POLICIAL

PM prende em flagrante dupla que roubou carro e torturou motorista em Várzea Grande

Publicados

em


Em Várzea Grande, policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar prenderam em flagrante delito dois suspeitos, de 20 e 16 anos, apontados por roubo seguido de sequestro. As prisões ocorreram no final da tarde de sexta-feira (16.10), horas depois de os suspeitos terem rendido o motorista de um veículo Gol e tê-lo tortura obrigando-o a dirigir até uma área de mata, onde foi roubado, ameaçado de morte e abandonado a pé.

Além do carro, a dupla roubou o telefone celular e uma pequena quantia em dinheiro. Horas depois, quase no final da tarde, os policiais prenderam um dos homens apontados como suspeitos do roubo. Ele chegava uma residência do bairro Paiaguás quando ocorreu a abordagem.

Além de confessar participação no roubo, esse primeiro preso, de 20 anos, apontou a moradia do adolescente envolvido e o local onde abandonaram o carro da vítima. A Partir daí, enquanto uma guarnição do 4ºBPM seguia para a casa do segundo suspeito, equipe da 14ª Companhia de Força Tática fazia buscas na tentativa de localizar o carro da vítima.

Leia Também:  Carro por assinatura é a nova tendência entre as fabricantes

Essa ação resultou na prisão dos dois criminosos, da recuperação veículo, dinheiro e do celular roubados. Os suspeitos, veículos e demais produtos ficaram à disposição da Polícia Judiciária Civil na Central de Flagrante de Várzea Grande.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Mais um suspeito é preso pela Polícia Civil por envolvimento em latrocínio de Nova Lacerda

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Mais uma pessoa envolvida em um latrocínio ocorrido no final de dezembro na cidade de Nova Lacerda foi presa pela Polícia Civil. O mandado de prisão foi cumprido pela equipe da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Nas investigações do inquérito instaurado pelo delegado de Comodoro, Ricardo Marques Sarto, foi identificada a participação de mais um envolvido no crime que vitimou  Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, após um roubo ocorrido em uma residência de Nova Lacerda.

O suspeito foi preso em sua residência, em Vila Bela, e depois será encaminhado para unidade prisional em Comodoro. Ele é irmão de um adolescente que foi apreendido em flagrante, no dia do crime.

Para realizar a prisão do suspeito, as equipes da Polícia Civil realizaram vigilância e posterior confirmação da identidade da pessoa com a ordem de prisão.

As investigações do latrocínio seguem com a Delegacia de Polícia de Comodoro. No total, dez pessoas, entre adultos e adolescentes, foram presos ou apreendidos por envolvimento no crime.

Leia Também:  Governador e primeira-dama discutem ações de enfrentamento à violência contra a mulher

Crime

No dia 30 de dezembro, um grupo invadiu uma residência em Nova Lacerda e rendeu diversas pessoas. Uma das vítimas foi amarrada e serviu de escudo para que os suspeitos entrassem em outra casa que fica no mesmo lote.

Uma das vítimas reagiu ao roubo e no momento em que fez o disparo contra os criminosos, um dos suspeitos atirou na outra vítima que encontrava-se amarrada. Em seguida, os criminosos fugiram do local levando aparelhos celulares, carteiras, munições e dinheiro.

A vítima, Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, foi encaminhada para uma unidade de saúde, mas não resistiu ao ferimento.

Investigação

Durante as diligências realizadas logo após o crime foram conduzidos à delegacia da Polícia Civil um grupo de adultos e menores de idade, sendo que sete deles foram autuados em flagrante pelo crime. Diante da materialidade e a gravidade do crime cometido, as prisões em flagrante dos adultos foram convertidas em preventiva. Três dos adolescentes que estavam envolvidos diretamente no latrocínio tiveram a internação deferida pela Justiça.

Leia Também:  PM prende traficante e identifica boca de fumo no bairro Jardim Ubatã

Nas investigações conduzidas pelo delegado Ricardo Sarto, mais dois menores de idade foram citados como suspeitos de fazerem parte da quadrilha que cometeu o latrocínio. Foi requerida apreensão, deferida pelo Poder Judiciário e os adolescentes foram apreendidos na semana passada nas cidades de  Conquista d’Oeste e Nova Lacerda.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA