POLICIAL

Casal é preso suspeito de fazer contrabando de defensivo agrícola

Publicados

em


Policiais do 26º Batalhão da Polícia Militar prenderam um casal, o homem de 60 e a mulher de 38 anos, que foi abordado e preso na tarde desta sexta-feira (15.01), no pátio de uma empresa de guincho em Nova Mutum (268 km de Cuiabá). Marido e mulher haviam acabado de chegar trazendo cerca de 300 quilos de defensivos agrícolas supostamente contrabandeados do Paraguai.

Conforme narrativa dos policiais, inicialmente o homem revelou se tratar de suplemento animal para ser misturado ao sal, porém, uma apuração preliminar indicou que seria defensivo agrícola, ou seja, veneno para ser usado na plantação de grãos.

O produto veio do Paraguai, na fronteira com Mato Grosso do Sul, passou pela cidade da Cascavel, no Paraná, onde ganhou nova embalagem, e tinha como destino final um produtor de Lucas do Rio Verde. Durante a checagem os policiais também perceberam irregularidade na nota fiscal apresentada pelo casal.

O defensivo estava sendo transportado em uma caminhonete modelo Strada. A apreensão e prisões foram realizadas a partir de informações sobre carro suspeito de transportar contrabando, repassadas à PM por equipe da Polícia Rodoviária Federal. O casal, a caminhonete e o produto ficaram à disposição do plantão da Delegacia Municipal de Nova Mutum.

Leia Também:  Cachorro fica preso com leopardo por 7 horas em banheiro e sobrevive; assista

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

PM liberta vítimas, prende dois suspeitos e frustra roubo com cárcere privado

Publicados

em


Policiais Militares da 3ª Companhia de São José dos Quatro Marcos, de Araputanga e do Grupo de Apoio do 17º Batalhão de Mirassol D’Oeste frustraram um roubo com cárcere privado e prenderam dois suspeitos, de 21 e 22 anos, na noite da última sexta-feira (26.02).

A operação, que também contou com o apoio da Força Tática, apreendeu ainda um adolescente de 17 anos. A ação recuperou grande parte dos produtos roubados.

O crime ocorreu na cidade de São José dos Quatro Marcos (315 km de Cuiabá). Criminosos invadiram uma casa e fizeram uma família refém. Com a chegada da PM, ao invés da rendição, os ladrões saltaram para outras moradias vizinhas, onde também renderam outras pessoas.

Os policiais cercaram a quadra e passaram a fazer o adentramento tático nas casas. Na primeira, vizinha a que eles entraram para roubar, prenderam o primeiro suspeito, que tentava se esconder entre arbustos. Com ele, a PM apreendeu parte do dinheiro roubado.

Os policiais encontraram os outros suspeitos, um adulto e o adolescente, em uma terceira residência. Conforme a narrativa dos oficiais, os suspeitos resistiram à prisão e tiveram que ser algemados para ser contidos.

Leia Também:  Servidores de unidades do Araguaia e Xingu se reúnem com a diretoria da Polícia Civil

Aos policiais, os suspeitos revelaram que o plano, frustrado pela PM, era permanecer na casa até o amanhecer deste sábado (27.02), roubar duas caminhonetes e leva-las para Porto Esperidião.

Um revólver calibre 38 que teria sido empregado no roubo, com seis munições intactas, foi encontrado em uma das casas para as quais os ladrões fugiram na tentativa de se esconder da PM.

Com os presos a PM recuperou três relógios de pulso, duas correntes, três brincos, duas alianças, um pingente, um anel, todos de ouro, além de R$ 652 em dinheiro.

Os presos e todo o material apreendido foram entregues na Delegacia de São José de Quatro Marcos. Eles podem responder por roubo, cárcere privado, tortura, porte ilegal de arma de fogo, entre outros crimes.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque – denúncia 08000.65.39.39. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

Leia Também:  BH: homem que denunciou desaparecimento da mulher é preso por feminicídio
Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA