RONDONÓPOLIS

MUNDO

Boris Johnson renunciará ao cargo nesta quinta, diz imprensa britânica

Publicados

em

Pessoas protestam no Reino Unido com cartazes
Reprodução/Flickr Reggie McLarhan – 07.06.2022

Pessoas protestam no Reino Unido com cartazes

A imprensa britânica afirma que o primeiro-ministro Boris Johnson renunciará ao cargo. Uma série de meios de comunicação afirmam que ele entregará o posto nesta quinta-feira. A Sky, a BBC e o The Guardian informam que Johnson concordou em renunciar, o que dará fim a uma crise sem precedentes, marcada por escândalos e acusações de que o primeiro-ministro não tenha mais capacidades de gerir o país.

“Boris Johnson renunciará hoje como líder do Partido Conservador”, postou Chris Mason, editor político da BBC, no Twitter. Um porta-voz do primeiro-ministro informou que ele fará uma declaração à nação nesta quinta.

Desde terça-feira, uma onda de renúncias tomou o governo do Reino Unido, com mais de 40 demissões de ministros e secretários , forçando Johnson a ver seu poder por um fio em meio à crescente pressão para deixar o cargo. Mas a decisão de destituir nesta quarta-feira o ministro da Habitação, Michael Gove – seu braço direito na campanha de 2016 pelo Brexit –, mostrava que o líder conservador não pretendia cair sem lutar.

A série de renúncias teve como ponto de partida um escândalo sexual envolvendo Chris Pincher, então deputy chief whip do Partido Conservador no Parlamento: ele foi acusado de apalpar dois homens em um clube privado em Londres. Essa acusação causaram novos problemas para Johnson. O deputy chief whip é quem garante que parlamentares do partido votem conforme a orientação das lideranças da bancada

Leia Também:  Cuba enfrenta 5º dia de incêndio em depósito de petróleo

Pincher renunciou imediatamente. Ele havia sido nomeado por Johnson para o cargo em fevereiro passado. Depois da primeira acusação, a mídia britânica levantou outros seis casos sobre conduta sexual inapropriada envolvendo Pincher. Ele foi suspenso do Partido Conservador e pediu desculpas, garantindo que procura ajuda. Em julho, o governo afirmou Johnson não sabia de alegações contra Pincher antes de sua nomeação.

Pressão

Boris sobreviveu a um voto de desconfiança no Partido Conservador no começo de junho, conquistando 59% dos votos a seu favor. De acordo com as regras partidárias, quando sobrevivem a uma dessas votações, os líderes do partido não podem ter o cargo posto à prova de novo durante um ano.

Muitos conservadores pediram a mudança das normas internas do partido para acabar com essa imunidade. Uma reunião do grupo que decide as regras, chamado de Comissão 1922, estava marcada para as 13h de Brasília, mas foi adiada porque, segundo a imprensa britânica, alguns de seus membros consideravam a queda de Boris inevitável.

Leia Também:  Xiaomi vai lançar smartphone dobrável nesta semana

‘Partygate’

O premier britânico é confrontado desde o final de 2021 com o escândalo conhecido como “partygate”, marcado pela realização de festas na sede do governo durante os períodos de quarentena contra a Covid-19.

É também acusado de adotar posição leniente diante de denúncias de má conduta de aliados, como Chris Pincher, que nomeou como vice-chefe do governo no Parlamento. Além disso, o Reino Unido passa por um momento econômico difícil, com queda do PIB por dois trimestres neste ano, inflação alta e greves.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Agente de Salman Rushdie afirma que o escritor apresenta melhoras

Publicados

em

Salman Rushdie, autor do livro
Reprodução: Flickr

Salman Rushdie, autor do livro “Os Versos Satânicos”

Salman Rushdie  foi extubado neste sábado (13), como informa Andrew Wylie, agente do escritor. De acordo com o representante do autor, esfaqueado na última sexta-feira (12), ele apresenta melhora significativa e deve restabelecer o movimento da mão, apesar de os nervos do braço terem sido afetados pelo ataque. Rushdie pode perder um olho, e teve o fígado atingido.

O escritor anglo-indiano de 75 anos deixou de respirar por meio de ventilação mecânica após receber múltiplas facadas enquanto falava em uma conferência em Nova York . Ele passou por uma cirurgia e segundo seu agente nos Estados Unidos, Andrew Wylie, ainda não consegue falar.

Versos satânicos A obra de Rushdie fez com que ele se tornasse alvo de ameaças de morte no Irã desde a década de 1980. O livro “Os Versos Satânicos” de Rushdie é proibido no país desde 1988. Muitos muçulmanos consideram a história uma blasfêmia.

Leia Também:  Suspenso expediente presencial em Porto dos Gaúchos nesta quinta-feira

Um ano depois, o falecido líder do Irã, o aiatolá Ruhollah Khomeini, emitiu um edito, pedindo a morte de Rushdie. Uma recompensa de mais de US$ 3 milhões também foi oferecida para quem tirasse a vida dele. O escritor passou cerca de dez anos sob proteção policial e vivendo na clandestinidade. Ele mora nos EUA desde 2000.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

*Com informações de agências internacionais


Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA