MATO GROSSO

Gefron prende quatro pessoas e apreende 56 quilos de drogas no fim de semana

Publicados

em


.

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) prendeu quatro pessoas em ações realizadas neste fim de semana, na fronteira do Brasil com a Bolívia. As atividades repressivas ocorreram no município de Pontes e Lacerda (a 445 km ao Oeste de Cuiabá) e na região do Posto Limão, em Cáceres (217 km a Oeste de Cuiabá).

Durante a ação foram apreendidos 56 tabletes de substância análoga a cocaína e armas e fogo. O prejuízo ao crime ultrapassa R$ 1 milhão.

Por volta das 20h de sábado (04.07), na zona rural de Pontes e Lacerda, os policiais do Gefron avistaram cinco pessoas em atitude suspeita caminhando por um pasto sentido Bolívia – Brasil. Diante dos fatos, foi emitida a ordem de parada aos suspeitos, que revidaram e efetuaram disparos contra a equipe policial.

Os profissionais seguiram as buscas e, mais a frente, foi localizado dois homens feridos. Os suspeitos foram encaminhados para o hospital Vale do Guaporé, na cidade de Pontes e Lacerda, mas não resistiram. Ambos possuíam antecedentes criminais.

Leia Também:  GAP impede ‘salve’, apreende pistola e prende cinco pessoas em Sinop

Também foram encontrados junto aos suspeitos 56 tabletes de substância análoga a cocaína, duas armas de fogo e várias munições deflagradas e intactas. Diante dos fatos, o material apreendido foi encaminhado para Delegacia de Polícia Federal em Cáceres.

Já na madrugada de domingo (05.07), na BR- 070, região do Posto Limão, os policiais abordaram um veículo com quatro ocupantes. Foram realizadas buscas, pessoal e veicular, que resultaram na localização de três espingardas, sendo uma de calibre 22, uma de pressão e a outra adaptada para calibre 22, sem marca e numeração. 

Aos policiais, o condutor do veículo informou que as armas eram de sua propriedade. Diante dos fatos, os suspeitos e as armas foram encaminhados para a Delegacia Especial de Fronteira (Defron), no município de Cáceres, para as devidas providências. 

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

SES realiza mutirão de cirurgias eletivas no Hospital Estadual Santa Casa

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) irá promover o primeiro mutirão de cirurgias eletivas após o início da pandemia da Covid-19. O Hospital Estadual Santa Casa realizará 55 cirurgias gerais entre sexta-feira (24.09) e sábado (25.09) – serão realizadas cirurgias de hérnia e vesícula. 

Para dar celeridade ao processo pré-operatório, a unidade hospitalar também oferecerá, nos dias 23 e 24 de setembro, um mutirão de consultas ambulatoriais em cirurgia geral. O atendimento aos pacientes seguirá a ordem de espera do Sistema de Regulação. 

Os mutirões integram o Programa Mais MT Cirurgias, anunciado em julho de 2021 pelo Governo de Mato Grosso. Com a queda na taxa de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19, a SES destinou parte dos leitos do Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, para a execução do Plano Estadual de Retomada de Cirurgias Eletivas. 

A proposta do Plano é orientar as gestões municipais e unidades hospitalares para o retorno consciente e seguro dos procedimentos eletivos ambulatoriais, clínicos e cirúrgicos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso. 

Leia Também:  Domingo (19): Mato Grosso registra 531.303 casos e 13.714 óbitos por Covid-19

Neste contexto, o Governo do Estado convidou prefeitos e secretários de Saúde dos 141 municípios a atualizarem a lista de espera por cirurgias eletivas, para que, de forma gradativa e articulada, seja possível intensificar a realização de procedimentos não urgentes. 

O Programa Mais MT Cirurgias prevê um investimento de R$ 105 milhões e tem como objetivo reduzir drasticamente a fila por procedimentos eletivos no Estado.

Contexto

As cirurgias eletivas estiveram suspensas por mais de um ano em Mato Grosso. A medida foi adotada por meio de Decreto Estadual nº 413 de 18 de março de 2020, que visou à priorização do atendimento aos pacientes com coronavírus e à prevenção da superlotação de leitos hospitalares nas redes pública e privada. 

Com um quadro mais favorável devido à queda da taxa de ocupação de leitos exclusivos para o tratamento do Covid-19, o Governo revogou o decreto do ano passado por meio de outro decreto publicado em julho deste ano.

Atualmente, o Estado registra uma ocupação de 41% dos leitos de UTI e 14% dos leitos de enfermaria específicos para Covid-19 pelo SUS em Mato Grosso.

Leia Também:  Grupo de trabalho poderá acompanhar implementação da Lei de Cotas para Pessoas com Deficiência
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA