MATO GROSSO

Mato Grosso recebe reforço da Força Nacional para combater crimes ambientais

Publicados

em


Após a solicitação do Governo de Mato Grosso, o Ministério da Justiça e Segurança Pública enviará no mês de agosto agentes da Força Nacional de Segurança Pública para combate a queimadas, incêndios florestais, e desmatamento ilegal. O reforço integra a chamada Operação Guardiões do Bioma, deflagrada pelo Governo Federal para proteger o Bioma Amazônia.

O apoio da Força Nacional se soma aos esforços de todos os órgãos que trabalham em conjunto neste período de estiagem. A secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, avalia que esta é uma parceria que vai dar continuidade ao trabalho bem-sucedido de combate aos crimes ambientais que começou em julho, com o apoio do Exército Brasileiro à Operação estadual Amazônia.

“O reforço da Força Nacional é importantíssimo para Mato Grosso. Contribuiu muito quando esteve no estado no mês de julho, onde alcançamos uma redução de 60% nos alertas de desmatamento em comparação com o mesmo mês do ano passado, intensificando a fiscalização nos municípios que mais desmatam. A expectativa é de que este trabalho conjunto possa nos auxiliar a combater de modo ainda mais efetivo o desmatamento ilegal, os incêndios florestais, e a implementar a política de tolerância zero com os infratores”, explica.

Leia Também:  Municípios de Mato Grosso serão premiados por projetos de boas práticas de gestão pública

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (03.09) estabelece que os agentes empregados nas ações atuarão também em “atividades de defesa civil, defesa do meio ambiente e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade [segurança] das pessoas e do patrimônio”.

O quantitativo de efetivo que virá para o Estado, bem como os locais em que serão realizadas as intervenções ainda serão definidos de modo estratégico. O governo federal também enviará reforços para o estado da Amazônia, que também detém em seu território a Amazônia Legal.

Em Mato Grosso, o desmatamento ilegal e incêndios são combatidos o ano todo, com investimentos de R$ 73 milhões.O Estado autua infratores, apreende maquinários, e monitora em tempo real por meio do Sistema de Monitoramento por Satélites Planet toda a alteração de vegetação no território estadual.

O uso do fogo em áreas rurais segue proibido para qualquer finalidade em todo o território de Mato Grosso até 30 de outubro de 2021, conforme o decreto estadual  nº 938/2021. O uso do fogo em áreas urbanas é proibido o ano todo.

Leia Também:  Sábado (16): Mato Grosso registra 542.919 casos e 13.882 óbitos por Covid-19

A portaria ministerial nº372 pode ser acessada CLICANDO AQUI.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Ensino e tecnologia: proposta do Novo Ensino Médio é apresentada a estudantes da rede estadual

Publicados

em


Entre experiências que exemplificam a química e física em ações do dia a dia, aproximadamente 700 estudantes da rede estadual de ensino vivenciaram de forma divertida a importância da ciência e tecnologia. A ação pedagógica marca a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), na última terça-feira (20.10). Com a participação do grupo Ciência em Show, o objetivo foi estimular e promover que alunos dos 8º e 9º anos pudessem conhecer sobre as práticas tecnológicas do Novo Ensino Médio.

“Quando pensamos em profissão do futuro, compreendemos que há inúmeras possibilidades de desenhar nosso projeto de vida. Proporcionar esse conhecimento antes mesmo de chegar ao Ensino Médio é uma forma de os nossos estudantes conhecerem as possibilidades da nova formação com foco na tecnologia”, disse a superintendente de Educação Básica da Seduc, Elina Fernandes. Para ela, a ação possibilita a popularização de novas perspectivas no planejamento de vida.

Convidado especialmente para exemplificar a química e física nas práticas cotidianas, quem divertiu e ensinou os estudantes foi o grupo Ciência em Show.

Ana Ralston, uma das integrantes apresentadoras do grupo, elucida que a formação dos estudantes não ocorre repentinamente, e relata que a escolha de cursos técnicos precisa ser estimulada desde cedo.

Leia Também:  Aeroporto Internacional de Campo Grande recebe nome de Ueze Elias Zahran

“O grupo Ciência em Show nasceu como forma de mostrar para alunos de todos os anos que a ciência está em todos os lugares a exemplo de uma ida à lavanderia, ao observar a máquina de lavar. E isso é importante porque ninguém pensa do dia para noite ‘quero fazer técnico em eletromecânica’. Então, quando cativamos os alunos para o mundo tecnologia, o quanto antes os incentivamos, melhor será conduzido o protagonismo na vida profissional dos jovens”, destaca Ralston.

Para Maria Fernanda, estudante do 8º ano da Escola Estadual Dr. Mário de Castro, no bairro Pedra 90, em Cuiabá, a experiência valeu para repensar o aprendizado das ciências na escola. “Amei participar do evento. Saio daqui mais animada para aprender e, se pudesse, eu queria que todas as aulas fossem divertidas assim”.

As atividades contaram também com a apresentação dos cursos técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, parceiro da Seduc na implementação da matriz curricular tecnológica do Novo Ensino Médio. Na ocasião, o Centro Universitário Univag também apresentou o lançamento dos novos cursos técnicos previstos para 2022.

Ensino e Tecnologia

A Referência Curricular do Novo Ensino Médio foi homologada em maio deste ano e publicado em Diário Oficial por meio da Portaria Nº 356/2021. O Novo Ensino Médio começa a ser implementado em Mato Grosso a partir de 2022 para os estudantes do 1º ano.

Leia Também:  MT Hemocentro intensifica coletas externas de doação de sangue

O Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação, investirá mais de R$ 214 milhões para implementação dos itinerários profissionalizantes e projeto de vida. Serão 23 escolas com cursos profissionalizantes no Ensino Médio, 30 escolas com Maker Space e também 30 escolas com Laboratório de Robótica.

A apresentação dos cursos profissionalizantes aos futuros estudantes do Novo Ensino Médio é mais uma estratégia desenvolvida pela Secretaria de Estado de Educação na apresentação das novas habilidades profissionais que exigem conhecimento de tecnologia e inovação.

Ações que serão desenvolvidas pela contratação direta de empresas de educação para prestação de serviços especializados na implantação de Salas de Robótica Educacional, implantação e operação de Laboratórios de Prototipagem Digital (Maker) e oferta de Cursos de Educação Profissionalizante, compreendendo atendimento aos eixos estruturantes do Programa Profissão 4.0 para os estudantes do Ensino Fundamental Anos Finais (6º ao 9º) e Ensino Médio (1º ao 3º) da Rede Pública de Ensino do Estado de Mato Grosso.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA