POLICIAL

Equipe da Acadepol-MT visita Polícia Civil da Bahia em busca de inovações na área de ensino

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A equipe da Academia de Polícia Civil do estado de Mato Grosso (Acadepol-MT) realiza uma visita técnica na Polícia Civil do estado da Bahia com objetivo de trazer novos conhecimentos na área de ensino que serão aplicados na capacitação de servidores.

A visita realizada pela diretora da Acadepol, Eliane Moraes, junto aos investigadores Harissa Lin e Alex Marcante tem o objetivo de adquirir mais informações sobre o sistema de Ensino à Distância (EAD) já em uso na Bahia, para implantação na Acadepol de Mato Grosso.

Durante visita, a equipe da Acadepol-MT foi recepcionada pela delegada da Acadepol da Bahia, Joelma Jezler Franco Palmiro e pelo delegado adjunto, Marcelo Sansão, sendo realizada a apresentação de toda estrutura física da Academia de Polícia, assim como as metodologias aplicadas pela Polícia Civil baiana.

Ainda na quarta-feira (16), a equipe da Acadepol-MT participou de uma com a delegada-geral da Bahia, Heloísa Campos de Brito, onde foram trocadas ideias praticadas e experiências aplicadas pelas Polícias Civis dos dois estados.

Leia Também:  Polícia Militar lança ‘Operação Guardião do Nortão’ para garantir a segurança em eleição em Matupá

Segundo a delegada da Acadepol, Elaine Moraes, o objetivo principal da visita no estado da Bahia é que a Polícia Civil de Mato Grosso também adote um sistema virtual com condições de atender um número cada vez maior de servidores.

“Estamos nos preparando para oferecer uma Policial Civil mais moderna em que os servidores poderão assistir as capacitações em cidades mais distantes, e também para eventual impedimento de cursos presencias em cursos de capacitação e formação”, explicou a delegada.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil identifica suspeitos e apreende armas de fogo em investigação de homicídio contra mulher em Comodoro

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Os autores do bárbaro homicídio que vitimou uma mulher em Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá) foram identificados e duas armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Civil, na sexta-feira (30.07), durante diligências para apuração do crime.

Entre os envolvidos está um casal, formado por uma mulher de 31 anos e um menor de 16, apontados como autores da execução da vítima. Um segundo casal teria presenciado os fatos, não interferindo na ação dos executores.

O homicídio que vitimou Lázara Izabel Souza da Silva, de 35, ocorreu na quinta-feira (29), ocasião em que a vítima foi com a tia buscar garrafas pet na residência vizinha. Havia dois casais na casa, e a tia decidiu ficar no local, onde ficou ingerindo bebida alcoólica com a suspeita e o marido dela.

Em determinado momento o casal entrou para a casa, ocasião em o suspeito saiu com uma arma de fogo atirando contra a vítima, que saiu correndo, porém foi alcançada pelo casal. Vendo que a vítima ainda estava com vida, a suspeita a esfaqueou, assim como o marido dela deu várias coronhadas na cabeça da vitima.

Leia Também:  Olimpíadas: atletas ganham status de ex-BBBs para marcas em busca de publicidade

O outro casal não se envolveu na situação, porém ficou o tempo todo observando com uma espingarda calibre 28. Após o crime, os dois casais esconderam as armas e fugiram do local.  A vítima foi socorrida, porém não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de sexta-feira (30).

Assim que foi acionada do crime, a equipe da Polícia Civil foi até o local, onde localizaram uma das armas escondida na mata. Em continuidade as diligencias, os policiais localizaram o casal, dono da residência. Questionados sobre a outra arma, eles confessaram que também estava escondida na região de mata próxima a casa.

O suspeito apontado como dono da arma, de apenas 18 anos, e casado com um menor de 15, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e liberado após pagamento de fiança. O menor que atirou contra a vítima se apresentou na Delegacia na presença de advogado na sexta-feira (30), sendo ouvido e liberado.

A companheira dele, suspeita de esfaquear a vítima, continua foragida. Segundo as informações, o crime foi motivado por uma briga ocorrida em um bar no ano de 2018, ocasião em que a vítima o irmão da suspeita (casada com o menor).

Leia Também:  Polícia Civil cumpre 31 ordens judiciais contra grupo criminoso investigado por sonegação e ameaças contra servidores de posto fiscal em MT

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA