MATO GROSSO

Sinfra aplica sinalização viária na trincheira do Tijucal nesta terça-feira (22); trânsito será interditado a partir das 19h

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) interdita, a partir das 19h desta terça-feira (22.12), o trânsito de veículos em alguns pontos das pistas inferiores da trincheira do Complexo Viário do Tijucal, em Cuiabá, para conclusão dos serviços de restauração no local. 

Serão executadas as intervenções finais e a sinalização viária horizontal, cujos serviços fazem parte do projeto de restauração do asfalto e melhorias de infraestrutura executadas na trincheira. A previsão é que os serviços sejam finalizados em até dois dias e a obra seja definitivamente concluída.

Para garantir a segurança da equipe de engenharia no local, dos motoristas e usuários que trafegam pela via, a Sinfra já solicitou o apoio dos agentes de fiscalização de trânsito de Cuiabá para auxiliar no controle do tráfego nos pontos onde serão necessários. 

Governo interdita trânsito da trincheira do Tijucal nesta terça-feira (22), a partir das 19h; intervenções finais e sinalização viária horizontal

Vale ressaltar que não será afetado pela execução dos serviços o trânsito pelas alças laterais da trincheira e pelo viaduto do Complexo Viário, que segue normalmente.  De todo modo, a Sinfra orienta que motoristas e usuários que trafegam pela via tenham atenção e cautela ao passar pelo trecho em obras, a fim de evitar acidentes, problemas e transtornos.

Leia Também:  Congresso retoma trabalhos nesta segunda-feira

A trincheira do Complexo Viário do Tijucal possui 740 metros de extensão e interliga a BR-364 até a Avenida Archimedes Pereira Lima, na Capital. O valor investido na execução da restauração faz parte do contrato firmado em 2012 para obras na trincheira, na ordem de R$ 32,9 milhões, de modo que o Estado não terá custos adicionais com a realização dessas melhorias de infraestrutura.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Saúde Estadual realiza ciclo de palestras em comemoração ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária

Publicados

em


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) realizará, entre os dias 05 e 31 de agosto, palestras virtuais em comemoração ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária, celebrado anualmente em 05 de agosto.

A proposta do evento é discutir os desafios e a importância da atividade para a proteção da saúde da população e prestar homenagem a todos os profissionais que atuam na área.

Os encontros serão transmitidos gratuitamente pelo canal no YouTube da Escola de Saúde Pública, neste link. Podem participar profissionais de saúde e estudantes e a inscrição valerá para todos os dias de palestra. Os interessados nas atividades devem se inscrever neste link: https://forms.gle/wB5LcCsYS3ngvGzk8.

A primeira palestra ocorre no dia 05 de agosto, das 9h15 às 12h, com a solenidade de abertura e uma palestra magna sobre a importância da Vigilância Sanitária no momento atual.

Os outros encontros ocorrerão nos dias 10, 17, 24 e 31 de agosto. Entre os temas a serem debatidos, estão: Gerenciamento de informações em Vigilância Sanitária; Sistema Informatizado de Vigilância Sanitária (SVS); Lei de Liberdade Econômica; Educação em Vigilância Sanitária; a Vigilância Sanitária no contexto de pandemia; Descentralização das ações de Vigilância Sanitária; Integração da Vigilância Sanitária com a Atenção Básica; Ações de controle de infecção no estado de Mato Grosso e a importância da inserção na Vigilância Sanitária. Confira a programação completa em anexo.

Leia Também:  Inscrições para o Prêmio Nise da Silveira começam nesta segunda

O papel da Vigilância Sanitária

Conforme o coordenador Estadual de Vigilância Sanitária da SES-MT, Marcos Roberto Arcanjo Dias, as ações de Vigilância Sanitária têm como perspectiva a promoção e proteção da saúde, oferecendo mais qualidade de vida à população por meio do estímulo às relações produtivas e de oferta de serviço de forma mais ética.

“Apesar de ter sua natureza essencialmente preventiva, a Vigilância Sanitária está focada em trazer benefícios e evitar prejuízos às pessoas e à coletividade. Dessa forma, em algumas situações, pode ser necessária a limitação e restrição de liberdades e decisões individuais para evitar consequências e danos a terceiros e à coletividade”, acrescenta o coordenador.

Marcos explica ainda que a Vigilância Sanitária atua em três esferas, sendo elas federal, estadual e municipal. Compete à direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) definir e coordenar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, sendo que a união poderá executar ações em circunstâncias especiais, como na ocorrência de agravos inusitados à saúde, que possam escapar do controle da direção estadual ou que representam risco de disseminação nacional.

Leia Também:  Citado em depoimentos sobre propina, coronel Blanco depõe à CPI nesta quarta

Já à direção estadual, compete coordenar e, em caráter complementar, caso haja necessidade, executar ações e serviços. Enquanto que cabe à direção municipal executar serviços da Vigilância Sanitária.

“Neste momento em que enfrentamos a pandemia pela Covid-19 há mais de um ano, fica evidente o impacto decisivo que as ações de Vigilância Sanitária têm gerado em prol da proteção da saúde da população nos três níveis de atuação”, conclui o gestor.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA