ECONOMIA

Auxílio emergencial: Caixa libera saques do benefício nesta segunda-feira

Publicados

em


source
Auxílio Emergencial
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Auxílio Emergencial

Os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em setembro podem sacar, a partir desta segunda-feira (14), a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 22 de maio. A terceira parcela poderá ser sacada a partir de 4 de agosto e, a quarta, a partir de 3 de setembro.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br. CALENDÁRIO DA SEGUNDAPARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021 CALENDÁRIO DA SEGUNDAPARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL 2021 Calendários de saques da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 – Divulgação governo federal

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Bandeira vermelha patamar 2 continua na conta de luz de agosto, diz Aneel

Publicados

em


source
Bandeira vermelha patamar 2 continua na conta de luz de agosto, dia Aneel
Fernanda Capelli

Bandeira vermelha patamar 2 continua na conta de luz de agosto, dia Aneel


Consumidores deverão continuar economizando no consumo de energia elétrica em agosto, para não se surpreender com uma conta de luz cara no fim do mês. A bandeira tarifária vermelha, patamar 2, continuará sendo aplicada nesse período, com custo de R$ 9,492 para cada 100kWh consumidos, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na noite de sexta-feira.

De acordo com o órgão, a crise hídrica permanece, com os principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) em níveis “consideravelmente baixos” para essa época do ano.

“Essa conjuntura sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e necessidade de acionamento máximo dos recursos termelétricos, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo (PLD). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada”, explicou a Aneel.

Você viu?

As bandeiras tarifárias são divididas entre as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2), que indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Leia Também:  Petrobras assina acordo de venda da Gaspetro por R$ 2 bilhões para Compass

Há duas semanas, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que o nível de água nos reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste — os mais importantes para o sistema elétrico — era de 27,79%. O valor é o mais baixo para essa época do ano, segundo os registros do órgão. Isso fez com que o órgão pedisse para que as usinas adiassem as manutenções programadas para o segundo semestre.

O nível de água é inferior, inclusive, aos de 2001, quando o país passou por um racionamento de energia. Naquele ano, em meados de julho, essas barragens operavam com 27,89% da capacidade.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA