RONDONÓPOLIS

MATO GROSSO

Sorteio mensal do Nota MT beneficia 145 instituições de 52 municípios

Publicados

em


O primeiro sorteio de 2022 do Programa Nota MT, coordenado pela Secretaria de Fazenda (Sefaz-MT), beneficiou no concurso mensal de dezembro 145 entidades de 52 municípios mato-grossenses. Elas foram indicadas pelos 1.002 contribuintes sorteados e, juntas, vão receber R$110 mil. Esse valor correspondente a 20% dos prêmios de R$ 10 mil e R$ 500 distribuídos nesta quinta-feira (13.01).

As cinco entidades sociais mais contempladas neste sorteio pertencem às cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e Várzea Grande. Entre os 1.002 ganhadores, 203 indicaram a Associação de Amigos da Criança com Câncer de Mato Grosso (AACC) e 75 escolheram o Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCan-MT). Essas instituições vão receber R$ 24,1 mil e R$ 7,5 mil, respectivamente.

O Centro Social do Menino Jesus de Sinop foi a terceira entidade social mais premiada, com 24 indicações, e será beneficiada com R$ 2,4 mil. Já o Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, localizado em Várzea Grande, e a Santa Casa de Rondonópolis, também, se destacaram no ranking de indicações e cada uma irá receber R$ 2,3 mil.

Leia Também:  Secretaria de Saúde se reúne com municípios para reforçar imunização contra a Covid-19

Esses valores repassados às entidades filantrópicas ajudam na manutenção, investimento e funcionamento das atividades. Atualmente, 197 instituições sociais estão cadastradas no Nota MT e podem ser indicadas pelos contribuintes no ato do cadastro ou depois para receber 20% das premiações.

Para participar do Nota MT e ser indicada pelo consumidor, a instituição deve estar cadastrada junto à Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc). Esse cadastro também permite acesso a outros projetos, programas do governo, doação de produtos, entre outros.

Doe sua Nota

Além dos 20% referentes aos prêmios sorteados, as entidades filantrópicas contam com o Doe sua Nota, funcionalidade do Nota MT. O cidadão pode doar suas notas fiscais (NFC-e) das suas compras para as instituições cadastradas no Programa, desde que o documento fiscal não tenha informação do CPF do consumidor e o valor seja inferior a R$1 mil.

O Doe Sua Nota foi disponibilizado no início do mês de outubro de 2021 e cada nota fiscal doada gera pontos para as entidades que serão convertidos em valores em dinheiro. Ao todo, serão distribuídos R$ 2 milhões por ano.

Leia Também:  Portaria divulga repasses para ações e serviços públicos de saúde nos municípios

As notas fiscais poderão ser doadas de duas formas: eletronicamente no aplicativo ou site do Nota MT, ou pessoalmente em urnas que serão disponibilizadas nos estabelecimentos comerciais. No caso das doações feitas em urnas, cada entidade será responsável pelos pontos de coleta, assim como por computar os documentos fiscais doados.

(Supervisão de Texto Lorrana Carvalho)

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Empaer oferece suporte a produtores rurais na implantação de energia solar

Publicados

em


O produtor rural do Projeto de Assentamento Gleba Mercedes Cinco, em Sinop (a 500 km de Cuiabá), Geraldo Paixão Moreira, conseguiu baratear os custos de produção por meio de orientação da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) para um projeto de crédito voltado à implantação de energia solar ou sistema fotovoltaico. Com investimento de R$ 56 mil, carência de um ano, o equipamento, já está em funcionamento há um mês e meio com a instalação de 30 placas solares.

“Ao fazer diversas análises, observamos a necessidade de uma alternativa mais viável por causa do sistema de ordenha e resfriador, que impactam muito no custo de produção. Em casa temos várias regras, tudo em busca de um consumo consciente e a redução na conta de energia, agora, com a energia solar, espero logo conseguir baixar bastante o valor e ter retorno do investimento”, avaliou Geraldo.

Outro exemplo é a produtora Marta Maria Rossatto Cândido, do município de Vera (458 km ao norte de Cuiabá), que produz soja, suíno e frango e que iniciou o processo para a aquisição do sistema de energia solar no fim do ano passado. “Está semana, a empresa responsável pela instalação do equipamento estará realizando os trabalhos na minha propriedade. Estou feliz e na expectativa em ver a conta de luz reduzir”.

Leia Também:  Metamat receberá perfuratriz de poços artesianos no dia 1º de fevereiro

Marta fez um investimento de R$ 56 mil, com três anos de carência, para a instalação, também, de 30 placas. “Há 20 anos vivo no mesmo lugar e, é a segunda vez recebo auxílio da Empaer. Sempre que busco qualquer orientação, sou muito bem atendida e obtenho as melhores informações”, destaca Marta.

A técnica da Empaer Natasha Caminha, responsável pelo projeto da produtora Marta, explica que em geral o perfil de quem procura orientação compreende produtores da cadeia leiteira e de corte, devido o consumo considerável de energia na propriedade. “Nosso trabalho é auxiliar, mostrando se é economicamente rentável ou não, de acordo, com o seu perfil junto à unidade bancária para análise. Normalmente, a energia solar é apresentada como uma opção rentável e sustentável”.

O técnico Leandro Dalla, que atendeu o produtor Geraldo, acrescenta que como a energia solar é uma fonte de energia renovável, o produtor consegue sim baratear o custo do produto final. “Desta maneira, o produto fica mais em conta e ainda gera conforto e qualidade de vida para o agricultor familiar”.

Leia Também:  Proposta que institui o Programa Vale Transporte Social é apresentada na Câmara

Leandro cita que ambos os produtores tiveram linhas de crédito rural do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) do Governo Federal.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA