MATO GROSSO

São José dos Quatro Marcos comemora 54 anos de fundação com parcerias do Governo do Estado

Publicados

em


São José dos Quatro Marcos, cidade no sudoeste mato-grossense com 18.846 habitantes e distante 309 quilômetros de Cuiabá, comemora 54 anos de fundação nesta terça-feira, 15 de junho, com parcerias do Governo do Estado em infraestrutura, logística, educação, agricultura familiar e assistência social.  

Por meio da Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística), está em execução a manutenção da MT-175, que cruza o município, entre o entroncamento da BR-174 e Reserva do Cabaçal, num total de 104,10 quilômetros. Estão sendo investidos R$ 14,5 milhões.

Uma nova empresa de transporte coletivo intermunicipal de passageiros, a Viação Juína, passou a ser responsável por atender as cidades-polo de Araputanga, Comodoro, Pontes e Lacerda e São José dos Quatro Marcos, além de Cáceres, na modalidade diferenciada.

Agricultores familiares do município foram beneficiados com entrega, em maio deste ano, de alevinos de tambacu, tambatinga e pirapitinga, pela Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), em parceria com o Consórcio Complexo Nascentes do Pantanal. A meta é atender 209 produtores de 14 municípios, num total de 120 mil alevinos. Nesta primeira etapa foram distribuídos 26 mil.

Educação

A Escola Estadual Lourenço Peruchi, no bairro Jardim Popular, está na licitação da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), para instalação de transformadores de energia elétrica de média tensão em baixa tensão, para uso de aparelhos de ar-condicionado.       

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, além da recente entrega de 453 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes do município 975 cestas básicas entre 2020 e 2021, pelo programa Vem Ser Mais Solidário, e 1001 cobertores, pelo Aconchego.

Leia Também:  Operação Integrada combate incêndios florestais e outros crimes ambientais em Poconé

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde repassou ao município 1.600 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 69.195 comprimidos, entre azitromicina (8.508), ivermectina (6.806) e dipirona (53.881), também distribuído em gotas, com 1.323 frascos.              

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 14,917 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 1,74 milhão em assistência social e transporte escolar entre 2019 e 2020; e R$ 1,122 milhão em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Os setores de serviços, com R$ 156,364 milhões, e administração pública (R$ 108,412 milhões) preponderam na composição do Produto Interno Bruto (PIB) municipal, avaliado em 2018 pelo IBGE em R$ 379,785 milhões. Agropecuária (R$ 45,7 milhões), impostos (R$ 37,26 milhões), e indústria (R$ 32,031 milhões) fecham a soma. O PIB per capita é R$ 20.023,47

No mesmo ano, um total de 504 empresas (e outras organizações), entre elas um laticínio, pagou, entre salários e outras remunerações, R$ 62,359 milhões a 3.026 pessoas ocupadas (16% da população), das quais 2.386 assalariados. Média de 2,1 salários mínimos.

Rebanho leiteiro municipal, com 4,27 mil vacas, produziu 8,66 milhões de litros de leite em 2019 – Foto Empaer

O laticínio é abastecido em boa parte pelos 8,66 milhões de litros de leite de 4.277 vacas ordenhadas, de um rebanho bovino com 215,9 mil cabeças, segundo dados do IBGE de 2019. Na pecuária, o município conta ainda com rebanho galináceo de 48,6 mil cabeças, das quais 22 mil galinhas, com 130 mil dúzias de ovos; 170 bubalinos, 2.605 equinos, 2.368 ovinos e 5.810 suínos (690 matrizes), além 21 toneladas de peixes em cativeiro.   

Leia Também:  Chapada dos Guimarães comemora aniversário beneficiada com investimentos superiores a R$ 100 milhões

Segundo maior produtor estadual de mamão (780 toneladas) e terceiro em laranja (300), São José dos Qautro Marcos cultiva ainda abacaxi, banana, limão, maracujá, melancia, borracha, cana de açúcar, mandioca, milho, soja e palmito.

  

São Jose dos Quatro Marcos é o segundo maior produtor mato-grossense de mamão – Foto Empaer   

Da frota municipal de quase 13 mil veículos (um a cada 1,45 habitante) registrada em 2020, quase 90%  era formada por motocicletas e motonetas (5.748) e automóveis e caminhonetes (5.755). 

História

O início foi em 1962, quando uma extensa área foi adquirida onde hoje se localiza o município. O “Quatro Marcos” é uma referência aos pontos demarcados dos lotes, somado mais tarde ao “São José”, santo protetor escolhido pela população, oriunda de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e, em menor proporção, Nordeste.

Em 1966, foi construída a primeira escola, de pau-a-pique com cobertura de tabuinhas, na área central do povoado. Como o professor desistiu, a escola foi fechada e reinaugurada no ano seguinte (1967), com uma grande festa, em 15 de junho, definido como o dia da fundação do atual município.

Mais de uma década depois, em 1977, foi criado o distrito de Quatro Marcos; em 1979 é elevado a município, com o mesmo nome. Foi instalado em janeiro de 1984, desta vez como São José dos Quatro Marcos.   

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Projeto convida população a participar de lives sobre cultura popular cuiabana

Publicados

em


Com a conclusão da primeira etapa, o projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” entra na segunda fase de trabalho, que será a realização de lives com equipe de pesquisadores, comunidades e lideranças comunitárias. As transmissões ocorrem nos dias 3 e 17 de agosto, e 21 de setembro, às 19h30, via página do Facebook do Instituto INCA – Inclusão, Cidadania e Ação.

As lives serão abertas ao público em geral, que poderá participar enviando perguntas durante a transmissão. O projeto propõe a participação pública, afim de que a população conheça e reconheça a importância de salvaguardar esses locais, os quintais da cultura cuiabana, para que eles consigam ser sustentáveis.

A ação antecipa as discussões que serão levadas ao Fórum de Políticas Públicas, a ser realizado no dia 16 de outubro. O fórum reunirá entidades governamentais e organizações sociais, com palestras sobre Patrimônio Cultural e Economia Criativa, com a finalidade de propor políticas públicas para o setor.

Quintais da Cultura

O projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” tem como objetivo realizar um mapeamento diagnóstico e inventário de 10 quintais que preservam a cultura popular da cidade de Cuiabá, incluindo a região urbana e rural. Além de registrar a variedade de saberes, ofícios e celebrações que existem nos quintais cuiabanos.

Leia Também:  Prazo para entregar declaração de bens e valores ao Estado termina neste sábado (31)

“A proposta é divulgar e reconhecê-los como território criativo, além de reativar quintais sem atividade e estimular a participação da comunidade, sobretudo os mais jovens, realizando ações de formação e engajamento”, diz a presidente do Instituto INCA, Cybele Bussiki.

O projeto é realizado pelo Instituto INCA – Inclusão, Cidadania e Ação, patrocinado pelo Governo do Estado de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), via emenda parlamentar do deputado estadual Dilmar Dal Bosco, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e parceria do grupo Caleidoscópio da UFMT.

Serviço

Quintais da Cultura Popular Cuiabana – Lives

Data: 03 e 17 de agosto, e 21 de setembro

Horário: 19h30

Local: transmissão via página do Facebook do Instituto INCA

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA