NA CAPITAL

Pinheiro lamenta falecimento de Bruno Covas e destaca liderança política do gestor de São Paulo

Publicados

em


É com extrema tristeza que o prefeito Emanuel Pinheiro recebeu a notícia do falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, aos 41 anos. Covas enfrentava, desde 2019, um câncer na cárdia, válvula entre o esôfago e o estômago. A morte do gestor paulista foi confirmada na manhã deste domingo (16)

“Passei a ter uma maior convivência com Bruno Covas, a partir do momento que fui convidado para ser vice em sua chapa na Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). Infelizmente, essa convivência foi pouca, mas o suficiente para notar sua dedicação, paixão pelo que faz e competência . A dor da perda de um ente querido é imensurável. Estendo minhas condolências aos familiares, amigos e também ao PSDB, o qual Covas era filiado e considerado uma das principais lideranças políticas”, destaca Pinheiro.

Internado no Hospital Sírio Libanês, desde o dia 2 de maio, teve seu quadro de saúde considerado irreversível pela equipe médica na última sexta-feira (14). Bruno Covas foi o mais jovem prefeito que São Paulo já teve. Divorciado, ele deixa um filho, Tomás Covas, de 15 anos.

Leia Também:  Emanuel lamenta o falecimento do senhor Altamirando de Araújo, pai do prefeito José Carlos do Pátio

Antes de assumir a Prefeitura de São Paulo, Bruno foi deputado estadual por duas vezes, deputado federal e vice-prefeito. Tornou-se prefeito, em 2018, a partir da renúncia de João Dória e, em 2020, foi reeleito como cabeça de chapa.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NA CAPITAL

Encontro debate ampliação da rede de assistência ao migrante

Publicados

em


Vicente Aquino

Clique para ampliar

As políticas públicas implementadas em Cuiabá e a busca por ampliação na rede de apoio ao povo estrangeiro motivou, a realização da “Semana do Migrante da Capital”. O evento, da Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, é mais uma ação da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, reconhecida pela humanização. A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, acompanha e fomenta ações que contribuam ao desenvolvimento das famílias.

“Nossa gestão tem se baseado em dar oportunidades para a população, visando também auxiliar o desenvolvimento da cidade. O que um município tem de melhor é o seu povo. Então as ações da prefeitura têm que ser no sentido melhorar a vida da população”, enfatizou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

A “Semana do Migrante da Capital” teve a abertura das atividades nesta sexta-feira (18) e, ao longo de uma semana, palestras, rodas de conversa, Feira Cultural e Gastronômica e uma sessão solene na Câmara Municipal de Vereadores vai debater o tema da migração na capital.

Leia Também:  Cerca de mil pessoas faltam à vacinação por dia, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde

A secretária de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, Hellen Janayna Ferreira de Jesus, disse que os atendimentos às necessidades das pessoas que chegam à capital são feitos por meio do Centro da Pastoral do Migrante e dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). Em Cuiabá, a predominância é dos povos venezuelanos, haitianos, segalenses, cubanos, dentre outros. “A secretaria não mede esforços para apoiar esta população. Nossos atendimentos são desde acolhimento institucional, encaminhamento para o mercado de trabalho, processo de documentação e tudo aquilo que o migrante precisa quando chega na cidade”, apontou a gestora.

Foi o acolhimento que encontrou em Cuiabá que fez com que o haitiano, Duckson Jacqyes, chegasse no município e não saísse mais. Há oito anos morando na capital, o professor disse que aqui ele realizou sonhos. “Fui acolhido nesta cidade por um senhor que não me conhecia, mas que me hospedou em sua casa. Saí do meu país em busca de uma vida melhor. Hoje eu trabalho, casei, tive filho e constitui minha família. Eu já conquistei muitas coisas”, relatou.

Leia Também:  Profissionais da Assistência são capacitados sobre as normas e procedimentos do Acessuas- Trabalho

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, falou da hospitalidade do cuiabano em receber bem as pessoas que chegam ao município. “Somos um povo acolhedor. Essa é uma forte característica da nossa população. Então, as ações da Prefeitura de Cuiabá e da Secretaria de Assistência Social tem que valorizar o nosso jeito de ser”, atestou.

Já a representante da comunidade latino-americana, Silvina Gomes, disse que o evento idealizado pela gestão municipal é inédito. “Em 12 anos que estou em Cuiabá é a primeira vez que vejo uma ação que integra vários representantes públicos”, sentenciou.

Somente na capital, desde 2018, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, já realizou mais de quatro mil atendimentos ao migrante. A solenidade desta sexta-feira reuniu representante do executivo e legislativo municipal e representantes das comunidades haitianas, caribenhas e latino-americana.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA