MUNDO

EUA: Homem perde o pênis após sofrer acidente ao dirigir embriagado

Publicados

em


source
O carro de Paul destruído após acidente nos EUA
Reprodução

O carro de Paul destruído após acidente nos EUA

Um americano perdeu o pênis após sofrer um terrível acidente quando dirigia embriagado. O acidente ocorreu em 2014, mas só agora Paul Berry, de 29 anos, revelou detalhes do seu drama. Cirurgiões tiveram que remover o órgão genital do paciente e um de seus testículos para salvar sua vida, deixando-o impossibilitado de ter filhos.

Agora, totalmente recuperado da amputação genital, Paul falou sobre os perigos de dirigir alcoolizado, de acordo com o “Metro”:

“Eu quero contar ao mundo sobre o preço emocional que isso causou e sempre vai ter sobre mim. Mudou para sempre a minha vida de uma forma que eu não desejaria ao meu pior inimigo.”

O tratador de cães estava viajando de sua casa em Saint Louis (Missouri, EUA) para ver a sua namorada na época em Columbia (Illinois). Ele havia bebido com um amigo antes da viagem, mas disse que estava acostumado a tomar “bebidas fortes” antes de fazer pegar a estrada.

Acredita-se que Paul tenha adormecido ao volante ou derrapado na chuva ao pegar a saída da rodovia depois de cruzar uma ponte por volta das 2h. Ele perdeu o controle do sedã, que capotou quando ele tentou corrigir o rumo.

Leia Também:  Líder de seita acusado realizar sacrifícios humanos morre a caminho do tribunal

Um americano perdeu o pênis após sofrer um terrível acidente quando dirigia embriagado. O acidente ocorreu em 2014, mas só agora Paul Berry, de 29 anos, revelou detalhes do seu drama. Cirurgiões tiveram que remover o órgão genital do paciente e um de seus testículos para salvar sua vida, deixando-o impossibilitado de ter filhos.

Agora, totalmente recuperado da amputação genital, Paul falou sobre os perigos de dirigir alcoolizado, de acordo com o “Metro”:

Leia Também

“Eu quero contar ao mundo sobre o preço emocional que isso causou e sempre vai ter sobre mim. Mudou para sempre a minha vida de uma forma que eu não desejaria ao meu pior inimigo.”

O tratador de cães estava viajando de sua casa em Saint Louis (Missouri, EUA) para ver a sua namorada na época em Columbia (Illinois). Ele havia bebido com um amigo antes da viagem, mas disse que estava acostumado a tomar “bebidas fortes” antes de fazer pegar a estrada.

Acredita-se que Paul tenha adormecido ao volante ou derrapado na chuva ao pegar a saída da rodovia depois de cruzar uma ponte por volta das 2h. Ele perdeu o controle do sedã, que capotou quando ele tentou corrigir o rumo.

Leia Também:  Bombeiro arrisca a vida e retira botijão em chamas de incêndio; assista ao vídeo

Durante o coma de cinco semanas de Paul, os cirurgiões tentaram reconstruir sua área genital. Mas ele entrou em leucocitose, onde muitos glóbulos brancos inundam a área ferida. Esse quadro poderia tê-lo matado.

Os médicos não tiveram escolha a não ser realizar uma amputação de emergência, deixando-o apenas com um coto, que Paul diz ainda proporcionar alguma sensação.

Paul está solteiro, ainda lutando contra o medo de conhecer alguém. E espera um dia ter verba para fazer um transplante de pênis.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Vizinhos confundem decoração de Halloween com pessoa morta e chamam a polícia

Publicados

em


source
Decoração no quintal de Renee
Reprodução / Facebook

Decoração no quintal de Renee

Uma decoração de Halloween incomodou vizinhos na cidade de Forbes, na Austrália , e virou caso de polícia. Após a mãe de uma criança pendurar um “corpo humano de espuma” em uma árvore de seu quintal, a polícia foi até a residência tirar satisfação.

Renee Ryan, de 36 anos, fez um corpo humano falso usando materiais como espuma, fita adesiva, corda, sacos de lixo e um tapete, mas, depois de algumas horas, a polícia foi até a casa da mulher dizendo ter registrado uma queixa.

“Os policiais vieram à minha casa e me disseram que as pessoas ligaram para eles relatando que havia um corpo pendurado em uma árvore”, contou Renee em suas redes sociais.

Após explicar que o ‘corpo’ era apenas uma decoração que fez com o filho, os agentes deixaram o local. No entanto, a denúncia de outro vizinho fez com que eles voltassem à casa poucas horas depois.

Leia Também

Na segunda queixa, a pessoa alegou que havia perdido um familiar recentemente e a imagem de um corpo pendurado estava lhe fazendo mal.

Leia Também:  Invasão ao Capitólio: homem negro recebe maior pena, mesmo não tendo ido a motim

“Remover a decoração não vai remover a dor que seu coração está sentindo. Minha esperança é que você busque o apoio de que você e outras pessoas precisam durante esse período difícil, para que com o tempo você possa continuar com um coração aberto e cheio de amor”, acrescentou a mulher na publicação.

Devido às denúncias, Renee acabou retirando a decoração de seu quintal.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA