ECONOMIA

Air France aposenta definitivamente seus Airbus A340

Publicados

em


source

Contato Radar

undefined
Raphael Magalhães

Air France aposenta definitivamente seus Airbus A340

No último dia 12, a Air France realizou o seu último voo regular com o Airbus A340-300. A operação entre Paris (CDG) e Istambul (IST) foi a escolhida para marcar o fim de uma era na companhia aérea francesa.

A Air France foi a companhia lançadora do modelo em 1993, e durante sua história operou 30 unidades do Airbus A340. As três aeronaves restantes na frota, de matrícula F-GLZK, F-GLZN e F-GLZP, estavam estocadas desde Abril com os cancelamentos de voos realizados devido à pandemia.

Dessa forma, e devido à baixa eficiência do modelo frente à aeronaves mais novas, a Air France optou por encerrar as operações do quadrijato francês. Ademais, em grande parte, a aposentadoria da aeronave foi acelerada pela pandemia, que fez com que as companhias aéreas ao redor do mundo se readequassem à nova realidade.

Entretanto, o Airbus A340 não foi o único a ter a aposentadoria antecipada pela pandemia. Da mesma forma, o gigante Airbus A380 também teve suas operações encerradas antes do previsto, devido aos altos gastos e o “tamanho exagerado” para a maioria dos mercados.

Leia Também:  Maior operadora do Boeing 737 no mundo pode escolher Airbus nos próximos anos

O post Air France aposenta definitivamente seus Airbus A340 apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Dólar cai nesta sexta, mas fecha mês com alta de 2,17%

Publicados

em


Graças a uma intervenção do Banco Central (BC), o dólar encerrou a sexta-feira (30) em queda, mas acumulou, em outubro, alta pelo terceiro mês seguido. A bolsa de valores caiu pela quarta vez na semana e encerrou o mês com o pior desempenho semanal desde o início da pandemia do novo coronavírus, em março.

O dólar comercial fechou esta sexta-feira vendido a R$ 5,737, com recuo de R$ 0,027 (-0,47%). A divisa ultrapassou a barreira de R$ 5,80 perto das 12h, forçando o Banco Central (BC) a intervir no câmbio, vendendo US$ 787 milhões das reservas internacionais à vista. Somente por volta das 13h, a cotação passou a cair, passando a operar em baixa no restante do dia.

Apesar da queda nesta sexta-feira, o dólar subiu 1,97% na semana e encerrou outubro com alta de 2,17%. Em 2020, a divisa acumula valorização de 43%.

Ações

No mercado de ações, o dia também foi marcado pela cautela. Depois de uma recuperação ontem (29), o índice Ibovespa, da B3, fechou o dia com recuo de 2,72%, aos 93.952 pontos. O indicador acumulou queda de 7,22% na semana, o pior desempenho para uma semana desde março.

Leia Também:  BC já gastou US$ 23,4 bi desde março em intervenções para conter dólar

O Ibovespa, que vinha numa trajetória de alta e chegou a operar acima dos 100 mil pontos na semana passada, despencou nesta semana, revertendo os ganhos recentes. Em outubro, o índice acumulou queda de 0,69%.

O avanço nos casos de covid-19 na Europa abalou os mercados globais nos últimos dias. A imposição de novas medidas de lockdown em diversos países do continente influenciou as projeções de recuperação da economia europeia.

O mercado também está sendo influenciado pelas tensões com a proximidade das eleições norte-americanas, na próxima terça-feira (3). A indefinição no resultado e a possibilidade de contestação de votos enviados pelos correios tem deixado os investidores nervosos em todo o planeta.

*Com informações da Reuters

Edição: Aline Leal

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

mato grosso

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA