MATO GROSSO

“A Arena Pantanal está linda e nos trouxe muita sorte”, disse Pablo Milad, presidente da Federação Chilena

Publicados

em


“A Arena Pantanal está linda e nos trouxe muita sorte hoje”, disse Pablo Milad, presidente da Associação Nacional de Futebol do Chile, após a vitória de 1 a 0 sobre a Bolívia, pela segunda rodada da Copa América, nesta sexta-feira (18.06).

Ao todo, o estádio mato-grossense vai sediar cinco partidas na fase de grupos. O campeonato segue sem público, sem aglomeração e cumpre rigorosos protocolos de biossegurança impostos pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

“A Arena Pantanal funciona como uma bolha; as pessoas só entram testadas”, enfatizou o secretario de Cultura, Esporte e Lazer, Beto Dois a Um. As medidas visam garantir a integridade das delegações, organizadores, imprensa e policiais que trabalham no evento.

“Todos, sem exceção, têm que passar por testes de Covid-19 a cada 48 horas, do tipo RT-PCR, considerado padrão-ouro no diagnóstico da doença. Para o próximo jogo, por exemplo, que ocorrerá na segunda-feira (21) [entre Uruguai e Chile], todos passarão por novos testes neste sábado (19). Os protocolos estão realmente rígidos e a Copa América em Mato Grosso segue com toda segurança e tranquilidade”, ressaltou o gestor. 

Segurança pública 

Leia Também:  Domingo (01): Mato Grosso registra 490.574 casos e 12.795 óbitos por Covid-19

Desde a chegada das delegações esportivas em Cuiabá, um forte esquema de segurança foi montado em cada traslado das equipes – antes e após a partida – e ao redor do complexo esportivo – no dia do jogo – para evitar qualquer tipo de aglomeração. Todos os policiais envolvidos no esquema de segurança estão vacinados contra a Covid-19 ou tiveram que passar por testes para identificar se estão ou não com vírus ativo.

Forças de segurança organizaram o fechamento do entorno da Arena Pantanal e dos locais de treino das seleções, ruas de acesso ao estádio e de treinamento, escolta do aeroporto e nos hotéis. Não houve nenhum tipo de ocorrência policial antes, durante e após a partida.

Para a partida entre Chile e Bolívia foram empregados membros da Polícia Militar, Politec, Polícia Penal, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Além de outros servidores integrantes da Defensoria Pública, Secretaria de Estado de Segurança Pública, Ministério Público e Poder Judiciário, por meio do Juizado do Torcedor e de Grandes Eventos.

Leia Também:  Atendimento ao público na sede do Detran-MT será suspenso final da tarde de terça (03)

Além desses, também houve emprego do efetivo de servidores do Samu, da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá e da Guarda Municipal de Várzea Grande.

A Arena Pantanal 

No domingo passado, durante a abertura da Copa América na Arena Pantanal, o vice-presidente da Conmebol, Ramón Jesurún Franco, realçou as qualidades do estádio mato-grossense.

“A Arena Pantanal é um cenário precioso, lindo, um dos melhores estádios do mundo. Estamos muito felizes em poder estar em Cuiabá”, destacou, à ocasião.

Recentemente, Carlos Alves, coordenador da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também esteve em Cuiabá para conferir as adequações da Arena Pantanal para o Campeonato Brasileiro. A Arena renovada chamou a atenção da CBF, fazendo com que o estádio mato-grossense fosse selecionado para sediar a Copa América.

“O Governo de Mato Grosso está dando um tratamento à altura para esse estádio de Copa do Mundo, um merecido estádio. Parabéns pelas reformas realizadas. A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer está realizando eu excelente trabalho”, disse Carlos Alves, coordenador da CBF.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Saúde Estadual realiza ciclo de palestras em comemoração ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária

Publicados

em


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) realizará, entre os dias 05 e 31 de agosto, palestras virtuais em comemoração ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária, celebrado anualmente em 05 de agosto.

A proposta do evento é discutir os desafios e a importância da atividade para a proteção da saúde da população e prestar homenagem a todos os profissionais que atuam na área.

Os encontros serão transmitidos gratuitamente pelo canal no YouTube da Escola de Saúde Pública, neste link. Podem participar profissionais de saúde e estudantes e a inscrição valerá para todos os dias de palestra. Os interessados nas atividades devem se inscrever neste link: https://forms.gle/wB5LcCsYS3ngvGzk8.

A primeira palestra ocorre no dia 05 de agosto, das 9h15 às 12h, com a solenidade de abertura e uma palestra magna sobre a importância da Vigilância Sanitária no momento atual.

Os outros encontros ocorrerão nos dias 10, 17, 24 e 31 de agosto. Entre os temas a serem debatidos, estão: Gerenciamento de informações em Vigilância Sanitária; Sistema Informatizado de Vigilância Sanitária (SVS); Lei de Liberdade Econômica; Educação em Vigilância Sanitária; a Vigilância Sanitária no contexto de pandemia; Descentralização das ações de Vigilância Sanitária; Integração da Vigilância Sanitária com a Atenção Básica; Ações de controle de infecção no estado de Mato Grosso e a importância da inserção na Vigilância Sanitária. Confira a programação completa em anexo.

Leia Também:  Operação conjunta apreende aeronave que transportava 324 kg de cocaína

O papel da Vigilância Sanitária

Conforme o coordenador Estadual de Vigilância Sanitária da SES-MT, Marcos Roberto Arcanjo Dias, as ações de Vigilância Sanitária têm como perspectiva a promoção e proteção da saúde, oferecendo mais qualidade de vida à população por meio do estímulo às relações produtivas e de oferta de serviço de forma mais ética.

“Apesar de ter sua natureza essencialmente preventiva, a Vigilância Sanitária está focada em trazer benefícios e evitar prejuízos às pessoas e à coletividade. Dessa forma, em algumas situações, pode ser necessária a limitação e restrição de liberdades e decisões individuais para evitar consequências e danos a terceiros e à coletividade”, acrescenta o coordenador.

Marcos explica ainda que a Vigilância Sanitária atua em três esferas, sendo elas federal, estadual e municipal. Compete à direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) definir e coordenar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, sendo que a união poderá executar ações em circunstâncias especiais, como na ocorrência de agravos inusitados à saúde, que possam escapar do controle da direção estadual ou que representam risco de disseminação nacional.

Leia Também:  Saúde Estadual realiza ciclo de palestras em comemoração ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária

Já à direção estadual, compete coordenar e, em caráter complementar, caso haja necessidade, executar ações e serviços. Enquanto que cabe à direção municipal executar serviços da Vigilância Sanitária.

“Neste momento em que enfrentamos a pandemia pela Covid-19 há mais de um ano, fica evidente o impacto decisivo que as ações de Vigilância Sanitária têm gerado em prol da proteção da saúde da população nos três níveis de atuação”, conclui o gestor.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA