MATO GROSSO

Órgãos e entidades ligadas ao setor educacional se reúnem para dialogar sobre políticas públicas

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) apresentou o protocolo de volta às aulas presenciais da rede estadual para os membros do Fórum Estadual da Educação (FEE), durante reunião extraordinária. Representantes de 13 entidades ligadas à educação participaram por videoconferência. 

Os protocolos de biossegunrança, os repasses para que as escolas estaduais façam a compra dos insumos para as medidas de prevenção ao novo coronavírus e as mudanças pedagógicas para recuperar o aprendizado dos alunos fazem parte do planejamento apresentado na reunião de quinta-feira passada (19.11).

O secretário de Estado de Educação (Seduc-MT) e coordenador do Fórum, Alan Porto, ressalta a importância do caráter propositivo do Fórum, como um espaço para sugestões, diálogo, e alinhamento de ações.

“Vamos ter muitas melhorias no processo de avaliação continuada, na área pedagógica, e de infraestrutura para melhorar a aprendizagem. Vamos chamar as instituições para trabalharem junto com a gente. Queremos contar com a Universidade, com os municípios, com os assessores pedagógicos, para todas as ações que serão desencadeadas pela Secretaria no próximo ano”, explica.

Leia Também:  Operação Dispersão identifica aglomerações, consumo de droga e foragidos foram capturados

Ampliação da EJA

Na ocasião, o secretário esclareceu que haverá uma remodelagem para a ampliação da oferta da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no estado. “Adianto que vamos fazer uma remodelagem. A nossa proposta é ampliar o atendimento do Ensino de Jovens e Adultos, a nossa equipe está finalizando o trabalho que vai mostrar como vai funcionar a ampliação de oferta para todas essas unidades. Assim que houver este estudo finalizado nos apresentaremos para o Fórum”, garante.

Também foi comunicado o envio do Plano Estadual de Educação (PEE) para a Assembleia Legislativa por parte do Governo do Estado. O documento foi construído em 2017 com a participação de representantes de setores educacionais, e reformulado para alinhamento com o Plano Nacional de Educação, e com base em pareceres da Procuradoria Geral do Estado, e Tribunal de Contas do Estado.

O Fórum tem como função coordenar a elaboração e acompanhar a execução do Plano Estadual de Educação, e promover o debate permanente sobre as Políticas da Educação do Sistema Estadual de Ensino.

Fazem parte do Fórum: Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Seciteci), Conselho Estadual de Educação (CEE), União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (UNDIME), Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (SINTEP), Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (ADUNEMAT), Sindicato dos Trabalhadores e Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso (SINTRAE), Sindicato dos Servidores Públicos da Educação Profissional e Tecnológica de Mato Grosso (SINPROTEC/MT), União Mato-Grossense dos Estudantes (UMTE), União Estadual dos Estudantes (UEE) e a Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE).

Leia Também:  Butantan cobra resposta da Saúde sobre compra de novas doses da CoronaVac
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Terça-feira (26): Mato Grosso registra 210.567 casos e 5.019 óbitos

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (26.01), 210.567 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.019 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.563 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 210.567 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.696 estão em isolamento domiciliar e 196.826 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 273 internações em UTIs públicas e 307 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 67,92% para UTIs adulto e em 35% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (45.776), Rondonópolis (14.034), Várzea Grande (13.898), Sinop (11.118), Tangará da Serra (9.225), Sorriso (9.077), Lucas do Rio Verde (8.440), Primavera do Leste (6.428), Cáceres (4.908) e Nova Mutum (4.421).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Novas variantes do coronavírus levantam incertezas sobre as vacinas

O documento ainda aponta que um total de 181.247 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 516 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última segunda-feira (25), o Governo Federal confirmou o total de 8.871.393 casos da Covid-19 no Brasil e 217.664 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 8.844.577 casos da Covid-19 no Brasil e 217.037 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de terça-feira (26).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Butantan cobra resposta da Saúde sobre compra de novas doses da CoronaVac

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA