MATO GROSSO

Preso em Minas Gerais um dos autores do homicídio de engenheiro em Juscimeira

Publicados

em


Um dos autores do homicídio que vitimou um engenheiro no município de Juscimeira foi preso no fim de semana, dentro da Operação Lake, deflagrada pela Delegacia da Polícia Civil para cumprir ordens judiciais no inquérito que apura as circunstâncias e os responsáveis pelo crime. O investigado G.R.S., de 41 anos, foi preso no município de Juiz de Fora, interior de Minas Gerais.

Ele foi parado em uma blitz realizada na rodovia que liga Minas Gerais ao Rio de Janeiro e na abordagem apresentou um documento falso. Contudo, pelo documento apresentado conter o nome da cidade de Rondonópolis, os policiais entraram em contato com a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município, que confirmou a real identidade do foragido e o mandado em aberto expedido pelo homicídio. Ele foi conduzido à Delegacia de Juiz de Fora, onde foi formalizado o mandado de prisão preventiva e aguardará na cidade mineira a autorização para recambiamento a Mato Grosso.

Na semana passada, a Delegacia da Polícia Civil de Juscimeira cumpriu três mandados de busca e apreensão em endereços residenciais de alvos investigados, além de outras duas prisões contra envolvidos no homicídio.

Leia Também:  Ex-vereador Cristiano Girão é preso acusado de ser mandante de assassinato

Durante a realização da operação, o delegado responsável pela investigação, Ricardo de Oliveira Franco, reuniu novas informações que levaram à identificação de mais um dos autores diretos do homicídio, cuja prisão foi representada à Justiça.

O inquérito segue para conclusão e será remetido posteriormente ao Poder Judiciário.

Crime

Edllyn Mascarenhas Sales, 35 anos, o ‘Buda’, foi morto em 03 de abril deste ano, durante uma briga generalizada em uma propriedade rural, às margens de um lago do rio São Lourenço. A vítima era bem conhecida na cidade e foi atingida com três disparos de arma de fogo, foi socorrida, mas morreu a caminho de uma unidade de saúde.

O crime ocorreu em um rancho que dá acesso ao lago, onde há várias propriedades. Na ocasião, diversas pessoas estavam confraternizando no local, em desacordo com medidas sanitárias decretadas do município para combate à disseminação da covid. Ocorreu uma colisão entre duas embarcações que estavam no lago e uma discussão entre as partes envolvidas. 

Leia Também:  Prazo para entregar declaração de bens e valores ao Estado termina neste sábado (31)

Quando os ocupantes das embarcações retornaram para a margem do rio, houve uma briga envolvendo um grupo de pessoas, com lesão corporal e disparos de arma de fogo. A vítima, que estava no local como convidada, foi tentar apartar a discussão e acabou atingida por três disparos, sendo dois na cabeça e um no tórax. O engenheiro foi socorrido, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital de Rondonópolis.

A equipe da Delegacia da Polícia Civil de Juscimeira iniciou as investigações e apurou informações sobre a arma utilizada no crime e também realizou oitivas com diversas pessoas, entre elas possíveis suspeitos, testemunhas e parentes da vítima que estavam no local. 

A Operação Lake contou com apoio da Delegacia Regional de Rondonópolis.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Projeto convida população a participar de lives sobre cultura popular cuiabana

Publicados

em


Com a conclusão da primeira etapa, o projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” entra na segunda fase de trabalho, que será a realização de lives com equipe de pesquisadores, comunidades e lideranças comunitárias. As transmissões ocorrem nos dias 3 e 17 de agosto, e 21 de setembro, às 19h30, via página do Facebook do Instituto INCA – Inclusão, Cidadania e Ação.

As lives serão abertas ao público em geral, que poderá participar enviando perguntas durante a transmissão. O projeto propõe a participação pública, afim de que a população conheça e reconheça a importância de salvaguardar esses locais, os quintais da cultura cuiabana, para que eles consigam ser sustentáveis.

A ação antecipa as discussões que serão levadas ao Fórum de Políticas Públicas, a ser realizado no dia 16 de outubro. O fórum reunirá entidades governamentais e organizações sociais, com palestras sobre Patrimônio Cultural e Economia Criativa, com a finalidade de propor políticas públicas para o setor.

Quintais da Cultura

O projeto “Quintais da Cultura Popular Cuiabana” tem como objetivo realizar um mapeamento diagnóstico e inventário de 10 quintais que preservam a cultura popular da cidade de Cuiabá, incluindo a região urbana e rural. Além de registrar a variedade de saberes, ofícios e celebrações que existem nos quintais cuiabanos.

Leia Também:  Homem que matou irmão há 20 anos em RO é preso pela Polícia Civil no interior de MT

“A proposta é divulgar e reconhecê-los como território criativo, além de reativar quintais sem atividade e estimular a participação da comunidade, sobretudo os mais jovens, realizando ações de formação e engajamento”, diz a presidente do Instituto INCA, Cybele Bussiki.

O projeto é realizado pelo Instituto INCA – Inclusão, Cidadania e Ação, patrocinado pelo Governo do Estado de Mato Grosso por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), via emenda parlamentar do deputado estadual Dilmar Dal Bosco, e conta com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e parceria do grupo Caleidoscópio da UFMT.

Serviço

Quintais da Cultura Popular Cuiabana – Lives

Data: 03 e 17 de agosto, e 21 de setembro

Horário: 19h30

Local: transmissão via página do Facebook do Instituto INCA

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA