RONDONÓPOLIS

MUNDO

EUA aprovam ajuda de US$40 bilhões à Ucrânia

Publicados

em

source
Projeto recebeu 85 votos a favor e 11 contra
Reprodução

Projeto recebeu 85 votos a favor e 11 contra

O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira (19) um novo pacote de cerca de US$ 40 bilhões em ajuda militar e humanitária à Ucrânia, que enfrenta ataques da Rússia desde o dia 24 de fevereiro.

O projeto de lei recebeu 85 votos a favor e 11 contra e, agora, seguirá para a mesa do presidente americano, Joe Biden, para assinatura.

A medida inclui, entre outras coisas, US$ 20,1 bilhões em ajuda militar, US$ 8 bilhões em apoio econômico e mais de US$ 1 bilhão para os refugiados que tentam escapar da guerra.

A ajuda à Ucrânia tem sido um raro ponto de coesão no Congresso americano, com a maioria dos democratas e republicanos se unindo para auxiliar o governo de Volodymyr Zelensky.

Por várias semanas, Biden estava pedindo uma ajuda de US$ 33 bilhões para a Ucrânia, mas no início da semana os líderes legislativos acordaram em aumentar a assistência para aproximadamente US$ 40 bilhões.

Com a aprovação do novo pacote de ajuda à Ucrânia, o orçamento total dos EUA para o país sobe para quase US$ 54 bilhões, tendo em vista que, em março passado, o Congresso já havia liberado US$13,6 bilhões em auxílio ao governo ucraniano.

Na ocasião, Zelensky comparou o conflito de seu país com o ataque a Pearl Harbor e os atentados do 11 de setembro de 2001.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Ucrânia ergue bandeira em ilha e Rússia consolida ganhos no Leste

Publicados

em

Forças ucranianas hastearam nesta quinta-feira (7) a bandeira nacional em uma ilha do Mar Negro recapturada, em símbolo de desafio contra Moscou, mas forças russas consolidaram ganhos no Leste da Ucrânia e sondaram as defesas de potenciais novos alvos.

Moscou respondeu rapidamente à cerimônia de hasteamento da bandeira. Disse que um de seus aviões de guerra atingiu a Ilha da Serpente pouco depois e destruiu parte do destacamento ucraniano lá.

A pequena ilha, localizada a cerca de 140 quilômetros (km)  ao sul da cidade portuária de Odessa, é estrategicamente importante, pois protege as rotas marítimas. A Rússia a abandonou no fim de junho, afirmando que foi um gesto de boa vontade – uma vitória para a Ucrânia que Kiev espera afrouxar o bloqueio de Moscou aos portos ucranianos.

Imagens divulgadas hoje pelo Ministério do Interior da Ucrânia mostram três soldados ucranianos levantando a bandeira nacional azul e amarela em um pedaço de terra na Ilha da Serpente, próximo aos restos de um prédio destruído.

“Glória aos soldados ucranianos”, afirmou o ministério no Twitter.

Leia Também:  Tempestade destrói navio e deixa 27 desaparecidos em Hong Kong

Andriy Yermak, chefe de gabinete do presidente ucraniano, sugeriu que o momento será repetido em toda a Ucrânia nos próximos meses.

“A bandeira da Ucrânia está na Ilha da Serpente. À nossa frente estão muitos outros vídeos de cidades ucranianas, atualmente sob ocupação temporária”, escreveu no Telegram.

O ataque de mísseis da Rússia aos novos moradores da ilha causou danos significativos ao seu cais, disse o porta-voz da administração regional de Odessa, Serhiy Bratchuk.

Ele acrescentou que mais dois mísseis russos atingiram e destruíram dois depósitos de grãos em sua região, contendo 35 toneladas de grãos.

Em Moscou, o Ministério da Defesa russo afirmou que várias tropas ucranianas desembarcaram na ilha antes do amanhecer e tiraram fotos com a bandeira.

“Uma aeronave das Forças Aeroespaciais Russas lançou imediatamente um ataque com mísseis de alta precisão na Ilha da Serpente, e como resultado disso parte do pessoal militar ucraniano foi destruído”, disse o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov.

Enquanto isso, as forças russas no Leste da Ucrânia mantiveram a pressão sobre as tropas ucranianas que tentavam manter a linha ao longo da fronteira norte da região de Donetsk, em preparação para ofensiva mais ampla. 

Leia Também:  Deputados aprovam PEC que define regras para nomeação de conselheiros no TCE

Depois de tomar a cidade de Lysychansk no domingo (3) e consolidar o controle total da região ucraniana de Luhansk, Moscou deixou claro que planeja capturar partes da região vizinha de Donetsk que ainda não conquistou. Kiev ainda controla algumas grandes cidades.

*É proibida a repercussão deste conteúdo.

Fonte: EBC Internacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA