MATO GROSSO

“Setor de base florestal apoia plenamente o programa Carbono Neutro MT “, afirma presidente do Cipem

Publicados

em


O presidente do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem), Rafael Masson, afirma que o setor apoia a iniciativa do Estado de implementação do Programa Carbono Neutro MT, lançado nesta segunda-feira (25.10). A meta voluntária do Estado é neutralizar os gases do efeito estufa até 2035.

“O Estado está levando mais uma bandeira muito forte para o mundo e para o Brasil, e o setor apoia plenamente o programa. Somos da base florestal, com muito orgulho, temos mais de 4,7 milhões de hectares em manejo sustentável no estado”, disse Masson durante a cerimônia de lançamento.

Com o fortalecimento das metas ambientais do Programa Carbono Neutro MT, a projeção é alcançar 6 milhões de hectares de manejo susntentável até 2030. O manejo sustentável é a estração de ativos da floresta com o menor impacto anbiental, preservando a mata em pé. 

O Cipem foi uma das instituições que aderiram ao programa como apoiadores, e que farão campanhas para disseminar as metas e os resultados. Também assinaram a Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), a Associação dos Produtores de Soja  (Aprosoja-MT),  Associação Matogrossense dos Produtores de Algodão (AMPA), Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac), União Nacional do Etanol de Milho (UNEM),  e Ação Verde.

Leia Também:  1ª Mostra Científica de Povos Tradicionais Quilombolas e Indígenas de Mato Grosso contará com alunos da rede estadual

O Cipem é a união de oito sindicatos patronais de Base Florestal, que tem o objetivo de organizar e fortalecer o setor. Incentiva a produtividade e o consumo consciente de madeira e seus subprodutos de forma sustentável, com respeito a legislação vigente e em harmonia com o meio ambiente.

Carbono Neutro MT

O Programa Carbono Neutro MT foi instituído pelo decreto 1.160/2021, com o objetivo de fortalecer 12 ações que contribuem para o desenvolvimento sustentável, gerando o equilíbrio entre as emissões e remoções de gases do efeito estufa.

As medidas elencadas como importantes para a descarbonização de MT são:  a manutenção do ativo florestal do estado, manejo florestal sustentável, regularização fundiária, melhorias na gestão de áreas protegidas, reflorestamentos comerciais, restauração de florestas, redução do risco de incêndios, manejo sustentável para a produção agropecuária, proteção de vegetação secundária em áreas de desmatamento legal, recuperação de pastagens, integração lavoura-pecuária-floresta, e produção e consumo de biocombustíveis.

As ações serão ajustadas e revisadas constantemente para adequação às inovações tecnológicas e mudanças de conjuntura político-sociais. O decreto também institui o Comitê Gestor do Programa para monitorar os resultados.

Leia Também:  Recursos para programa habitacional

Mato Grosso criou também quatro categorias do Selo Carbono Neutro MT: compromissário, apoiador, carbono 0%, e financiador. O selo será uma certificação importante para as empresas que querem mostrar o seu compromisso com o meio ambiente. 

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Onze motoristas são presos por embriaguez ao volante em Várzea Grande

Publicados

em


Onze motoristas foram presos por embriaguez ao volante, na madrugada deste domingo (05.12), durante a 75ª Operação Lei Seca, realizada na Avenida 31 de Março, no bairro Manga, em Várzea Grande.

Durante a ação, foram realizados 106 testes de alcoolemia. Destes, 21 condutores foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool, sendo autuados pela prática e três se recusaram a fazer o teste.

Os agentes da segurança pública identificaram ainda outros 13 motoristas que não possuíam Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e 29 conduziam veículo sem registro ou não licenciado.

Nesta operação, foram registrados 86 Autos de Infração de Trânsito (AITs). Já outros 13 motoristas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), na qual 12 não eram habilitados e outro por entregar veículo a pessoa sem possuir CNH.

Ao todo, 106 veículos foram fiscalizados, dentre eles, 48 foram removidos, sendo 39 carros e nove motocicletas e outros 56 autuados. Os agentes recolheram 28 documentos, sendo 21 CNHs e sete Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLVs).

Leia Também:  Sefaz promove seminário sobre imposto de herança e doação

Sobre a operação 

A Operação Lei Seca é uma ação integrada, coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI-Sesp) e nesta edição contou com a participação do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar de Mato Grosso, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT), do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), do Serviço de Operações Penitenciárias Especializadas (SOE) e da Guarda Municipal de Várzea Grande.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA