MATO GROSSO

Projeto une literatura e artes visuais em Chapada dos Guimarães

Publicados

em


O projeto “Nos muros da poesia: O encontro entre a arte da palavra e o muralismo em Chapada dos Guimarães” realiza nesta quinta-feira (25.02), às 17h, uma live com as escritoras Divanize Carbonieri e Luciene Carvalho. O evento será aberto ao público e transmitido pelo Facebook do projeto.

O projeto é realizado por meio do Edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). O projeto busca promover o diálogo entre Literatura e Artes Visuais, por meio da arte poética das escritoras e da arte muralista, contribuindo para a formação do leitor no âmbito da poesia contemporânea mato-grossense e o desenvolvimento da arte muralista em Chapada dos Guimarães.

De acordo com a gestora do projeto, Tarsila Rubira, a live deverá girar em torno das peculiaridades do universo poético de cada uma das autoras. “Serão abordados temas como o processo de escrita literária e a presença da mulher nos espaços de legitimação do cânone brasileiro, a questão feminina, racial e a identidade mato-grossense”.

O projeto selecionou 15 jovens estudantes locais, por meio de inscrição realizada em janeiro deste ano. Os jovens participaram de uma oficina para estudo e análise da obra de poetas e muralistas mato-grossenses. As ações são etapas de preparação dos jovens para a construção de um mural poético na Escola Estadual Cel. Rafael de Siqueira. Segundo Tarsila, a live será momento oportuno para os participantes fazerem perguntas e debater sobre os textos que pretendem levar para o mural.

Leia Também:  Projeto literário promove campanha para arrecadar doações

A arte no mural está prevista para ser realizada entre os dias 09 e 18 de março. Para evitar aglomerações, o grupo será dividido em três equipes. A organização do evento frisa que os protocolos de segurança para a prevenção do COVID-19 serão seguidos. Haverá distribuição de máscara e álcool em gel, e será obedecido o distanciamento entre os participantes.

“Esperamos resultados de duas ordens ao final do projeto: a primeira diz respeito à formação e sensibilização do leitor de Literatura, mais especificamente do gênero poema, assim como, o estímulo de um movimento literário entre os jovens. Como resultado material teremos uma obra concebida em um espaço público de significativa rotatividade, produzida pela e para a comunidade chapadense. Por fim, desejamos que esse mural sirva como provocação para o surgimento de outros murais na cidade e que a arte habite espaços e territorialidades que incluam inteiramente o corpo social do município”, destaca Tarsila.

Frente a um cenário de grandes transformações culturais, políticas e sociais, “Nos muros da Poesia” extrapola a ideia da Literatura como algo restrita ao suporte do livro e propõe a ressignificação dos muros através do diálogo entre as artes.

Leia Também:  Vacinação dos profissionais da Segurança Pública inicia nesta quinta-feira (08)

Escritoras convidadas

Divanize Carbonieri é doutora em Letras pela USP, é professora de literaturas de língua inglesa na UFMT. É autora do livro de poesia “Entraves”, agraciado com o Prêmio Mato Grosso de Literatura, “Grande depósito de bugigangas” (2018). É uma das editoras da revista literária digital Ruído Manifesto e integra o Coletivo Maria Taquara, ligado ao Mulherio das Letras – MT.

Luciene Carvalho é escritora e poetisa. Tem obras que conquistaram prêmios e condecorações, como Conta-gotas e Sumo da lascívia. Luciene ocupa a cadeira nº 31 da Academia Mato-grossense de Letras. A escritora é corumbaense, vive em Cuiabá desde 1974, tendo já recebido o título de cidadã cuiabana.

Serviço

Nos muros da poesia: O encontro entre a arte da palavra e o muralismo em Chapada dos Guimarães

Data: 25/02 (quinta-feira), às 17h

Local: Online no Facebook “Nos Muros da Poesia”

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Polícia Civil localiza mais R$ 150 mil em defensivos agrícolas em região de mata, em Diamantino

Publicados

em


Mais uma expressiva quantidade de defensivos agrícolas de origem ilícita foi encontrada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (08.04), no município de Diamantino (208 km a médio-norte de Cuiabá), em continuidade à investigação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCC0).

O material, avaliado em aproximadamente R$ 150 mil, foi encontrado escondido em uma região de mata, nas proximidades da fazenda que foi alvo da operação realizada na última terça-feira pela gerência.

Na ocasião, a equipe da GCCO apreendeu aproximadamente seis mil litros de defensivos agrícolas roubados de uma fazenda do município de Sapezal no dia 08 de março.

Em continuidade as investigaões, na manhã desta quinta-feira (08), os policiais da GCCO receberam informações de que haveria mais produtos de origem ilícita abandonados em uma região de mata nas proximidades da fazenda.

Com base na denúncia, as equipes foram até o local e conseguiram realizar a apreensão dos produtos. Ainda não é possível afirmar a origem do produto e se foi subtraído de alguma propriedade da região.

Leia Também:  Marielle Franco é homenageada por Anitta em projeto internacional

Segundo o delegado da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, há indícios de que parte do defensivo encontrado seja falsificado e outra parte possivelmente roubado de alguma fazenda da região.

“As investigações estão bem avançadas para identificar e prender esse grupo criminoso que vem atuando na região de Diamantino, Sapezal, Campo Novo e outras cidades do interior. O material apreendido será trazido para Cuiabá e vamos checar lote por lote e confrontar com registros de ocorrências de furtos ou roubos na região”, disse.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA