POLICIAL

Investigado por homicídio cometido há três anos, rapaz é preso pela Polícia Civil em Cuiabá

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) prendeu nesta segunda-feira (24) um homem de 25 anos investigado por um homicídio cometido na Capital há três anos.

Em depoimento ao delegado que preside o inquérito, Caio Fernando Álvares Albuquerque, o investigado confessou com detalhes o crime que vitimou Wagner Yuri Corillo da Silva, 22 anos, ocorrido no bairro Jardim Vitória, em 2017. O investigado informou que cometeu o crime por ter sido ameaçado pela vítima quando os dois estiveram presos na Penitenciária Central do Estado, em 2016. Ele confirmou ainda que a história de vingança por um celular roubado, relatada na época do crime, não procedia e que um dos disparos foi efetuado contra as costas da vítima.

A investigação sobre o homicídio apurou que a namorada da vítima informou identidade falsa, em nome de Felipe Vagner Souza e Silva, a fim de ocultar um mandado de prisão que havia em aberto contra Wagner Yuri, que foi socorrido ainda com vida, mas morreu a caminho do Pronto-Socorro de Cuiabá.

Leia Também:  Chuvas em Santa Catarina: Defesa Civil deve decretar emergência em 14 cidades

A equipe da DHPP apurou ainda que no dia do crime, o investigado foi em uma motocicleta Honda Titan até a quitinete onde morava a vítima e a abordou já fazendo os disparos que atingiram orelha, costas e antebraço. A causa da morte foi hipovolemia (perda de sangue intensa). Ainda com vida, Wagner apontou que o investigado é que havia cometido o crime. Testemunhas ouvidas pela Polícia Civil confirmaram a informação dada pela vítima sobre o autor do crime.

Durante a apuração do crime, os investigadores conseguiram outras informações relevantes sobre o homicídio, mas havia temor de represália, pois o suspeito era envolvido em diversos roubos, que andava sempre armado e respeitado na região. Depois da morte da vítima, o investigado se mudou do bairro e passou a morar na zona rural.

Diante das informações coletadas na investigação, que demonstraram a autoria do delito, o delegado representou pela prisão do investigado, deferida pelo juízo da 12a Vara Criminal de Cuiabá.

O inquérito está em fase de conclusão e indiciamento do autor do homicídio.

Leia Também:  Polícia Civil prende três pessoas da mesma família e apreende grande quantidade de drogas em Cuiabá

Após ser localizado, ele foi levado à DHPP, onde prestou depoimento. Posteriormente, foi encaminhado para realização de exame de corpo de delito e em seguida foi para a unidade prisional do Capão Grande, em Várzea Grande.

 

 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Mais um suspeito é preso pela Polícia Civil por envolvimento em latrocínio de Nova Lacerda

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Mais uma pessoa envolvida em um latrocínio ocorrido no final de dezembro na cidade de Nova Lacerda foi presa pela Polícia Civil. O mandado de prisão foi cumprido pela equipe da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Nas investigações do inquérito instaurado pelo delegado de Comodoro, Ricardo Marques Sarto, foi identificada a participação de mais um envolvido no crime que vitimou  Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, após um roubo ocorrido em uma residência de Nova Lacerda.

O suspeito foi preso em sua residência, em Vila Bela, e depois será encaminhado para unidade prisional em Comodoro. Ele é irmão de um adolescente que foi apreendido em flagrante, no dia do crime.

Para realizar a prisão do suspeito, as equipes da Polícia Civil realizaram vigilância e posterior confirmação da identidade da pessoa com a ordem de prisão.

As investigações do latrocínio seguem com a Delegacia de Polícia de Comodoro. No total, dez pessoas, entre adultos e adolescentes, foram presos ou apreendidos por envolvimento no crime.

Leia Também:  Polícia Civil incinera 1,2 tonelada de entorpecente apreendidos em 2020

Crime

No dia 30 de dezembro, um grupo invadiu uma residência em Nova Lacerda e rendeu diversas pessoas. Uma das vítimas foi amarrada e serviu de escudo para que os suspeitos entrassem em outra casa que fica no mesmo lote.

Uma das vítimas reagiu ao roubo e no momento em que fez o disparo contra os criminosos, um dos suspeitos atirou na outra vítima que encontrava-se amarrada. Em seguida, os criminosos fugiram do local levando aparelhos celulares, carteiras, munições e dinheiro.

A vítima, Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, foi encaminhada para uma unidade de saúde, mas não resistiu ao ferimento.

Investigação

Durante as diligências realizadas logo após o crime foram conduzidos à delegacia da Polícia Civil um grupo de adultos e menores de idade, sendo que sete deles foram autuados em flagrante pelo crime. Diante da materialidade e a gravidade do crime cometido, as prisões em flagrante dos adultos foram convertidas em preventiva. Três dos adolescentes que estavam envolvidos diretamente no latrocínio tiveram a internação deferida pela Justiça.

Leia Também:  Casal com diversas passagens criminais é preso novamente por tráfico de drogas

Nas investigações conduzidas pelo delegado Ricardo Sarto, mais dois menores de idade foram citados como suspeitos de fazerem parte da quadrilha que cometeu o latrocínio. Foi requerida apreensão, deferida pelo Poder Judiciário e os adolescentes foram apreendidos na semana passada nas cidades de  Conquista d’Oeste e Nova Lacerda.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA