MUNDO

Polícia alemã desativa um dos maiores sites de pornografia infantil do mundo

Publicados

em


source
Site continha imagens de abusos sexuais contra crianças pequenas
Banco de Imagens/Pexels

Site continha imagens de abusos sexuais contra crianças pequenas

A polícia alemã realizou uma operação que desativou  um dos maiores sites clandestinos de pornografia infantil do mundo, que contava com mais de 400 mil usuários e só podia ser acessado pela darknet. A operação ainda prendeu quatro pessoas ligadas ao site. Os mais de 400 mil membros da plataforma podiam consumir conteúdos de pornografia infantil e trocar imagens entre si, em chats de conversa, bem como informações em textos e voz. “Entre as imagens e gravações de vídeo compartilhadas também estavam trechos de graves abusos sexuais contra crianças pequenas”, afirmaram os procuradores da polícia alemã. O conteúdo da plataforma só podia ser acessado por meio de uma rede anônima de compartilhamentos de arquivos. O Ministério Público de Frankfurt e o Departamento Federal de Investigações (BKA), informaram em um comunicado que o site Boystown [“cidade dos meninos”, em tradução livre] existia desde junho de 2019. Com a operação, o site foi tirado do ar.

Três suspeitos de gerir a plataforma, mantendo-a em funcionamento, foram detidos na operação: Um homem de 40 anos que vive em Paderborn, no oeste da Alemanha; outro homem de 49 anos, habitante da cidade de Munique; um terceiro de 58 anos do norte do país, mas que viveu na América do Sul por anos. Além deles, também foi preso um quarto homem, de 64 anos, e habitante de Hamburgo, sob suspeita de ter se registrado na plataforma em julho de 2019 para consumir o conteúdo pornográfico. Ele teria feito mais de 3500 publicações com conteúdos que envolviam crianças, o que o tornou um dos usuários mais ativos do site.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Israel destrói prédio em Gaza que abrigava escritórios de imprensa

Publicados

em


Israel realizou um ataque e destruiu uma torre de 12 andares em Gaza que abrigava os escritórios da Associated Press e de outros meios de comunicação dos Estados Unidos neste sábado (15), alegando que o prédio também foi usado pelo grupo militante islâmico Hamas.

O prédio al-Jalaa na Cidade de Gaza, que também abriga os escritórios da emissora Al Jazeera, do Catar, bem como outros escritórios e apartamentos, foi evacuado depois que o proprietário recebeu um aviso prévio da ataque iminente.

Um jornalista palestino foi ferido no ataque, informou a mídia palestina. Destroços e estilhaços voaram a dezenas de metros de distância.

Os militares israelenses disseram que seus “aviões de combate atingiram um prédio de vários andares que continha ativos militares pertencentes aos escritórios de inteligência da organização terrorista Hamas”.

Eles disseram que haviam fornecido um aviso prévio aos civis no prédio, permitindo que todos saíssem.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Israel inicia ataques terrestres à Faixa de Gaza
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA