RONDONÓPOLIS

MUNDO

EUA: George Bush comete gafe ao confundir Ucrânia com Iraque

Publicados

em

source
George Bush durante um evento em Shanksville, nos Estados Unidos
Reprodução – 19.05.2022

George Bush durante um evento em Shanksville, nos Estados Unidos

O ex-presidente dos Estados Unidos George Bush, de 75 anos de idade, cometeu uma gafe na última quarta-feira (18), durante um discurso em Dallas, ao ter confundido a Ucrânia com o Iraque.

Ao se referir à guerra iniciada pela Rússia, o ex-chefe de Estado norte-americano descreveu erroneamente a invasão do Iraque como “brutal” e “injustificada”.

“A decisão de um homem lançar uma invasão completamente injustificada e brutal no Iraque”, disse Bush, que percebeu o equívoco logo na sequência. “Digo, na Ucrânia”, corrigiu o ex-presidente republicano.

A gafe do ex-mandatário ocorreu em um evento do Bush Center, um instituto focado na formação de líderes, pouco depois de criticar o presidente da Rússia, Vladimir Putin. O ex-chefe de Estado atribuiu o erro à sua idade e a confusão causou uma gargalhada na plateia.

No início dos anos 2000, Bush era o presidente dos Estados Unidos e arquitetou a invasão ao Iraque, na época liderado pelo ditador Saddam Hussein, afirmando que a nação produzia armamentos de destruição em massa. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Naufrágio: 22 migrantes do Mali morreram na costa da Líbia

Publicados

em

ONU afirma que pelo menos 22 imigrantes morreram em naufrágio
Reprodução/Twitter (@MSF_Sea) 29.6.2022

ONU afirma que pelo menos 22 imigrantes morreram em naufrágio

Pelo menos 22 migrantes, todos provenientes do Mali, morreram, nesta terça-feira (5), em um naufrágio na costa da Líbia, anunciou a Organização das Nações Unidas (ONU).

A informação foi confirmada com base nas declarações de sobreviventes, que falaram de mortos afogados e por desidratação.


Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), entidade que faz parte da ONU, a embarcação de borracha permaneceu à deriva no mar por 9 dias, até a Guarda Costeira da Líbia conseguir resgatar os 61 sobreviventes e levá-los de volta ao continente.

A rota migratória do Mediterrâneo Central, entre Líbia e Tunísia, no norte da África, e Itália e Malta, no sul da Europa, é considerada a mais mortal do mundo pela OIM e vem registrando um aumento nas travessias.

Leia Também:  Chefes de Estado discutem na Suíça um plano de reconstrução da Ucrânia

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA