ECONOMIA

Auxílio Emergencial: PF prende quatro pessoas por fraude no saque

Publicados

em


source
Agente da PF investigando
Reprodução / Polícia Federal

Agente da PF investigando


A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (7), uma operação que resultou na prisão em flagrante de quatro pessoas – entre elas, dois menores. Os indiciados promoviam fraudes via internet para fazer saques ilegais do auxílio emergencial . As vítimas são de todo o país.

Agentes da PF cumpriram cinco mandados de busca e apreensão na chamada Operação Voitheia, expedida pela 10ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Trata-se de uma nova fase e desdobramento da Operação Sanguessuga, de dezembro de 2020 pela Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Foram apreendidos sete celulares, três notebooks e mais de R$ 10 mil em dinheiro. Os criminosos foram encaminhados à Superintendência da Polícia Federal em Brasília, para a realização dos procedimentos de praxe.

Leia também

Leia Também:  Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje

Nesta semana, o governo federal iniciou o pagamento das novas parcelas do auxílio emergencial . A reedição do programa é destinada a um público menor, de 45,6 milhões de pessoas, e em um valor mais baixo, de no máximo R$ 375 mensais por família.

Em 2020, o benefício atingiu 68 milhões de brasileiros. Houve um corte superior a 22 milhões de pessoas, ou um terço do total.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Inflação para idosos acumula taxa de 6,20% em 12 meses

Publicados

em


O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) subiu 1,54% no primeiro trimestre de 2021 e acumula elevação de 6,20% nos últimos 12 meses, ficando acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, no mesmo período, que atingiu 6,10%. O resultado foi divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). O IPC-3i mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade. Já o IPC-Br analisa a inflação das famílias para todas as faixas de idade.

Na passagem do quarto trimestre de 2020 para os três primeiros meses deste ano, o IPC-3i teve recuo de 1,27 ponto percentual, passando de 2,81% para 1,54%. De acordo com o Ibre, quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram queda na variação. O grupo habitação caiu de 3,40% para -0,37%, foi a principal contribuição para o desempenho do indicativo. A tarifa de eletricidade residencial, foi o item que mais influenciou o comportamento desta classe de despesa, com a variação de -6,44% no primeiro trimestre, enquanto no anterior foi 11,68%.

Leia Também:  PM tira de circulação 126 tabletes de maconha e prende cinco pessoas

A queda da IPC-3i também sofreu influência dos grupos alimentação, que passou de 5,91% para 1,40%; educação, leitura e recreação saiu de 5,40% para -2,43%; e comunicação de 0,42% para 0,02%. O Ibre destacou nestas classes de despesa o comportamento de itens com quedas significativas como hortaliças e legumes de 15,79% para -1,82%), passagem aérea de 29,91% para -20,63%) e tarifa de telefone residencial de 1,80% para 0,00%.

Os comportamentos negativos com avanço nas taxas de variação ficaram por conta dos grupos transportes, que tiveram alta de 2,23% para 7,16%, Saúde e Cuidados Pessoais saindo de 0,39% para 1,24%), despesas diversas que passou de 0,45% para 0,88% e vestuário de 0,54% para 0,63%. Nestas classes de despesa, houve influência da gasolina cuja variação cresceu de 3,40% para 21,84%), médico, dentista e outros de 0,09% para 2,05%), cigarros de -0,93% para 1,85%) e calçados femininos de -0,30% para 2,07%.

IPC-3i

Esta versão do IPC foi desenvolvida com base na Pesquisa de Orçamentos Familiares, realizada pelo FGV IBRE no biênio 2002/2003, e analisou o orçamento de famílias compostas, majoritariamente, por indivíduos com mais de 60 anos de idade. Com o indicador, é possível observar como a variação dos preços de produtos e serviços atinge o custo de vida de parcela crescente da população brasileira.

Leia Também:  Fleury (FLRY3) elege Jeane Tsutsui como nova presidente da companhia

Segundo a FGV, “além de medir a evolução do custo de vida para indivíduos com mais de 60 anos de idade, o IPC-3i serve de referência para a execução de políticas públicas nas áreas de saúde e previdência.

Edição: Valéria Aguiar

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA