POLICIAL

Polícia Civil prende um dos principais alvos de investigação sobre furto e roubo de gado na região metropolitana

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) cumpriram nesta terça-feira (27) a prisão preventiva contra um dos principais alvos da Operação Mahyas, deflagrada em agosto deste ano contra uma organização criminosa envolvida em roubo, furto e receptação de gado em municípios da Baixada Cuiabana.

O homem, de 46 anos, foi localizado na Capital pela equipe policial coordenada pelo delegado Ruy Guilherme Peral. Conforme investigações da Derf Cuiabá, o alvo foi identificado como o responsável pela logística de transporte, ocultação, abate e revenda da carne dos animais roubados e furtados.

A operação Mahyas foi deflagrada no início de agosto para cumprimento de 53 ordens judiciais, entre prisões, buscas, apreensões e sequestro de bens contra alvos da organização criminosa que teve atuação identificada em várias cidades da região metropolitana de Cuiabá. Durante a operação também foram suspensas as atividades comerciais de três açougues que vendiam carnes de animais provenientes de abatedouros clandestinos.

Os mandados referentes aos crimes de organização criminosa, roubo majorado e furto qualificado foram cumpridos nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Barra do Bugres e Nova Mutum. As ordens judiciais foram deferidas pela 7a Vara Criminal de Cuiabá.

Leia Também:  Anvisa diz que Butantan não entregou todos os documentos sobre a CoronaVac

As investigações da Derf Cuiabá iniciaram há aproximadamente um ano, devido à complexidade dos trabalhos na zona rural. De acordo com os levantamentos, a atuação da organização criminosa causou um prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas.

Para praticar os crimes, o grupo criminoso rendia moradores e funcionários das propriedades, os mantendo em cárcere privado até realizarem o roubo dos animais, deixando o local somente após o gado ser desembarcado no local em que ficaria escondido.

A expressão ‘mahyas’ é uma das origens da palavra  máfia.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil prende três em casa utilizada para depósito de drogas e objetos roubados

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Três pessoas, entre elas um menor de idade, envolvidas com crimes de roubo, furto, e tráfico de drogas foram detidas pela Polícia Civil, na tarde de quinta-feira (26.11), durante diligências realizadas pelos policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

Os policiais da Derf Rondonópolis intensificaram os trabalhos de investigação para coibir e identificar autores de crimes de roubo e receberam informações de que uma residência, no bairro Cidade de Deus, que era utilizada para depósito de drogas e materiais oriundos de roubos e furtos.

Em monitoramento do endereço, os policiais visualizaram o momento em que dois suspeitos estavam em frente a residência, identificando um deles como um adolescente conhecido da Polícia, com várias passagens por roubos. No momento da abordagem, os policiais perceberam a presença de um terceiro suspeito dentro da residência e que tentou foragir pelos fundos do imóvel, porém acabou detido.

Em buscas no local, os investigadores apreenderam três tabletes de maconha e várias porções já embaladas para venda, máquina de cartão, touca ninja utilizada na prática dos roubos, um revólver, diversas munições de diferentes calibres, além de várias objetos de origem ilícita, como aparelhos eletrônicos (televisão, notebook), eletrodomésticos, ferramentas, joias, e documentos de vítimas.

Leia Também:  Anvisa diz que Butantan não entregou todos os documentos sobre a CoronaVac

Diante do flagrante, os três suspeitos foram detidos e encaminhados à Derf, onde após serem interrogados pelo delegado Vinícius Prezotto, os dois maiores foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação e corrupção de menores.

O menor apreendido responderá por ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA