RONDONÓPOLIS

POLICIAL

Polícia Civil representa pela prisão preventiva de autor de homicídio em Campos de Júlio

Publicados

em

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Campos de Júlio, representou pela prisão preventiva do autor de um homicídio ocorrido na madrugada de segunda-feira (20.06) no município de Campos de Júlio. O suspeito que matou a vítima a facadas em decorrência de ciúmes da sua namorada confessou o crime e ficou aguardando a chegada da Polícia para ser preso.

O homicídio que vitimou, Janderson Jonas Nunes dos Santos, ocorreu em um condomínio de quitinetes em Campos de Júlio, onde estava reunido um grupo de amigos ingerindo bebida alcoólica.

Em determinado momento, o suspeito saiu do local para buscar a carteira de cigarros e quando retornou flagrou a vítima flertando com a sua namorada. Os envolvidos continuaram no local, ingerindo bebida alcoólica, quando em certo momento da madrugada, a vítima novamente se aproximou da jovem, ocasião em que o suspeito matou a vítima com seis golpes de faca.

Após o crime, o suspeito permaneceu no local, aguardando a chegada da Polícia Militar, que realizou a sua condução para a Delegacia de Campos de Júlio. Depois de interrogado, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado, sendo representado pelo delegado Eduardo Ribeiro, pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva

Leia Também:  Quatro mandados judiciais são cumpridos contra alvos investigados por tráfico de drogas na fronteira

“O suspeito possuía passagem anterior por tráfico de drogas em Campos de Júlio e agora cometeu esse crime cruel em frente a diversas pessoas, inclusive crianças. A Polícia Civil agora trabalha com o prazo de 10 dias para conclusão de inquérito em busca de colheita elementos de informações para condenação do investigado e posterior cumprimento de pena, caso determinado pelo Poder Judiciário”, explicou o delegado.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil prende empresário suspeito de estuprar adolescente filha de namorada

Publicados

em

Um empresário do mercado financeiro, suspeito de estuprar a filha de sua namorada, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (05.07), dentro de investigação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

O suspeito de 37 anos aproveitou o fato que a vítima de 17 anos estava sob o efeito de álcool para praticar o estupro e estava com a prisão decretada pela Justiça com base nas investigações da Deddica pelo crime de estupro de vulnerável. Ele possui passagens anteriores por crimes de ameaça e violência doméstica.

O fato ocorreu no dia 11 de maio após o suspeito, a namorada e a menor passarem a noite ingerindo bebida alcoólica em um bar da Capital. No final da noite, ocorreram desentendimentos entre a filha, a mãe e o namorado, ocasião em que a mulher foi embora com um casal de amigos.

O suspeito levou a vítima para casa dele e aproveitou o estado de embriaguez da menor para manter relação sexual com ela. Dias depois, ele entrou novamente em contato com a vítima, e pediu para buscá-la na escola, perguntando se ela estava arrependida e que não era para contar para ninguém.

Leia Também:  Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Após saber dos fatos, a mãe da menor procurou a Polícia e também foi até a casa do namorado para buscar seus pertences, ocasião em que foi ameaçada pelo suspeito, que possui uma arma de fogo.

Assim que a equipe da Deddica foi acionada, iniciou as investigações e intimou o suspeito na época dos fatos para comparecer a delegacia, porém ele não foi localizado. Diante das evidências, foi representado pelo mandado de prisão preventiva do investigado, que foi deferido pela Justiça.

O suspeito se apresentou na manhã desta terça-feira (05) na Deddica, ocasião em que estava com o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, o qual foi devidamente cumprido.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA