ECONOMIA

Auxílio emergencial: veja quem pode sacar o benefício nesta quinta-feira

Publicados

em


source
Os valores variam de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família
Reprodução: iG Minas Gerais

Os valores variam de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família

A Caixa Econômica Federal libera nesta quinta-feira (dia 9) o saque da quinta parcela do auxílio emergencial para trabalhadores informais nascidos em maio. Os valores variam de R$ 150 a R$ 375. O dinheiro já foi pago em agosto, mas só estava disponível para compras, pagamentos e transferências, por meio de conta digital no aplicativo Caixa Tem.

Os valores variam de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família. O pagamento do auxílio é feito de acordo com o mês de nascimento, no caso dos trabalhadores informais, e com o último dígito do NIS (Número de Inscrição Social), para quem é do Bolsa Família.

Segundo o governo, 45,6 milhões de pessoas estão recebendo o auxílio em 2021, cerca de 22,6 milhões a menos do que no auxílio emergencial de R$ 600, pago no ano passado (68,2 milhões de pessoas).

Leia Também:  Procon vai multar Extra por vender bandeja de carne vazia

Confira as datas de saque

  • Nascidos em janeiro – 1º de setembro
  • Nascidos em fevereiro – 2 de setembro
  • Nascidos em março – 3 de setembro
  • Nascidos em abril – 6 de setembro
  • Nascidos em maio – 9 de setembro
  • Nascidos em junho – 10 de setembro
  • Nascidos em julho – 13 de setembro
  • Nascidos em agosto – 14 de setembro
  • Nascidos em setembro – 15 de setembro
  • Nascidos em outubro – 16 de setembro
  • Nascidos em novembro – 17 de setembro
  • Nascidos em dezembro – 20 de setembro

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Venda de gasolina subiu 18% em nove meses, diz Petrobras; diesel cresce 21%

Publicados

em


source
Um dia após anunciar possível desabastecimento, Petrobras anuncia forte alta na venda de combustíveis
Lucas Stuqui

Um dia após anunciar possível desabastecimento, Petrobras anuncia forte alta na venda de combustíveis

A Petrobras informou forte alta na venda de combustíveis nos primeiro nove meses deste ano. De acordo com o relatório de produção da empresa, as vendas do diesel tiveram alta de 15,8% em relação ao mesmo período do ano passado. No nove meses, o avanço chegou a 21,2%.

Na gasolina, a alta nas vendas foi de 17,9% no terceiro trimestre. Assim, no acumulado do ano, a alta ficou em 18,5%.

O óleo combustível teve aumento ainda maior. No terceiro trimestre, a alta foi de 115,2%. No ano, ficou em 69,4% ante mesmo período de 2020.

Leia Também

A divulgação dos dados ocorre em um momento em que a Petrobras afirmou que não vai conseguir atender aos pedidos de todas as distribuidoras por diesel e gasolina em novembro deste ano. Em nota, a estatal informou que recebeu pedidos muito acima dos meses anteriores e maior que a sua capacidade de produção de derivados.

Leia Também:  Auxílio emergencial: última parcela começa a ser paga nesta segunda-feira

Segundo a estatal, na comparação com novembro de 2019, a demanda dos distribuidores para novembro aumentou em 20% para o diesel e em 10% para a gasolina.

Leia Também

A maior demanda ocorre ainda em meio a alta dos preços. O valor médio da gasolina, do diesel e do gás de botijão voltou a subir nos revendedores na última semana, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgados na última segunda-feira.

No caso da gasolina, o preço médio do litro subiu 3,33% nas duas últimas semanas, passando de R$ 6,117 para R$ 6,321. É, assim, a décima primeira semana seguida entre altas e estabilidade nos preços. No ano, acumula alta de 40,9%. Em alguns estados do Brasil, a gasolina já é vendida a R$ 7,499, como no Rio Grande do Sul.

Leia Também:  Mega-Sena da Sorte pode pagar valor de R$ 16,9 milhões nesta terça-feira (19)

No diesel, a alta foi de 0,3% nas duas últimas semanas, passando de R$ 4,961 para R$ 4,976, destacou a ANP. No ano, a alta chega a 37,99% na bomba. No GLP, o preço médio do botijão de treze quilos ultrapassou a marca de cem reais. Na semana passada, o valor chegou a R$ 100,44, alta de 1,79% ante a semana anterior, de R$ 98,67.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA