NA CAPITAL

Vamos falar sobre a pobreza menstrual?

Publicados

em


Vicente Aquino

Clique para ampliar

Ao assistir o incrível documentário da Netflix, ‘Absorvendo o Tabu’, vencedor de Oscar, me trouxe uma reflexão sobre o estigma em torno da menstruação. Dado a enorme diferença cultural entre Brasil e Índia, ainda assim, somos tão diferentes nesse tabu?

Precisamos falar sobre a menstruação e desmistificar o entendimento negativo da sociedade de que a função menstrual é algo que deve ser negligenciado, escondido e vergonhoso. Não podemos mais fechar os olhos para essa conversa, principalmente nos tempos de hoje.

Era comum num passado não muito distante evitar esse tipo de conversa, ou ao menos criar formas para driblar o constrangimento do assunto. Entretanto, o mundo mudou e a forma como lidamos com algumas questões também.

As indicações dos profissionais de saúde, psicólogos ou pedagogos para assuntos tabus como sexualidade, menstruação, entre outros é por meio do diálogo e o poder público deve ter uma função importante nessa perspectiva porque ajuda a quebrar a barreira da falta de informação, principalmente à parcela mais vulnerável da sociedade.

Leia Também:  "Preciso salvar o governo", disse Bolsonaro sobre escolher Ciro Nogueira

É preciso pensar como um todo, digo não basta ser apenas agir de maneira emergencial para levar o absorvente. É preciso preparar as nossas meninas para encarar essa mudança com naturalidade e sem nenhuma vergonha da transformação corporal.

A mudança nesse tabu precisa ser uma mudança das estruturas, seja nas escolas com a educação sexual, seja no debate familiar ou seja nas políticas públicas destinadas às mulheres que ajudam a desconstruir esse negacionismo em torno do assunto que afeta milhares de meninas em todo o Brasil.

Claro que é preciso atuar diretamente na pobreza menstrual, dado que a dificuldade financeira para aquisição de produtos de higiene básica necessária atinge 23% das meninas entre 15 e 17 anos em nosso país. Mas, não basta somente campanhas, é preciso levar esse debate além na esfera pública para criar formas de facilitar o acesso ao produto aliado à toda a conjuntura em volta: educação, saúde, saneamento, etc.

A campanha Cuiabá Por Elas, promovida pelo Núcleo de Apoio à Primeira-dama, Secretaria Municipal da Mulher e Assistência Social tem essa missão de levar o absorvente e promover a democratização do conhecimento sobre a menstruação, para que as nossas meninas e mulheres possam conhecer mais sobre seu próprio corpo; tenham fácil acesso à informação e aos serviços de saúde, de modo até para evitar doenças e outras questões pessoais como, por exemplo, a falta de confiança e a vergonha.

Leia Também:  Call center da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebe mais de 18 mil ligações para sanar dúvidas sobre a vacinação em Cuiabá

De acordo com a Always, uma das maiores fabricantes de absorventes, 35% das meninas que não possuem acesso ao produto deixaram de ir à escola, praticar esportes e sair de casa por conta da vergonha da falta de condições de higienização. 

Não podemos deixar que nossas mulheres sejam vítimas da pobreza menstrual ou da nossa falta de diálogo sobre esse assunto. Vamos levantar essa questão por elas. Vamos juntos na campanha Cuiabá Por Elas.  

Márcia Pinheiro,  primeira-dama de Cuiabá, empresária e pós-graduada em Gestão Pública 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NA CAPITAL

Plano de Ação do Turismo entra na fase de execução; propostas foram validadas pelo prefeito Emanuel Pinheiro

Publicados

em


Após a apresentação feita ao prefeito Emanuel Pinheiro do Plano de Ação do Turismo, no início deste mês de julho, o secretário responsável pela pasta em Cuiabá, Oscarlino Alves realizou diversas reuniões estratégicas com representantes dos setores para tratar sobre a execução. “Cumprindo a etapa de planejamento agora chegou a fase da efetivação das propostas aprovadas pelo prefeito”, disse o secretário municipal de Turismo, Oscarlino Alves.

Um dos encontros foi com a diretoria do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), a fim de ofertar cursos de capacitação voltados aos colaboradores do Trade Turístico. O objetivo é buscar dentro do portfólio da instituição qualificações para as diversas funções hoteleiras: – recepção, camareira, mensageiro, guias de turismo, garçons, atendentes de bares e restaurantes, dentre outros.

“Queremos com esses cursos preparatórios buscar o conhecimento desses colaboradores e preparar essas pessoas quanto às estratégias de informação aos turistas, melhorar a qualidade do atendimento ofertado aos visitantes presentes na nossa capital, a gastronomia e as belezas naturais”, acrescentou Oscarlino.

Leia Também:  Reeducando prestam serviços para Prefeitura de Cuiabá e veem oportunidade de recomeço

Outra reunião foi com profissionais de Tecnologia da Informação (TI), onde foram tratados os encaminhamentos necessários para elaboração do aplicativo “Turismo Cuiabá”. Com essa ferramenta tecnológica, tanto os visitantes como a população cuiabana terá acesso a todas as ações e serviços existentes. O aplicativo vai abrigar todas as ações sobre o que fazer, onde comer, onde dormir, horários de funcionamentos dos estabelecimentos, tudo roteirizado por GPS.

O estudo de viabilidade técnica para construção da Marina Flutuante, no São Gonçalo Beira Rio já está em fase de execução. O Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU) elaborou um projeto que contempla um mirante e uma marina flutuante. O conceito foi criado por uma empresa de arquitetura e marketing.

“Ambas foram apresentadas para o prefeito que solicitou ao secretário que fosse confeccionado o projeto arquitetônico executivo, quantificando os recursos a serem investidos. Com isso, será possível analisar os valores, buscar linhas de financiamento por meio de emendas federais ou por recursos próprios. Tudo irá passar pelo crivo do nosso prefeito e pelo Conselho Municipal de Turismo”, frisou o gestor da pasta de turismo.

Leia Também:  Sistema FAEMG compartilha orientações para produtores sobre geadas

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, destacou as ações já promovidas em prol do turismo da capital. “É a primeira vez que estamos elaborando uma política municipal do turismo. Essa uma das metas da minha gestão, fortalecer o potencial turístico da capital, transformando a capital de Mato Grosso como um dos centros atrativos de visitação. Cuiabá tem muitas belezas naturais que precisam ser exploradas”, sentenciou o prefeito Emanuel Pinheiro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA