MATO GROSSO

Brava Festival realiza exposição com mais de 60 obras produzidas por artistas negras

Publicados

em


Está aberta para visitações a exposição Brava, o primeiro festival de artes visuais de mulheres negras realizado em Mato Grosso. São mais de 60 esculturas, cerâmicas, pinturas em tela, ilustrações em aquarela, artes digitais, fotografias e artesanatos expostos até o dia 21 de maio, de segunda a sexta, das 08h às 17h, no Museu de Imagem e Som de Cuiabá (MISC), situado na Rua 7 de Setembro, 1 – Centro Norte, Cuiabá – MT. 

As obras apresentam uma diversidade de técnicas, estéticas e possibilidades criativas. Ao todo, 10 mulheres artistas negras expõem seus trabalhos no Museu de Imagem e Som de Cuiabá – MISC.

A exposição é uma das ações do projeto “Brava – Festival de Artes Visuais de Mulheres Negras”, contemplado pelo edital Circuito Mostras e Festivais da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

A maior parte das artes são feitas por artistas mato-grossenses. Patty Wolf, Hiasmyn L e Rosa Argilosa foram as artistas convidadas pela curadoria. Foram convidadas três artistas graffiteiras, ilustradoras digitais e artistas plásticas de Teresina (PI), São Paulo e Rio de Janeiro. Também foram selecionadas através de convocatória pública a fotógrafa Carina Valéria, a artesã Maria Auxiliadora, a ilustradora Elaine Fogaça e a designer digital Lia Amazonas.

“O festival não busca, necessariamente, apresentar um panorama da diversidade artística negra. Tão pouco se trata de uma seleção com as principais personalidades negras do cenário regional e nacional. Com todo respeito às nossas ancestrais, nesta ocasião queremos conversar principalmente com as adolescentes e jovens negras. Para isso, a curadoria procurou artistas negras também jovens, em quem podemos nos referenciar. Queremos reunir mulheres estreantes com mulheres experientes. Queremos apresentar para as adolescentes negras, que desenham no caderno agora, que elas podem ser artistas valorizadas e reconhecidas em um futuro muito próximo”, afirma Hiasmyn L, idealizadora do festival.

Leia Também:  Prefeitura realiza blitz educativa alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Todas as medidas de biossegurança estão sendo mantidas. O uso de máscaras é obrigatório, e é disponibilizado álcool gel na entrada da exposição. Também é permitido o máximo de 08 pessoas dentro das salas, mantendo o distanciamento mínimo de 02 metros. A exposição presencial conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer de Cuiabá, que disponibilizou o espaço do MISC.

Visitas guiadas presenciais e virtuais

O Brava Festival realiza visitas guiadas. Para isso basta entrar em contato com a organização do evento e reservar o horário de sua preferência, pelo instagram: www.instagram.com/bravafestival. A exposição também atende grupos de instituições públicas e privadas por meio de visitas virtuais por videoconferência guiadas por uma arte-educadora.

As escolas e instituições de todo estado de Mato Grosso que estiverem interessadas em agendar uma visita online, podem entrar em contato pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone (65) 98150-0520. Nas visitas online os participantes poderão aprender mais sobre as diferentes técnicas de artes visuais e sobre o trabalho de cada artista negra que expõe no festival.

Leia Também:  Governo e Prefeitura implementam atividade delegada de militares em Campo Novo do Parecis

Após o encerramento da exposição presencial, será disponibilizada a exposição virtual, na qual as obras poderão ser visualizadas também no site do Brava Festival.

Brava Festival

Além da exposição, o Brava Festival já realizou oficinas, performances, palestras, consultorias e debates online, voltados à capacitação profissional de artistas de Mato Grosso. Foram abordados temas como: possibilidades de atuação no mercado das artes; pautas sociais no processo criativo; estilo estético e criação de redes colaborativas. Todas as ações formativas estão disponíveis no site www.bravafestival.com.br.

Serviço

Exposição de Artes Visuais “Brava”

Data: aberta até 21 de maio de 2021

Horário: 08h às 17h (de segunda a sexta-feira)

Local: Museu de Imagem e Som de Cuiabá (MISC)

Endereço: Rua 7 de Setembro, 1 – Centro Norte, Cuiabá – MT

Classificação: Livre (Uma sala com classificação 16 anos)

Informações: instagram.com/bravafestival

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Comandantes regionais discutem investimentos e redução dos índices de roubos e homicídios

Publicados

em


Comandantes regionais e das unidades da Polícia Militar se reuniram nesta sexta-feira(15.05), no Quartel do Comando Geral, em Cuiabá, para discutir temas como redução dos índices criminais, investimentos em fardamento, armamentos, infraestrutura, padronização de procedimentos, entre outras questões.

Na abertura da reunião, o comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, parabenizou os comandantes regionais pelo empenho nas ações preventivas e de repressão à violência apontando os resultados alcançados. Assis citou como exemplo o aumento na apreensão de drogas, que nos dados gerais passou dos 150%. Já a queda dos índices de homicídios e roubos, de 31% e 24%, em 2019 e 2020, também foi abordada e elogiada pelo comandante.

Ele também salientou o esforço coletivo dentro da instituição para cumprir a missão de prevenir a Covid-19, orientando e fazendo a população entender a necessidade do cumprimento das medidas restritivas.

No caso dos homicídios dolosos, os comandos regionais com maiores percentuais de redução foram: 5º Comando Regional de Barra do Garças, com queda de 31%; 6º Comando Regional de Cáceres, com 24%; e 15º Comando Regional de Peixoto de Azevedo, com 22%.

Leia Também:  Sesp-MT vistoria área que irá abrigar novo Centro de Detenção em Barra do Garças

Nos índices de roubos a redução foi maior de 45%, no 3º Comando Regional, com sede em Sinop, seguido do 4º CR de Rondonópolis, onde registrou queda de 38%. Terceiro colocado, o 2º CR de Várzea Grande, computou 36% a menos no número de roubos.

De acordo o com coronel Carlos Eduardo Pinheiro da Silva, subchefe de Estado Maior Pinheiro, esses encontros presenciais ocorrem semestralmente, mas por causa da pandemia vinham sendo realizados de forma virtual.

Esse encontro é o primeiro presencial desde o agravamento dos índices da Covid-19. “São importantíssimos para a troca de informações, avaliação do planejamento e a adoção de novas estratégias de policiamento,conforme as necessidades apresentadas”.

Sobre o fardamento, o coronel Pinheiro explicou que o processo de aquisição pelo Governo do Estado está sendo finalizado, incluindo os destinados para as unidades especializadas. Em breve todos os policiais estarão usando as novas fardas. Além de mais conforto aos policiais, o fardamento instituíra a identidade visual do efetivo.

Os coronéis Assis, Pinheiro e Francyanne entregaram certificados de reconhecimento aos comandantes dos CR’s que contribuíram no resultado de queda dos índices criminais. Receberam os certificados por maior dedução de roubos os comandantes: Wesney Sodré(3º CR), Wendel Sódré(4º CR) e Wankley Rodrigues(2ºCR). Pela queda dos índices de homicídios dolosos os comandantes:  Souza(5º CR), Tapajós (6º CR) e James Ferreira(15ºCR).

Leia Também:  Polícias Militar e Civil resgatam jovem vítima de sequestro em Tangará da Serra

 

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA