NA CAPITAL

Cuiabanos de 50 a 54 anos são vacinados e agradecem: “esperei muito tempo por essa vacina”

Publicados

em


A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), começou nesta quarta-feira (12), a imunização de pessoas com a faixa etária entre 50 e 54 anos, com comorbidades. Para o prefeito Emanuel Pinheiro, o avanço na campanha de vacinação contra a Covid-19 representa todo trabalho com eficácia, empenho e celeridade desempenhado por uma gestão humanizada. “Hoje chegamos ao marco de mais de 150 mil doses aplicadas contra esse vírus. Mesmo enfrentando desafios, a nossa capital foi uma das únicas que não precisou parar com a aplicação da 1ª e 2ª dose para os grupos prioritário. E diante disso, eu não tenho dúvidas que vamos vencer esse momento crítico, vamos vencer essa pandemia e sair muito mais fortes dela”, disse.

Uma das primeiras a receber a primeira dose do imunizante foi a colunista social Ana Maria Bianchini, que relatou viver um momento de felicidade inexplicável após receber a vacina, no Centro de Eventos do Pantanal. “Eu me sinto mais livre, fui vacinada com pfizer, e já sai com a segunda dose para agosto. Muito obrigada, só tenho gratidão por todas as pessoas que proporcionam essa logística gigante pra gente estar aqui, porque muitos pensam que é só chegar e tomar a vacina, mas além de ter morrido tantas pessoas amadas e desconhecidas, tem uma legião de gente atrás trabalhando por nós”, ressaltou.

Leia Também:  Vacina da Novavax é eficaz contra variantes da Covid-19

A profissional fez questão também de falar da organização elaborada pela Prefeitura de Cuiabá, que segundo ela, merece os parabéns pelo feito. Eu esperei muito tempo por essa vacina, faz quase um ano e meio que estou em casa, porque trabalho com eventos, e eu fiz até um texto falando que o que poderia ter me matado, na verdade me salvou, e que realmente Deus sabe todas as coisas, então eu só agradeço. A Prefeitura de Cuiabá está de parabéns pela estrutura e pela organização”, afirmou ela.

Já a professora Maria do Espírito Santo Carneiro Kaefer, que também recebeu a primeira dose da vacina nesta quarta, relatou o sentimento de alivio, de poder já pensar na possibilidade de se aproximar o momento dela voltar a dar aulas presenciais e chegar perto dos sobrinhos.

“Ontem meu sobrinho que é médico em Campo Verde, elogiou muito a organização de vocês aqui em Cuiabá e eu estou muito feliz. Desde fevereiro do ano passado que eu não vejo minha família, não vejo meus alunos, não vejo meus colegas. Os meus alunos eu vejo só pela telinha, tem alunos que não me conhecem pessoalmente, então tudo isso pra mim é muito emocionante. Os meus sobrinhos pequenos, as crianças pequenas vão esquecendo das coisas se você não está presente. Então essa vacina pra mim foi a maior riqueza que Deus me deu no mundo, e eu agradeço muito vocês da Saúde de Cuiabá. Espero que essa vacina se estenda para outras pessoas também, porque nós precisamos imunizar toda população mato-grossense, toda população cuiabana, porque é uma doença que está ai e ela mata, e se eu estou aqui viva hoje é porque eu me cuidei muito mantendo o isolamento, usando máscaras e álcool em gel”.

Leia Também:  Sorp registra movimento tranquilo durante jogo da Copa América em Cuiabá 

Cadastro e agendamento

As pessoas que se cadastraram no site e que fazem parte dos grupos contemplados (50 a 59 com comorbidades, gestantes e puérperas a partir de 18 anos, Síndrome de Down a partir de 18 anos e pessoas com deficiências permanentes a partir de 50 anos) devem entrar no site da vacinação no período noturno e consultar o cadastro para verificar se a agenda está disponível.

No dia da vacinação a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, juntamente com o laudo impresso OU a declaração de comorbidades assinada e carimbada pelo médico, pois estes documentos serão retidos no registro. Também é necessário levar um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NA CAPITAL

Confira a programação desta quinta (17) e sexta (18) no Beco do Candeeiro

Publicados

em


Davi Valle

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e Secretaria Municipal da Mulher apresentam a programação semanal do Beco do Candeeiro. Nesta quinta-feira (17), o espetáculo fixo “Luz Candeeiro” será realizado às 19h com o grupo de siriri Flor do Campo e narração de Edmilson Maciel. Logo depois, um encontro especial com a apresentação “Em Cantos de Mulheres”, que conta com a participação de artistas e ícones da cultura local. Já na sexta-feira (18), também a partir das 19h, o evento apresenta “Mulheres do Samba”, com a participação do grupo musical Raízes do Samba convidando cantoras cuiabanas consagradas. O evento é gratuito e segue todas as medidas de biossegurança.

O Beco do Candeeiro foi restaurado e entregue pelo prefeito Emanuel Pinheiro para a população no dia 14 de maio. Desde então, a programação de atividades na rua também chamada de 27 de dezembro vem sendo construída semanalmente. Todas as quintas, o espetáculo Luz Candeeiro abre a sequência de atividades e apresentações musicais. Enquanto que as sextas-feiras a programação segue itinerante.

Além do acendimento dos candeeiros, nesta quinta-feira (18), acontece também a apresentação “Em Cantos de Mulheres, com a participação das artistas Vera & Zuleika, Semites Marques, Vera Capilé e Wanessa Dias, Hamilka Rizo e Dona Domingas do São Gonçalo beira rio. Mulheres que marcam a história e identidade de Cuiabá.

Já na sexta-feira (18), o Beco apresenta “Mulheres do Samba”, com a participação do grupo musical Raízes do Samba convidando cantoras cuiabanas consagradas, como Deise Águena, Juliana Grisolia e Regina Rangel.

Leia Também:  Governo de São Paulo adianta vacinação contra a covid-19

Toda a programação no Beco do Candeeiro é realizada com entrada franca e limitada a 70 pessoas, respeitando as medidas de biossegurança em decorrência da pandemia da COVID-19, como distanciamento mínimo de 1,5 metros, uso obrigatório de máscara, medição de temperatura e disponibilização de álcool 70%. 

RESTAURAÇÃO

Famosa pelos candeeiros, a rua mesmo tem nome de Rua 27 de Dezembro, data em que ocorreu o ataque paraguaio contra o Forte de Coimbra, às margens do rio Paraguai, no município de Corumbá, em 1864. O fato foi um marco de resistência do exército brasileiro contra a investida paraguaia, que culminou com o início da Guerra do Paraguai, quando a tropa brasileira desiste e retira-se do forte, que é tomado em 29 de dezembro pelos paraguaios.

A obra contou com apoio das Secretarias de Ordem Pública, Assistência Social e também do Instituto Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN).

De acordo com o projeto, o local foi restaurado com objetivo de chegar o mais próximo de sua construção original. A pavimentação da rua foi refeita utilizando os mesmos paralelepípedos de outrora que ainda estão no espaço. A calçada rebaixada, as fachadas das casas restauradas com cores originais e os candeeiros antigos foram substituídos por réplicas com iluminação moderna.

O investimento para restauração do local foi de R$ 247 mil é fruto de um Termo de Ajuste de Compromisso (TAC) e faz parte do calendário de entregas em comemoração ao aniversário de 302 anos de Cuiabá, um resgate histórico da arquitetura local.

Leia Também:  Mais de 50% dos municípios deram início à vacinação por faixa etária

SEGURANÇA

No Beco também funciona o projeto de uma Base Integrada do Centro Histórico, que executa ações para garantir a proteção do patrimônio histórico na região e também oferece serviços de saúde e acolhimento à população em situação de rua. O projeto é executado em parceria com a Secretaria de Ordem Pública, Secretaria de Saúde, Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Secretaria de Mobilidade Urbana e também terá o apoio da Polícia Militar.

A rua também é sede de uma das lojas da Associação Homens e Mulheres de Fibras, formada por cerca de 300 artesãos da capital. O espaço foi concedido pela Prefeitura de Cuiabá para comercialização de peças artesanais em tecido, jornal, vidro e madeira, com temáticas que permeiam a cuiabania e cultura mato-grossense. Todo o dinheiro da venda fica para os artesãos, que arcam apenas com os custos de manutenção do local, sem cobrança de aluguel.

SERVIÇO

O que: Arte no Beco – o espetáculo fixo “Luz Candeeiro” e apresentação musical “Em Cantos de Mulheres”

Quando: quinta-feira (17), a partir das 19h

Onde: Beco do Candeeiro – Centro Histórico de Cuiabá

O que: Arte no Beco – apresentação musical “Mulheres do Samba”

Quando: sexta-feira (18), a partir das 19h

Onde: Beco do Candeeiro – Centro Histórico de Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA