ECONOMIA

Ex-presidente da Petrobras criticado por Bolsonaro assume Administração da Vale

Publicados

em


source
Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras
Marcelo Camargo / Agência Brasil

Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras

A mineradora Vale elegeu nesta segunda-feira o seu novo C onselho de Administração . Em Assembleia Geral Ordinária (AGO), os acionistas escolheram doze novos integrantes para definir os rumos da mineradora pelos próximos dois anos . Há ainda um 13º assento, ocupado por um representante dos funcionários, que já foi eleito. Entre os eleitos, está Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras  criticado por Bolsonaro pelo regime de funcionamento da empresa.

A eleição estava originalmente marcada para a última sexta-feira, mas foi suspensa e remarcada para hoje, após diversos acionistas alegarem problemas no processamento de votos das ADS (recibo de ações negociados nos EUA) no boletim de voto à distância. Na sexta-feira, a empresa aprovou o balanço , a distribuição de resultados e a remuneração dos executivos.

Essa é a primeira assembleia após o fim do bloco de controle na estrutura acionária da empresa. Em novembro de 2020, acionistas como BNDES, Bradespar, Mitsui, Previ e outros fundos de pensão de estatais deram fim ao acordo de acionistas e passaram a vender suas ações na mineradora. Agora, a companhia é uma corporação com o capital pulverizado na Bolsa, sem um controlador definido.

A assembleia de acionistas ocorre em um momento em que a mineradora alcançou a posição de companhia mais valiosa da América Latina ao ultrapassar US$ 100 bilhões em valor de mercado.

Assim que abriu o encontro, o presidente da AGO, Luiz Antonio de Sampaio Campos, disse que o banco Citibank informou que os votos foram recontados no fim de semana, pois houve erro no processo. Após duas horas de suspensão, dos 16 nomes que concorreram, 12 foram finalmente eleitos, dos quais sete independentes.

Você viu?

Minoritários emplacam os quatro nomes

Os fundos minoritários conseguiram emplacar os quatro nomes que indicaram. Venceu Marcelo Gasparino, que já era conselheiro da Vale e renunciou ao cargo de conselheiro da Petrobras mês passado.

Leia Também:  INSS: STJ define novas regras para o auxílio-acidente; confira

Foram eleitos ainda Rachel Maia, que é conselheira do Grupo Soma , do ramo de vestuário e ex-presidente de marcas de luxo como Lacoste e Tiffany no país, e Mauro Cunha, ex-presidente da Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec).

Foram eleitos ainda como conselheiros José Maurício Pereita Coelho, Eduardo de Oliveira Rodrigues Filho, Fernando Jorge Buso Gomes, Ken Yasuhara, José Luciano Duarte Penido (independente), Manuel Lino Silva de Sousa Oliveira (independente), Roger Allan Downey (independente) e Murilo Cesar Lemos dos Santos (independente).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

CNI: pandemia ainda afeta oferta e custo de matérias-primas

Publicados

em


O principal problema das indústrias no segundo trimestre de 2021 ainda foi a falta e o alto custo das matérias-primas. De acordo com a pesquisa Sondagem Industrial, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), os efeitos da pandemia de covid-19 têm impactado a oferta de insumos para o setor. O problema é mencionado por 68,3% das indústrias pesquisadas.

Em seguida, a elevada carga tributária (34,9%) e a taxa de câmbio (23,2%) estão entre os principais entraves enfrentados pelo setor no país.

A Sondagem Industrial também mostra aumento nos preços das matérias-primas, mesmo que em um ritmo mais lento. O índice caiu no trimestre, mas permanece acima da linha de 50 pontos e está entre os maiores da série com 74,1 pontos. Indicadores abaixo de 50 pontos mostram preços abaixo do planejado. Acima desse valor, estão acima do previsto.

Em junho, o indicador de estoque efetivo em relação ao planejado pelas empresas registrou 48,7 pontos, ficando abaixo da linha de 50 pontos que indica que os estoques estão alinhados ao planejado pelas empresas. A distância para o planejado foi maior em junho se comparado aos meses de abril e maio, quando os índices foram de 49,6 e 49,2 pontos, respectivamente.

Leia Também:  ''Ivermectina mata bichas", diz Bolsonaro

Emprego e produção

A pesquisa da CNI aponta que o emprego completou um ano sem queda. O indicador de empregados na indústria subiu para 52 pontos no mês de junho. Pelo segundo mês consecutivo, o número de trabalhadores está acima da linha de 50 pontos, ou seja, mostra alta do emprego.

A produção industrial também cresceu pelo segundo mês consecutivo. O índice ficou em 52 pontos. Os índices variam de 0 a 100, com linha de corte em 50 pontos; os dados acima desse valor indicam crescimento na comparação com o mês anterior e abaixo, queda.

Além disso, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) alcançou 71% em junho, crescimento de um ponto percentual em relação a maio. De acordo com a entidade, esse percentual é o mais alto para o mês de junho desde 2013 e indica que a indústria, apesar da queda observada no início do ano, se encontra aquecida.

Expectativas

O otimismo dos empresários industriais em relação aos próximos meses manteve o crescimento em julho. O índice de expectativa de demanda aumentou 1,1 ponto em relação a junho, alcançando 61 pontos. Esse é o maior valor para o mês de julho desde 2011, quando o índice era de 61,8 pontos.

Leia Também:  Danilo Gentili zomba da internação de Bolsonaro e fãs criticam: "Baixou o nível"

O índice de expectativa de exportação teve um crescimento de 0,5 ponto, passando de 54,9 pontos para 55,4 pontos entre junho e julho.

Todos os indicadores de satisfação com a situação financeira também melhoraram no segundo trimestre de 2021. A intenção de investimento aumentou 1,6 ponto em relação a junho, alcançando 58,6 pontos. O indicador apresenta recuperação após a queda que ocorreu em fevereiro e março deste ano, mas ainda não recuperou o patamar de janeiro, quando o índice foi de 59,9.

A pesquisa completa está disponível na página da CNI.

Edição: Kelly Oliveira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA