres comuns, diversificadas, vivendo suas vidas, mas que estão pedindo a liberdade de amar quem quiserem”, conta Keka, registrando que não há um perfil da mulher lésbica e ressaltando a incoerência da lesbofobia.

Keka aproveita e convida mães, pais e familiares a compreenderem seus filhos de alguma orientação sexual ou gênero diverso do padrão imposto pela sociedade e protege-los, acolhe-los. “Os pais devem trabalhar para que os filhos sofram menos, não o contrário”, avalia, fazendo alusão aos casos de violência dentro de casa.

Leia Também:  Campanha alerta para prevenção do câncer do colo de útero

Helena, a filha dela, em trecho do vídeo, destaca: “O fato de ela ter me apoiado faz eu me sentir como uma pessoa como qualquer outra, eu não me vejo como diferente”.

Tanto Josi quanto Keka destacaram em suas falas o orgulho que têm de suas filhas. “Isso não tem nada a ver com a sexualidade dela. Eu me orgulho é do caráter, do profissionalismo, da bondade dela. E tenho muito orgulho de ela se assumir e de poder ser feliz”, conta Marconi. “Eu amo a Helena como ela é e essa é só mais uma característica dela. O que importa é o caráter, a profissão escolhida, se ela tem amigos, a saúde física e mental dela…”, lista Werneck.

O Mães Pela Diversidade é uma organização nacional que congrega mães, pais e familiares para promover ações de defesa de seus filhos LGBTQIA+ e de combate à LGBTfobia. “A família é amor e é isso que deixa tudo mais bonito, mais colorido”, finaliza Josi Marconi.

 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Entrega de maquinários para agricultura familiar é um passo gigante, diz Botelho

Publicados

em


Botelho participou da entrega de patrulhas mecanizadas e outros itens para os produtores

Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), que participou, ao lado do governador Mauro Mendes, da entrega de um pacote de equipamentos, maquinários, bens e outros itens para a agricultura familiar do estado, num investimento de R$ 9,9 milhões, beneficiando 83 municípios, no final da tarde de quinta-feira (21), em Cuiabá, classificou a iniciativa como um passo muito grande.

“Isso representa um passo muito grande, porque estão sendo entregues equipamentos de qualidade que vão ajudar muito a agricultura familiar. Isso vem para atender os pequenos”, disse o presidente.

Conforme Botelho, existe um programa de poço artesiano, que já está sendo implementado, como também a regularização fundiária. “São avanços para a agricultura familiar que nós estamos trabalhando, junto com o governo do estado, deputados federais, estaduais e senadores, está dando resultados e temos certeza de que vamos dar um passo gigante na agricultura familiar no estado de Mato Grosso”, afirmou.

Leia Também:  Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação

O presidente da ALMT fez questão de destacar, durante a solenidade de entrega dos maquinários, que a agricultura familiar é uma de suas prioridades. “É uma prioridade minha porque foram abandonados. Eles sempre ficaram de lado, os governos passados não deram importância”, adiantou.

“Muito pelo contrário, queriam aniquilar os pequenos. Precisava de uma voz e essa voz chegou através de mim na Assembleia e hoje todos os deputados defendem isso”, disse o presidente da Casa de Leis.

Segundo Eduardo Botelho, “o governador Mauro Mendes tem entendido que esse é um caminho muito importante. Quem mais emprega no campo (?), quem mais emprega é o pequeno, é a agricultura familiar. Quem mais produz riqueza para a mesa do brasileiro, é a agricultura familiar, então por que não investir, por que não dar uma atenção especial para essas pessoas. Agora isto está sendo feito. O governador Mauro Mendes está abrindo os olhos para isso”.

O governo de Mato Grosso entregou aos municípios 42 patrulhas mecanizadas, 200 resfriadores de leite, 100 caixas de mel e 7,6 mil doses de sêmem bovino. Cada uma das patrulhas mecanizadas é composta por um trator agrícola 4×4, com potência de 110 CV, uma carreta basculante com capacidade para seis toneladas e uma grade agrícola com 18 discos de 28 polegadas.

Leia Também:  Campanha de vacinação contra Covid-19: Municípios devem registrar as doses no Sipni
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA