MATO GROSSO

Carreta MT Ciências completa 3 anos com mais de 80 mil visitas e cerca de 20 mil km rodados por 22 cidades

Publicados

em


Inaugurada em novembro de 2017, a carreta do projeto MT Ciências completa três anos com quase 20 mil quilômetros rodados por Mato Grosso e outros estados, somando mais de 80 mil visitas à maior mostra científica itinerante do país, idealizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci).

O secretário da Seciteci, Nilton Borgato, explica que a carreta foi um projeto ousado e grandioso, se consagrando no maior circuito itinerante de popularização da ciência do país.

“Somente em Minas Gerais há uma unidade móvel no mesmo padrão da carreta ‘MT Ciências’, mas a de Mato Grosso é a maior. Este projeto proporciona experiências interessantes tanto para adultos, quanto para crianças e adolescentes, pois desperta a curiosidade pela tecnologia, inovação e ciência, agregando diversão com conhecimento”, ressaltou o gestor.

Segundo a superintendente de Desenvolvimento Científico Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, a carreta contribui para despertar nas pessoas o interesse pela ciência e mostrar a importância de grandes descobertas da humanidade.

“Ao longo destes três anos a carreta vem se consagrando num poderoso instrumento de popularização da ciência, percorrendo quase 20 mil quilômetros, ao levar experimentos científicos para 22 cidades, sendo 20 em Mato Grosso, além da capital paulista e Campo Grande, oportunizando o conhecimento para milhares de pessoas”, disse.

Leia Também:  Cuiabá Esporte Clube representará Mato Grosso na série A do Brasileirão

A coordenadora de Popularização da Ciência da Seciteci, Marilene Passos, explica que neste ano, a carreta recebeu visitas presenciais somente de janeiro a março, quando iniciou a pandemia.

“Quando começou a pandemia, tivemos que nos readequar e por isso desde então o projeto tem sido apresentado virtualmente. Para o próximo ano a ideia é retomar as atividades presenciais, com os devidos cuidados, com um número reduzido de pessoas dentro da carreta, para evitar aglomerações, além de medir a temperatura dos visitantes, exigir o uso de máscara e álcool gel”, falou.

Além de toda a sociedade, excursões escolares e público em geral, a carreta já recebeu a visita do nosso governador, Mauro Mendes, secretários municipais e estaduais, prefeitos, deputados estaduais e federais, ministros, o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), entre outras autoridades.

A equipe do MT Ciências recebeu mensagens de diversas pessoas que participaram ativamente do projeto ou visitaram a carreta. Os vídeos foram publicados no Instagram do MT Ciências, quem quiser assistir aos depoimentos, pode acessar AQUI.

O projeto

A estrutura do projeto MT Ciências é composta por uma carreta com baú adaptado, dividida em quatro salas de visitação, com 22 instalações, relacionadas a biologia, física e matemática, como o gerador Van de Graaff, o tubo de kundt, um jogo de plasma e os painéis oculares com figuras da fauna e flora de Mato Grosso. Além de um escritório e um auditório.

Leia Também:  Sábado (23): Mato Grosso registra 207.747 casos e 4.954 óbitos por Covid-19

A carreta ainda tem a representação do rio Cristalino, os biomas mato-grossenses, a bicicleta geradora de energia (que transforma energia cinética em energia elétrica), o painel de pinos e o túnel de espelho infinito.  

Na parte externa existem duas tendas infláveis, sendo uma com 10 experimentos e outra com as novas tecnologias, como óculos de realidade virtual, tablets, drone e impressora 3D.

Ainda integrando o circuito externo, tem o planetário digital que atrai os visitantes por proporcionar uma imersão nos vídeos projetados em 360º onde são abordados conceitos de astronomia.

Ao todo, são 32 instalações que tratam de temas do conhecimento multidisciplinar e sensibilizam os visitantes para a importância da ciência e da biodiversidade do Estado. 

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Terça-feira (26): Mato Grosso registra 210.567 casos e 5.019 óbitos

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (26.01), 210.567 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.019 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.563 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 210.567 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.696 estão em isolamento domiciliar e 196.826 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 273 internações em UTIs públicas e 307 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 67,92% para UTIs adulto e em 35% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (45.776), Rondonópolis (14.034), Várzea Grande (13.898), Sinop (11.118), Tangará da Serra (9.225), Sorriso (9.077), Lucas do Rio Verde (8.440), Primavera do Leste (6.428), Cáceres (4.908) e Nova Mutum (4.421).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  "Meta é entregar 41 mil títulos de regularização fundiária até 2022", afirma presidente do Intermat

O documento ainda aponta que um total de 181.247 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 516 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última segunda-feira (25), o Governo Federal confirmou o total de 8.871.393 casos da Covid-19 no Brasil e 217.664 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 8.844.577 casos da Covid-19 no Brasil e 217.037 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de terça-feira (26).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  PM recupera carreta com 50 toneladas de defensivo agrícola roubado no estado do Pará

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA