MATO GROSSO

Orçamento de 2021 prevê investimentos de R$ 2,1 bilhões

Publicados

em


As diretrizes do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021 foram apresentadas nesta terça-feira (24.11) para deputados estaduais e representantes da sociedade civil mato-grossense pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo. A primeira audiência pública para debater o tema foi realizada de forma on-line pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa (CCJR).

De acordo com o secretário Gallo, a LOA apresentada ao povo mato-grossense é histórica. “Pela primeira vez depois de alguns anos estamos apresentando uma LOA equilibrada que não gerou déficit, assim como não gerou em 2020, em função da execução que foi feita com muita responsabilidade. Vai ser um ano histórico, porque vai gerar investimentos, gerar valores, gerar serviços ao cidadão mato-grossense”, explica.

O secretário apontou que 2021 será um ano tranquilo, mas de muito trabalho, transformando o estado de Mato Grosso em um grande canteiro de obras e serviços de qualidade aos cidadãos das 141 cidades do Estado. Estão previstos no PLOA em torno de R$ 2,1 bilhões em investimento para todas as áreas de infraestrutura, com a implantação de pontes, estradas, a construção de três hospitais regionais, ampliação de penitenciárias. Na educação há previsão de investimentos na climatização de 300 escolas que ainda não dispõe de ar condicionado e reformas estruturais.

Leia Também:  Mais de 2 mil vagas de emprego estão disponíveis no Sine nesta nesta semana

“A Lei Orçamentária é uma peça, como a de uma pessoa que projeta a sua vida para o ano seguinte. Ela estima quanto o Estado vai arrecadar, e quais são as despesas necessárias para devolver ao cidadão aquilo que foi arrecadado pelo Estado em todas as áreas”, afirma o secretário.

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), destacou o fato de o PLOA ser bem detalhado e enxuto, ao contrário do que foi feito em anos anteriores. Outro ponto avaliado positivamente pelo presidente da CCJR é o equilíbrio.

“A Assembleia Legislativa aprecia pela primeira vez um grande equilíbrio nas contas, nas despesas e na arrecadação do governo. Quer dizer você traz aí para dentro do Estado, não só equilíbrio, mas investimentos. A pessoa lá na ponta, em Vila Bela, Colniza, Vila Rica, em Curvelândia, ele quer também um investimento, a presença do governo a desconcentração dos serviços públicos, os hospitais regionais que vão ser construídos no Estado”, relata Dilmar Dal Bosco.

Leia Também:  Projeto prevê diretrizes de atenção às pessoas com doença renal

O deputado estadual Wilson Santos, que está em seu quarto mandato, diz que a Assembleia Legislativa está vivendo um momento único.

“É o momento em que o Estado começa a colher frutos da coragem de ter tomado medidas impopulares e aplicado remédios amargos. É isso que o cidadão que paga impostos quer, é isso que o empresário que gera empregos e paga impostos espera do governo, que o governo seja governado de forma austera rigorosa, e que os frutos deste rigor possam ser convertidos em ações que beneficiam a sociedade. É asfalto que avança. São os hospitais que estão sendo construídos e climatização de todas as escolas andando, é transparência. Isto é um momento histórico para Mato Grosso”, comemora Wilson Santos.

Na próxima quinta-feira (26), às 09h também de forma online, será realizada a segunda audiência pública. Novamente será apresentada pelo secretário Rogério Gallo, acompanhado pelo secretário adjunto do Orçamento da Sefaz, Ricardo de Almeida Capistrano .

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Nova escola fica pronta e diretor afirma que espaço é ‘motivador’

Publicados

em


O novo prédio da Escola Estadual Vereador Bento Muniz, em Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte de Cuiabá), está pronto. São 12 salas de aula, quadra poliesportiva, refeitório, cozinha, parte administrativa, banheiros, instalações hidrossanitárias, elétricas, de segurança, prevenção e combate a incêndio e pânico, e acessibilidade.

Foram investidos R$ 3.764.356,31, sendo R$ 1,8 milhão do Governo do Estado, por meio do Programa Mais MT, e o restante da União. A escola, que completou 30 anos no dia 28 de agosto de 2020, agora terá capacidade para atender 720 alunos do 2º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ano do Ensino Médio, nos períodos matutino e vespertino.

“O novo prédio é um ambiente escolar mais acolhedor, moderno, com muitos outros recursos que nós não tínhamos aqui, como quadra poliesportiva, laboratórios, praça, estacionamento, entre outros”, disse o diretor da escola, Jair Pereira da Cruz.

Ele reforça a importância de um ambiente adequado para estudantes e professores, e o quanto isso pode trazer benefícios para a parte educacional. “Receber uma escola nova para desenvolver nossas atividades educacionais é muito motivador! Nosso desafio é aproveitar da melhor maneira possível esse espaço, melhorando a qualidade do ensino e preservando o patrimônio público”, declarou.

Leia Também:  Todos os trabalhadores do Centro de Triagem serão imunizados contra a Covid-19

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto reforça que os investimentos não param só na infraestrutura, mas serão feitos também na tecnologia e na área pedagógica. O objetivo é ampliar o nível de aprendizagem dos estudantes.

“A educação é prioridade do Governo do Estado. Só pelo Programa Mais MT serão R$ 936 milhões para serem investidos em 2021 e 2022. Tenho certeza que vamos transformar a educação, melhorando nossos índices”.

História

A escola foi construída em 1989 pela administração municipal de Tangará da Serra e cedida para o Estado no ano seguinte.

O nome da escola é uma homenagem a Bento Muniz, falecido em 1977, e considerado um dos pioneiros de Tangará da Serra. Ele se mudou de Tupã (SP) para o município mato-grossense para gerenciar a empresa Tupã Agricultura Ltda. Com o tempo, exerceu funções como juiz de paz, inspetor de menores e vereador, consolidando-se como figura importante para a população.

“Deixou seu nome marcado na história da cidade e é sempre lembrado como um homem valoroso que expressou em sua vida princípios de trabalho, solidariedade, acolhimento, humanização e honestidade o que lhe rendeu a homenagem de patrono desta instituição de ensino”, explicou Jair.

Leia Também:  SES reúne diretores de Hospitais Regionais para planejar ações prioritárias em MT
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA